Início » Brasil » Esquema de compra de votos no Amazonas teve até recibo, segundo reportagem
Governador reeleito

Esquema de compra de votos no Amazonas teve até recibo, segundo reportagem

Em troca de presentes, favores e facilidades, eleitores teriam dado seus votos para o governador reeleito

Esquema de compra de votos no Amazonas teve até recibo, segundo reportagem
Governador reeleito do Amazonas, José Melo de Oliveira (Fonte: Reprodução/Folhapress)

Uma reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, revelou que o governador reeleito do Amazonas, José Melo (Pros), está envolvido em um esquema de compra de votos que teve até recibo.

De acordo com a polícia, a suspeita é de que dinheiro público teria sido utilizado para aquisição de óculos (R$ 730), reforma de um túmulo (R$ 450) e pagamento de uma festa de formatura (R$ 5.300). Tudo compra de voto registrada em recibo.

Em troca dos presentes, favores e facilidades, os eleitores corrompidos dariam seus votos para o governador reeleito.

A reportagem informou ainda que as transações foram efetuadas por intermédio do irmão de José Melo, Evandro, um dos responsáveis pelo projeto da Copa em Manaus, e de Nair Blair, fundadora de duas associações sem fins lucrativos – aparentemente uma delas só existe no papel.

Uma das supostas associações recebeu R$ 1 milhão do governo do Amazonas a dois dias do início da Copa por um serviço solicitado em caráter de urgência pela Secretaria de Segurança para Grandes Eventos. O nome do serviço era “implementação de solução tecnológica em tempo real móvel”.

Nair Blair foi denunciada por crime eleitoral em dezembro do ano passado. Em 2009, ela também teve problemas com a Justiça, e precisou ir ao Senado responder por desvio de dinheiro público na CPI das Ongs, em virtude de uma outra organização criada por ela, a Angrhamazonica.

A promotora de Justiça Sheyla Andrade dos Santos disse que “o Ministério Público entende que realmente houve esse esquema de compra de voto”. Em entrevista ao Fantástico, o presidente do TSE, José Antonio Dias Toffoli, disse que o caso pode resultar na perda do mandato de José Melo, e também levar a um processo criminal.

Fontes:
Veja - Compra de votos na eleição do Amazonas teve até recibo

3 Opiniões

  1. Jorge Armani disse:

    Quem mais lucra com as acusações contra Melo é o ministro Eduardo Braga, que fez de sua esposa uma senadora da república sem receber voto. E estranho a fala do ministro chapa-branca Tófoli: um juiz só deve se manifestar nos autos.

  2. Almanakut Brasil disse:

    Sabe o que tinha que fazer com essa gente?

    Colocar um supositório em cada um deles, do tamanho de uma garrafa pet de 600 ml, recheado de cocaína, e enviar todos para a Indonésia!

  3. Marluizo Pires Cruz disse:

    Neste sistema eleitoral brasileiro, verbas solicitadas para campanha eleitoral parece isca em anzol jogado na água onde todas as espécies de peixes disfarçadamente da umas beliscadinhas. Os mais espertos belisca e nadam sorrateiramente enquanto alguns são fisgados no anzol em que a maioria beliscaram, perpetuando o ciclo das milionária campanhas eleitorais onde o formal retorno financeiro do cargo, não compensa o eleito. Porquanto o financiamento de campanhas eleitorais deveria ser aprimorado para evitar abuso do poder econômico direcionando o voto do eleitor. Continuado do jeito que está ainda resta ao povo manter o injusto poder.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *