Início » Brasil » Escândalos trazem de volta o medo e a instabilidade ao Brasil, diz ‘NYT’
cruzada anticorrupção

Escândalos trazem de volta o medo e a instabilidade ao Brasil, diz ‘NYT’

O jornal diz que a cruzada anticorrupção no Brasil está atingindo uma figura política atrás da outra e gerando tumulto em uma época em que a moral do país está abalada

Escândalos trazem de volta o medo e a instabilidade ao Brasil, diz ‘NYT’
'À medida que as revelações de corrupção são reveladas, o país mostra sinais de choque e revolta', diz o jornal (Foto: Wikipedia)

Um artigo publicado nesta quinta-feira, 13, no New York Times, afirma que a cruzada anticorrupção no Brasil está atingindo uma figura política atrás da outra, fazendo do país um tumulto em uma época em que a moral nacional está abalada e a economia está em dolorosa queda.

Segundo o texto, assinado pelo articulista Simon Romero, grandes figuras políticas estão trabalhando contra a presidente Dilma Rousseff em uma rebelião liderada por figuras altamente envolvidas em escândalos de corrupção, que estão voltando as atenções para longe de seus próprios problemas legais. Para muitos brasileiros, o crescente sentimento de incerteza política está entre um dos piores desde que a democracia foi restabelecida na década de 1980, após uma longo regime militar.

O artigo cita a declaração dada esta semana por Paulo Cunha, presidente da rede Ipiranga. “Eu vi o Brasil passar por muitas crises, mas nunca o vi tão desesperado como está hoje”. Entre os mais preocupantes aspectos desse impasse, segundo ele, está a “total falta de liderança”.

O texto critica a forma como alguns parlamentares estão usando a crise em benefício próprio. “Uma crise como esta era para ser algo do passado no Brasil, uma democracia que reduziu seus índices de pobreza e cujo perfil global cresceu em larga escala na década anterior. À medida que as revelações de corrupção são reveladas, o país mostra sinais de choque e revolta, com algumas das figuras políticas acusadas de transgressão tentando usar o momento turbulento em seu favor”.

O jornal diz ainda que o Brasil mudou consideravelmente desde o regime militar, que durou de 1964 a 1985 e deixou pra trás uma economia em frangalhos e um extenso arquivo de abuso aos direitos humanos. “A maioria dos brasileiros tem pouca ou nenhuma lembrança da hiperinflação, dívida e crises do passado. Cerca da metade da população de 204 milhões de brasileiros tem menos de 30 anos. Por isso, 47% dos brasileiros dizem que a atual situação política é a pior que o país já viveu, de acordo com uma pesquisa recente da Data Popular”.

O texto termina ilustrando o desânimo da população tanto em relação a Dilma quanto seus oponentes. “O problema é que eu não vejo ninguém que possa ficar no lugar dela. Todas as opções são patéticas. Eu me sinto angustiada porque não tem saída”, diz Gabriela Souza, vendedora de cosméticos.

Fontes:
The New York Times - Scandals in Brazil Prompt Fears of a Return to Turmoil

1 Opinião

  1. helo disse:

    Bom seria: Fica Dilma, Fora Lula.
    O país assim ressurge. Novos nomes aparecerão.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *