Início » Brasil » Em quatro anos, Collor gastou R$ 16,4 milhões com despesas pessoais
SUSPEITA DE PROPINA

Em quatro anos, Collor gastou R$ 16,4 milhões com despesas pessoais

Segundo a Polícia Federal, valor é muito superior aos R$ 700 mil declarados pelo senador no período e pode ser fruto de desvio de verba na BR Distribuidora

Em quatro anos, Collor gastou R$ 16,4 milhões com despesas pessoais
Collor gastou o montante com despesas pessoais como segurança privada, viagens aéreas e TV por assinatura (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Dados da Polícia Federal (PF) mostram que o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) gastou R$ 16,4 milhões em despesas pessoais entre os anos de 2011 e 2014. O valor é incompatível com os R$ 700 mil declarados por ele em todo o período.

As informações fazem parte de um relatório lançado em janeiro pela Operação Politeia, que investiga a existência de um esquema de corrupção na BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras. A investigação aponta que Collor teria recebido propina em troca de contratos com a empresa, controlada por ele até o ano passado.

Documentos apreendidos pelos agentes na sede da TV Gazeta, da qual Collor é sócio, revelaram que, entre 2011 e 2014, o senador tomou 6.762 empréstimos da empresa, que totalizam R$ 31,1 milhões. Nenhum dos repasses está relacionado com a função de sócio.

Segundo o relatório, Collor gastou o montante com despesas pessoais como medicamentos, segurança privada, viagens aéreas, TV por assinatura, além dos gastos com a fracassada campanha de 2010 ao governo de Alagoas.

A suspeita é que Collor tenha usado a TV Gazeta para lavar dinheiro por meio de empréstimos fictícios. Segundo o laudo da PF, as dívidas de Collor com a empresa “foram constituídas em circunstâncias que caracterizam transferências de recursos e não empréstimos, ainda que tenham sido contabilizados como tal”.

Além dos empréstimos, Collor recebeu da TV Gazeta R$ 9,6 milhões em dinheiro. Deste total, R$ 513 mil foram depositados pelos doleiros Alberto Yousseff e Rafael Ângulo, ambos delatores da Operação Lava Jato.

Ao todo, os doleiros realizaram 17 depósitos em benefício de Collor entre 2012 e 2014. Tal fato comprova o depoimento de Ângulo, que disse em delação premiada ter feito viagens a Maceió para entregar valores em espécie para serem depositados em benefício de Collor.

Fontes:
Estadão-Perícia da PF revela que Collor gastou R$ 16,4 milhões em quatro anos com despesas de consumo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Não é só o Collor, na lista dos corruptos temos também os outros dois senadores de Alagoas, o Renan e o Benedito de Lira. O povo de Alagoas sempre teve oportunidade de votar na Heloisa Helena, mas prefere os corruptos.

  2. Cecília disse:

    Este nunca me enganou. . .

  3. Osmar vhado disse:

    E ohoh vida de Gado!, povo marcado, eh oi ! povo feliz!!!

  4. olbe disse:

    Nós, povo brasileiro somos coniventes nesta roubalheira. Ele foi deposto pelo povo e depois voltou com o voto do povo…queríamos o quê? Ele compra carros de luxo e a justiça manda devolver…” Para Elle fazer a manutenção”… Conta isto pra um estrangeiro e vê se ele te acredita.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *