Início » Brasil » Empreiteiras pedem ajuda política a Lula, diz jornal
Lava-Jato

Empreiteiras pedem ajuda política a Lula, diz jornal

Executivos da UTC/Constran, OAS e Odebrecht teriam pedido que o ex-presidente use sua influência política para impedir o colapso financeiro das empresas

Empreiteiras pedem ajuda política a Lula, diz jornal
Executivos pedem uma interferência política do ex-presidente (Foto: Reprodução/OGlobo)

Executivos de pelo menos três empreiteiras envolvidas na Operação Lava-Jato — UTC/Constran, OAS e Odebrecht — pediram ao ex-presidente Lula que interfira para salvar suas empresas de um colapso financeiro e impeça novas prisões preventivas, segundo apurou o jornal O Estado de S. Paulo. Lula já teria recebido a visita de vários executivos das construtoras desde o fim de 2014. Os executivos pedem principalmente uma intervenção política do ex-presidente.

Segundo o jornal, João Santana, diretor da Constran, do grupo UTC, marcou um encontro com Lula, mas foi recebido por seu sócio, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto. Ricardo Pessoa, presidente da UTC, foi um dos presos na Operação Lava-Jato. Nas eleições de 2014, a UTC doou R$ 21,7 milhões para as campanhas do PT.

Segundo Okamotto, que confirmou o encontro, Santana “queria explicar as dificuldades que as empresas estavam enfrentando” e “que estavam sentindo que as portas estavam fechadas, que tudo estava parado no governo, nos bancos”. Santana teria pedido para Okamotto “procurar alguém do governo”.

Já o presidente da OAS, Léo Pinheiro, teria se encontrado com Lula para obter informações sobre o conteúdo da delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Segundo o Estadão, Pinheiro teria conseguido conversar pessoalmente com o ex-presidente antes de ser preso.

A tentativa das empreiteiras de pedir ajuda a agentes políticos já foi condenada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela operação. Ele criticou encontros entre advogados das empresas e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso. O juiz caracterizou a estratégia de “interferência política no processo judicial”.

As empreiteiras são acusadas de fazer parte de um clube que fraudava licitações da Petrobras. Elas estão proibidas de participar de novos contratos com a estatal.

Fontes:
Estadão - Empreiteiras da Lava-Jato recorrem a Lula e cobram interferência política
OGlobo - Construtoras alvos da Lava-Jato pedem ajuda política a Lula

2 Opiniões

  1. Ludmila Lofiego disse:

    Quem diria, a burguesia tupiniquim pedindo “arrego” ao apedeuta-mor, arremedo de socialista utópico pé-de-chinelo, para se safar das marucataias. Este mundo é um absurdo.

  2. Hugo Leonardo Filho disse:

    É claro que as empreiteiras estão preparando uma “chicana”, junto com os políticos para os quais fizeram doações. É o que os juristas conhecem por “jus sperneandi”.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *