Início » Brasil » Estudo apontava risco de deslizamento em Petrópolis
Tragédia anunciada

Estudo apontava risco de deslizamento em Petrópolis

Projetos elaborados após estudo concluído em 2010 não saíram do papel

Estudo apontava risco de deslizamento em Petrópolis
Deslizamento em Petrópolis (Fonte: Reprodução/Uol)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Programa Fantástico, da Rede Globo, revelou neste domingo, 24, que a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, foi objeto de um estudo realizado entre 2007 e 2010 que alertou sobre risco de deslizamento no bairro Quitandinha, palco de uma nova tragédia na última semana.

Leia também: Governo federal usou apenas 33% da verba anti-desastres em 2012

Mais de 30 pessoas morreram em Petrópolis na semana passada após um forte temporal que deixou muitos estragos pela cidade.

Na época do estudo, financiado pela Secretaria estadual do Ambiente do Rio, geólogos e engenheiros criaram um mapa dos riscos após percorrerem todo o terreno do bairro Quintandinha, avaliando a inclinação, a altitude, e as áreas por onde a água da chuva escoa.

O coordenador do estudo, Antonio Guerra, ressaltou que nas “áreas de muito alto risco, a primeira providência é remover as pessoas dali. É uma tragédia anunciada e as pessoas se perguntam quando vai acontecer”.

Projetos não saíram do papel

O secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, disse que, “infelizmente, grande parte dos mapeamentos de risco não é levado a sério e não gera as consequências que deveria ter”.

Os projetos elaborados pelo então prefeito de Petrópolis em 2010, Paulo Mustrangi, para captar recursos do governo federal, não saíram do papel. Os projetos incluíam construção de casas e barreiras, além do reassentamento de pessoas.

Fontes:
G1 - Estudo recente alertava sobre risco de deslizamento em Petrópolis, RJ

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Sander Fridman disse:

    Se o Ministério Público atuasse na tragédia anterior, apurando o genocídio por omissão, teríamos tido desta vez outro genocídio por omissão?
    Se o Ministério Público do Rio de Janeiro atuasse quanto à tragédia das chuvas, do mesmo modo como atuou o Ministério Público do Rio Grande do Sul quanto à tragédia de Santa Maria, quem e quantos seriam os arrolados pelo crime de homicídio preterdoloso por omissão?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *