Início » Brasil » Empreiteiras doaram R$ 70 mi para campanhas de Aécio e Dilma
Lava-Jato

Empreiteiras doaram R$ 70 mi para campanhas de Aécio e Dilma

Apenas duas empreiteiras que também são alvo de investigação na Petrobras, Iesa e Mendes Júnior não fizeram doações para as campanhas de nenhum candidato

Empreiteiras doaram R$ 70 mi para campanhas de Aécio e Dilma
Com exceção da Odebrecht, todas as empresas tiveram presidentes ou diretores presos na investigação (Reprodução / Internet)

As empreiteiras Odebrecht, Camargo Corrêa, OAS, UTC, Queiroz Galvão, Engevix e Galcão Engenharia, envolvidas na sétima etapa da Operação Lava-Jato, doaram juntas R$ 72,5 milhões para as campanhas eleitorais de Dilma Rousseff e Aécio Neves. Com exceção da Odebrecht, todas as empresas tiveram presidentes ou diretores presos na investigação da Polícia Federal sobre o desvio de verbas na Petrobras.

Apenas duas empreiteiras que também são alvo de investigação, Iesa e Mendes Júnior, não fizeram doações para as campanhas de nenhum candidato, segundo o TSE.

Dilma foi quem recebeu o maior valor em doações das empreiteiras. O valor chega a R$ 53,3 milhões, 15% de toda a receita de campanha declarada pela presidente. A OAS foi a empresa que mais doou à campanha do PT, com um valor total de R$ 20 milhões.

Já Aécio recebeu  R$ 19,2 milhões do grupo de empreiteiras, o que equivale a 9% do valor declarado por sua campanha  à Justiça Federal. Quem mais doou à Aécio foi a Odebrecht, repassando para a campanha do tucano R$ 8 milhões.

Costa jantou com o relator da CPI

O deputado Marco Maia (PT-RS) que hoje é relator da CPI da Petrobras, ofereceu um jantar ao delator da Operação Lava-Jato e ex-diretor da petroleira Paulo Roberto Costa. O encontro aconteceu em 2011 e foi citado no depoimento de Costa à Justiça.

Marco Maia confirmou o encontro e disse que o jantar foi solicitado por Costa para tratar de assuntos gerais da Petrobras, em especial, sobre o marco regulatório do pré-sal.

Fontes:
Folha - Relator da CPI ofereceu jantar a Costa
Folha - Alvos da Lava-jato doaram R$ 72 milhões à Dilma e Aécio

2 Opiniões

  1. Joma Bastos disse:

    Não existem doações! Existe um toma lá, dá cá!

  2. DJALMA P BENTES disse:

    A prisão dessa canalhada vai sair muito caro para o Brasil. E ficarem ameaçando que o País pode parar é querer tripudiar da inteligência dos brasileiro. É uma pena que no judiado BRASIL o crime compensa; não é mensaleiros petralhas ?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *