Início » Brasil » Esposa e cunhada de Vaccari podem estar envolvidas em esquema de corrupção
Lava-Jato

Esposa e cunhada de Vaccari podem estar envolvidas em esquema de corrupção

Esposa do ex-tesoureiro movimentou R$ 8 milhões entre 2006 e 2014, enquanto cunhada é suspeita de participar de lavagem de dinheiro

Esposa e cunhada de Vaccari podem estar envolvidas em esquema de corrupção
Suspeita foi levantada após a quebra de sigilo bancário de Giselda Rousie de Lima, esposa de Vaccari (Reprodução/Wikimedia)

O Ministério Público Federal (MPF) suspeita que o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Netto, usou a esposa Giselda Rousie de Lima como testa de ferro para suas operações ilegais.

Leia mais: Vaccari deixa cargo no PT e partido manifesta ‘solidariedade’

A suspeita foi levantada pela quebra do sigilo bancário de Giselda, determinada pela Justiça Federal do Paraná. Segundo o órgão, embora tenha se declarado aposentada à Receita Federal, Giselda recebeu um total de R$ 8.904.028,24 divididos em três contas, duas de investimento e uma corrente. A movimentação foi feita entre os anos de 2006 e 2014.

Segundo o MPF, somente em junho de 2012, Giselda recebeu R$ 390 mil, além de mais R$ 195 mil depositados por Vaccari. Também foram movimentados R$ 192 mil originários de fundos de aplicação financeira.

Os investigadores afirmam que a movimentação financeira é incompatível com a renda do casal. Segundo eles, somente no ano de 2011, a aposentada recebeu R$ 1.080.387,60, o que dá uma média de R$ 90 mil por mês. A quantia supera em muito os vencimentos do Supremo Tribunal Federal (STF), teto do funcionalismo público. Joaquim Barbosa, por exemplo, se aposentou com um salário de 30 mil.

A esposa do ex-tesoureiro prestou depoimento na última quarta-feira, 15, mesmo dia em que Vaccari foi preso. Ela foi liberada logo em seguida.

Além de Giselda, o MPF também tem indícios de que a cunhada de Vaccari, Marice Correia de Lima, também recebeu dinheiro originário do esquema de corrupção investigado pela Lava-Jato.

De acordo com o MPF, Marice comprou um apartamento por R$ 200 mil e vendeu o imóvel por R$ 400 mil para a OAS. Posteriormente, a empreiteira vendeu o apartamento por um valor mais baixo. “Aparentemente é uma operação típica de lavagem de dinheiro”, disse o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima.

Marice também foi citada como receptora de dinheiro desviado em depoimentos de delatores, entre eles o doleiro Alberto Yousseff.

Fontes:
O Globo-Cunhada de Vaccari é considerada foragida da Justiça pela Polícia Federal

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *