Início » Brasil » Em meio à estagnação econômica, Dilma aumenta gastos para atrair votos
medidas eleitoreiras

Em meio à estagnação econômica, Dilma aumenta gastos para atrair votos

Para compensar a queda de popularidade, Dilma aumenta despesas com programas sociais considerados vitrines de seu governo

Em meio à estagnação econômica, Dilma aumenta gastos para atrair votos
Medidas tomadas pelo governo para atrair votos vão refletir negativamente no orçamento do país (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Os quatro primeiros meses deste ano não foram bons para a política e a economia do Brasil. A severa seca que afeta os reservatórios do Sudeste aumentou o preço dos alimentos, trouxe o risco de racionamento e levou a inflação ao teto de 6,5% estabelecido pelo governo.

Leia mais: Aumento de 10% do Bolsa Família é medida populista, diz ‘Financial Times’

Essa estagnação econômica contrasta com o aumento de gastos do governo, que somente nos primeiros quatro meses deste ano aumentaram 29% em comparação com o mesmo período dos anos anteriores. Enquanto isso, as receitas do governo cresceram apenas 12%.

Na contramão do bom-senso

A corrida eleitoral fez o governo aumentar as despesas, embora a presidente tenha se comprometido a reduzi-las. Empenhada em compensar a recente queda de popularidade, Dilma aumentou os gastos com os programas sociais considerados vitrine política de seu governo.

Gastos com o Minha Casa, Minha Vida e PAC cresceram 21%. Isenções fiscais e outras medidas implementadas para ajudar o setor manufatureiro também contribuíram para o aumento da dívida pública federal. Recentemente, a presidente anunciou um aumento de 10% nos benefícios do Bolsa Família.

As medidas tomadas pelo governo para atrair votos vão refletir negativamente no orçamento do país. Se esse declínio econômico persistir, a popularidade de Dilma cairá ainda mais. A proximidade da Copa do Mundo também afetará o governo e a busca pela reeleição de Dilma, já que a infraestrutura do Brasil não está preparada para eventos de grande porte.

Fontes:
The Economist-Public finances face growing strains

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

14 Opiniões

  1. Leidy Santos disse:

    ESSA SENHORA ACHA QUE O POVO É IDIOTA.

  2. Vitafer disse:

    Vejamos no quê dá.

  3. olbe disse:

    É vergonhoso que em comemoração do DIA do TRABALHO ela beneficie somente os que não trabalham…E nós é que vamos pagar a conta!

  4. Gutemberg disse:

    Podemos esperar mais inflação à frente…

  5. helo disse:

    Para pagar o excesso de gastos a presidenta pretende privatizar ou terceirizar a Petrobrás?
    Ela diz que a oposição quer privatizar a Petrobrás, porém são palavras só dela. Só ela disse isso.
    Ninguém ataca a Petrobrás ao não ser o governo com sua gestão trágica que deu numa CPI . O que as oposições e todos os brasileiros esperam é que Petrobrás volte a ser forte, não sirva a interesses pessoais de políticos e não seja vítima de malfeitos. Ninguém vai acabar com o Programa Bolsa criado por FHC, queremos é o fim do Bolsa Rico.

  6. JESUS R. DE ARAUJO disse:

    Realmente OLBE, concordo plenamente contigo! Mas, como estamos nos encaminhando para as famigeradas eleições em outubro, milhares de outras falcatruas estarão sendo ajeitadas para enganar os bobos e idiotas…
    Uma delas começa daqui a 38 dias: Os espetáculos de “PÃO E CIRCO” oferecidos nas arenas dos estádios brasileiros. E, até parece que voltamos aos antigos tempos do Império Romano, onde o povo era facilmente enganado. Um falso investimento de “TRINTA E DOIS BILHÕES DE REAIS”, com grande parte de dinheiro público, sugado de nossos bolsos com pesadas taxas de impostos – sendo manipulado pela FIFA, empreiteiras e outros tantos “agentes de desvios”… Enquanto a SAÚDE anda de muleta, com hospitais sem leitos, sem equipamentos, e milhares de brasileiros morrendo por deficiencia de atendimento. E nossos filhos enfrentando uma EDUCAÇÃO de péssima categoria… E ainda sem falar na SEGURANÇA PÚBLICA que também anda engatinhando. Portanto, é realmente lastimável a atitudes de nossos políticos que pensam e agem em seu próprio benefício, e o “povo que se lixe”!!!

  7. Áureo Ramos de Souza disse:

    Tai a mostra do despreparo de nossa de nossa presidente, sabendo que o povo da bolsa família é de classe pobre dá mais uma pitada para eles (os pobres) continuem a pensar que ela a mal gestora é de boa índole para continuar a frente da direção de nosso pais

  8. ney disse:

    Melhor que o tucano ex governador de minas Aecio que durante a estagnação criou o imposto de incêndio.

  9. laerte a dulce disse:

    Tudo é permitido desde que seja para favorecer o partido. Programa ou justiça social faz-se com a criação de Mercado Ativo, com a finalidade de produzir empregos e não dar esmolas. Estamos na contramão da história. Pura hipocrisia partidária.

  10. Joaquim Caldas disse:

    Governo Federal aumenta o Bolsa Família e reduz as aposentadorias? O bolsa família é a maior fraude eleitoral da historia da democracia.Quem assegura que o BF assegura vantagens eleitorais para o PT,se ninguém gosta do PT da Dilma? O BF é o escape da fraude nas urnas eletrônicas.Co o BF eles inventam que a popularidade do candidato está em alta e com a mídia eles inventam a vitória pelas pesquisas.Com os debates simulados pela Rede Globo,fortalece-se as fraudes eleitorais nas urnas eletrônicas.Com o reconhecimento público da vitória do candidato indicado pelos partidos,o derrotado vem a público agradecer e aceitar a derrota,para que não haja recontagens de votos,e oficializa a fraude eleitoral democrática.Será que temos confiança de que as eleições no Brasil,são honestas e justas? Qual a razão dos partidos que compõe o parlamentos não ´pedir extinção dos partidos envolvidos em falcatruas,corrupção,lavagens de dinheiro,fraude eleitorais,terrorismo,envolvidos com narcotraficantes,ladrões e assassinos,politicamente incorretos? Nas próxima eleições entra um bandido e sai um ladrão.Por que o povo vota para melhorar e sempre piora?

  11. Joaquim Caldas disse:

    Além do PT governar com Dilma na cadeira de rodas,aleijando a economia,tem o Lula de muletas empurrando! Dois cancerosos.

  12. Everaldo disse:

    Governar é uma arte, e para faze-lo o governante tem que pensar no coletivo e não no individual. Assim temos que a nossa presidente (nome que diz respeito ao cargo e não a pessoa) quando gere nosso pais, está esquecendo-se de sua graduação (economista), pois esqueceu-se do principio fundamental da economia que não pode-se gastar mais do que sua receita.
    É fácil dizer que somos tendenciosos, mas contra fatos não há argumento. É publico e notório que as Bolsas Famílias são dadas para as pessoas e o foco maior é que sua renda e dos familiares seja uma renda baixa. Aí temos que só neste ítem já vemos que estamos dando um benefício para os desocupados, é que os maiores beneficiados são os desempregados ou os trabalhadores que não estão registrados e o governo não está preocupado se estes cidadões terão ou não um emprego registrado amanhã. Depois as manipulações contábil economica sobre as contas do governo é tão grande que as vezes nem eles mesmos saber como passar os índices de inflação. Mas tudo bem, eles sempre irão dizer que estão a cima do bem e do mau.
    Será que queremos mesmo isso para o nosso país??

  13. helo disse:

    Sem julgar se é justo, por que só às vésperas da eleição Dilma aumenta o salário mínimo, a Bolsa, dá o voto e a bolsa do presidiário? Por que o aumento das contas de energia e a publicaçao do índice de desemprego só depois das eleições?

  14. Mauricio Fernandez disse:

    A forma até então inusitada de entender e gerir a política que Lula trouxe da sua militância a frente de sindicatos não conseguiu ser absorvida por Dilma e deu no que deu. Dentre outras coisas esse é um dos principais fracassos de Dilma. Prisioneira das velhas raposas políticas do norte, nordeste e centro-oeste, ainda esbarra com revoltosos ao sul. Dilma blefou o tempo todo escondida em uma imagem de durona e caçadora de malfeitos. Não deu certo. Envolvida por seu super ego tentou trocas desastrosas pavimentadas por um discurso populista e fraco. Desconhece os caminhos da burocracia e o peso de setores invisíveis a grande massa. Lula pressentindo o pior retirou seu apoio em determinados assuntos e não trata da principal solução a qual conhece mas permanece calado. Então que seja. É tudo um faz de conta. Não se enganem! Dilma perdeu.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *