Início » Brasil » Entre as sedes olímpicas, Rio só perde para Pequim em poluição do ar
OLIMPÍADAS DO RIO

Entre as sedes olímpicas, Rio só perde para Pequim em poluição do ar

Estudo da 'Reuters' mostra que o Rio é a cidade com a 2ª pior qualidade do ar a sediar uma Olimpíada desde 1980, atrás apenas de Pequim, sede dos Jogos de 2008

Entre as sedes olímpicas, Rio só perde para Pequim em poluição do ar
Principal fonte de poluição do ar no Rio são os 2,7 milhões de carros que trafegam na cidade (Foto: Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Quando o Rio de Janeiro apresentou oficialmente sua candidatura a cidade sede das Olimpíadas de 2016, a prefeitura declarou que a qualidade do ar da cidade “estava dentro dos padrões estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS)”.

Porém, isso não era verdade nem em 2009, quando a cidade venceu a disputa, nem este ano, a dias do início dos Jogos. Um estudo encomendado pela Reuters mostrou que a poluição do ar no Rio ultrapassa em muito os padrões da OMS.

O estudo tem como base a medição do Material Particulado (MP), partículas sólidas ou líquidas que ficam suspensas no ar sob a forma de neblina, poeira ou fuligem. A OMS estabeleceu um diâmetro limite de 10 micrômetros para as partículas, limite sete vezes mais fino que um fio de cabelo humano.

Segundo o estudo, desde 2008, o Rio tem estado duas ou três vezes acima desse limite. Isso faz do Rio a sede olímpica com a segunda pior qualidade do ar desde 1980, quando o material particulado passou a ser usado como referência na medição. A única cidade a superar o Rio é Pequim, sede dos Jogos de 2008.

Segundo o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a principal fonte de poluição do ar no Rio são os 2,7 milhões de veículos que trafegam diariamente na cidade.

A má qualidade do ar do Rio tem passado despercebida devido à grande atenção dada à poluição das áreas onde ocorrerão as disputas aquáticas. No entanto, para Paulo Saldiva, patologista da Universidade de São Paulo (USP), a poluição do ar é muito mais fatal.

“Muita atenção tem sido dada à poluição das águas do Rio, mas muito mais gente morre por conta da poluição do ar do que devido à poluição das águas. Você não é obrigado a beber água da Baía de Guanabara, mas é obrigado a respirar o ar do Rio”.

Segundo Saldiva, a poluição do ar no Rio já matou 5.400 desde 2014, ano que tem os dados mais recentes. O número supera até mesmos o de homicídios na cidade, que no ano passado ficou em 3.117.

A poluição do ar é responsável por cerca de 3,7 milhões de mortes prematuras por ano no mundo. Ela aumenta o risco de câncer de pulmão, ataque cardíaco, AVC, asma e outras doenças. No Rio, que tem cerca de 12 milhões de habitantes, ela mata milhares por ano.

Fontes:
The New York Times-Rio's Olympic Air: Dirty, Deadly and No Cleaner Legacy From Games

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. jayme endebo disse:

    Tem muitas noticias do Rio e sua Olimpiada como sendo só negativas, alguma está no ar. Dizer que o ar londrino é melhor que o do rio de janeiro soa a irresponsabilidade e calunia, cada dia suge alguma novidade quem ganha como isso?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *