Início » Brasil » Em carta, deputados americanos denunciam ‘perseguição’ a Lula
POLÍTICA BRASILEIRA

Em carta, deputados americanos denunciam ‘perseguição’ a Lula

Carta de democratas critica o governo do presidente Michel Temer e afirma que Lula tem sido perseguido por Moro e pelos grandes veículos de mídia

Em carta, deputados americanos denunciam ‘perseguição’ a Lula
Para os deputados, Lula tem sido alvo de uma campanha de difamação e de acusações não-comprovadas de corrupção (Foto: Agência Brasil)

Um grupo de 12 deputados americanos do Partido Democrata enviou na última quarta-feira, 18, uma carta ao embaixador do Brasil em Washington, Sergio Amaral, expressando “profunda preocupação” com a situação política brasileira. Nela, os americanos criticam o governo do presidente Michel Temer, a Operação Lava Jato e afirmam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está sendo alvo de perseguição política.

A carta, de quatro páginas, aponta que a situação institucional do país piorou desde o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Os deputados americanos também afirmam que o governo Temer tem agido “para proteger políticos corruptos”, e por isso têm “sérias dúvidas” em relação a sua capacidade de tirar o Brasil da crise social, econômica e política.

O texto ainda aponta que Lula vem sofrendo perseguição dos “grandes veículos privados de mídia” e do juiz federal Sergio Moro. Eles afirmam que o ex-presidente tem sido alvo de uma campanha de difamação e de acusações não-comprovadas de corrupção. Além disso, acusam Moro de tomar ações arbitrárias e parciais.

“Estamos especialmente preocupados com a perseguição do ex-presidente Lula da Silva, que viola as normas de tratados internacionais que garantem o direito da defesa para todos os indivídios”, diz o texto da carta, lembrando que ele é o líder político mais popular do Brasil e tirou milhões de pessoas da pobreza.

O grupo ainda critica os diversos cortes orçamentários promovidos por Temer, como os da PEC do teto de gastos públicos, afirmando que essas medidas podem fazer com que os ganhos sociais alcançados nos últimos anos sejam perdidos. Eles também fazem na carta uma defesa ao MST e uma crítica à tentativa da direita de afetar a liberdade das escolas do país.

O documento foi assinado por deputados identificados com a ala mais à esquerda do partido e endossado por alguns sindicatos e think tanks (institutos formados por consultores ou especialistas) americanos – entre eles a central sindical AFL-CIO, que conta com 12 milhões de membros.

O manifesto dos parlamentares americanos ocorre um dia após 22 políticos e intelectuais britânicos assinarem uma carta de apoio ao ex-presidente brasileiro pelos mesmos motivos listados pelos parlamentares americanos.

Em resposta ao texto americano, o embaixador Sergio Amaral enviou uma carta de duas páginas ao grupo de deputados ainda na quarta-feira. Nela, o embaixador defende a legalidade do processo de impeachment e da Operação Lava Jato, além de afirmar que a PEC trará melhorias na economia do país e que o Judiciário dá o amplo direito de defesa a Lula.

Amaral reconhece na carta os avanços do governo Lula na área social, mas afirma que eles “não podem servir de escusa para enfrentar decisões legais legítimas dos tribunais”.

Fontes:
O Globo-Deputados americanos veem 'perseguição' contra Lula e criticam Temer
Folha de S. Paulo-Deputados americanos criticam Moro e defendem Lula em carta pública

8 Opiniões

  1. Natanael Ferraz disse:

    Eu li a carta. Esses políticos e intelectuais americanos e ingleses querem dar palpite sobre o Brasil e não sabem nem escrever o nome do nosso país (escrevem Brasil com “Z”). Devíamos mandá-los ir à …em português mesmo.

  2. Beraldo disse:

    Pai nosso…

    Não nos deixeis cair em tentação…

    Mas livrai-nos do mal;

    Amém!

  3. carlos alberto martins disse:

    o pessoal lá de fóra,devem se preocupar com o rabinho deles.tem que parar de pensar em como se meter na vida alheia.como brasileiro sei que temos problemas internos,os quais democraticamente iremos resolver pois acima de tudo o povo saberá como encontrar a solução para colocarmos o Brasil novamente em ordem.os lá de fóra,tem se metido nas politicas de outras nações e resultados são guerras que não acabam nunca,levando muitos povos a destruição quase que total.calem a boca ,pois os srs não servem de exemplo para ninguém .

  4. Beraldo disse:

    Senadores americanos e intelectuais europeus, certamente, são muito bem informados, provavelmente mais do que a maioria dos brasileiros, de todas as classes.

    Improvável que necessitem ser sensibilizados por quem quer que seja, para se manifestarem sobre qualquer assunto, principalmente os doze Senadores americanos, que o fizeram por escrito ao Embaixador brasileiro, ou seja, diretamente ao governo brasileiro.

  5. Natanael Ferraz disse:

    Os deputados mentecaptos dos USA acham que podem fazer análise conjuntural do Brasil em quatro páginas; melhor foi a resposta do embaixador brasileiro, em duas páginas. Podia ser em duas linhas.

  6. Carlos U Pozzobon disse:

    Estou muito intrigado com a desesperada busca de apoio externo para livrar o capo da cadeia. Evidentemente que qualquer pessoa que se declare perseguida terá apoio na imprensa do Ocidente desde que consiga sensibilizar alguns energúmenos locais da justeza de sua causa, da obstinação com que combate as desigualdades e a pobreza, e os demais tijolos deste muro de arrimo com que se protegem da verdade. São manobras para preparar os dossiês difamatórios que entrarão em ação tão logo a justiça avance em direção ao destino de todos os criminosos a solta. Nada os detém, mas também não os contém.

  7. Beraldo disse:

    Já foi dito aqui, e não publicado, que o governo ilegítimo de Sua Alteza Michel Temer, tem camuflado encantamento pelo novo Presidente dos EEUU, só não o tornando explícito, porque “não tem peito”, ante as possíveis dificuldades comerciais que o governo do mesmo deverá impor ao Brsil e que, certamente, repercutirão negativamente nas nossas diversas mídias.

    Esta matéria reforça um raciocínio que vai nesta direção.

    Republicanos do Trump não devem ter mesma opinião dos democratas, que assinaram o documento sobre a situação no Brasil.

    Mas, ao que parece, nem por isso o governo Trump vai “amaciar” comercialmente para o Brasil.

    Que pena! Dirão os golpistas encastelados em Brasília.

  8. Antonio disse:

    Bastante obvio o que dizem americanos e ingleses. Aqui no América do sul, todos sabem que a elite conspira vergosamente, mas poucos reagem. Parece que esperam por um milagre. Só que não existe milagre nenhum, é a elite fria mesquinha egoísta e orgulhosa que está no poder e ponto final.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *