Início » Brasil » Ex-bispo diz que Universal tinha esquema ilegal no exterior
ACUSAÇÕES

Ex-bispo diz que Universal tinha esquema ilegal no exterior

Cúpula da Universal é acusada de ter criado uma rota para fazer remessas ilegais da África para a Europa durante pelo menos sete anos

Ex-bispo diz que Universal tinha esquema ilegal no exterior
Fiéis acompanham culto em evento de consagração do Templo de Salomão, em São Paulo (Fonte: Reprodução/Divulgação)

A Igreja Universal do Reino de Deus mantinha um esquema ilegal no exterior para operar milhões de dólares. É o que afirma o ex-bispo Alfredo Paulo Filho, de 49 anos.

Ainda de acordo com o ex-bispo, o esquema ilegal funcionou por pelo menos sete anos, e o dinheiro teria sido usado para financiar a entidade e a sua emissora de TV na Europa.

Alfredo Paulo Filho se declarou responsável pela Universal em Portugal entre 2002 e 2009 e ainda um dos principais auxiliares do bispo Edir Macedo, o fundador da Igreja Universal, durante mais de dez anos. Anteriormente, ele teria coordenado trabalhos da igreja em alguns estados brasileiros.

O ex-bispo acusa a cúpula da Universal de ter criado uma rota para fazer remessas ilegais da África para a Europa pelo menos duas vezes por ano. A cada viagem seriam enviados cerca de US$ 5 milhões de uma campanha da igreja de Angola. Alfredo Paulo Filho admitiu que participou do esquema e que o dinheiro era levado de carro de Angola até a África do Sul, e depois seguia de jato particular para a Europa.

Os dólares eram trocados por euro e depositados em uma conta no banco BCP, em Portugal, como dízimos da igreja. Posteriormente, o dinheiro era transferido para outros países.

O ex-bispo afirmou ainda que buscava o dinheiro, “que sabia que era ilegal”, e o mantinha em sua casa em Portugal até depositá-lo no banco.

A mídia angolana divulgou o caso após o ex-bispo passar a publicar, há cerca de um mês, vídeos na internet com as acusações contra a Igreja Universal.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Alfredo Paulo Filho mostrou fotos com o pastor Edir Macedo e documentos que mostram sua relação com a igreja, mas ressaltou que não tem provas do que relata, ressaltando que “a minha prova sou eu. Participei, e vi”.

Um advogado procurado pela reportagem da Folha afirmou que, segundo as acusações, em tese, haveria crime de evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Alfredo Paulo Filho se afastou da Igreja Universal em 2013 após ser rebaixado a funções administrativas por causa de uma traição a sua mulher e envolvimento com prostitutas.

A Igreja Universal do Reino de Deus afirmou, por sua vez, que “prepara um processo judicial contra o ex-bispo” por calúnia e difamação, e que, “portanto, não se pronunciará sobre o assunto fora dos tribunais”.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Igreja Universal mantinha esquema ilegal no exterior, diz ex-bispo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Rogerio Faria disse:

    Tudo perfeito. A “obra de deu$ tem que ser grandiosa”.

  2. olbe disse:

    ..e usa um símbolo da religião judaica.???????

  3. Almanakut Brasil disse:

    ROUBO NA IGREJA

    Parafernalha

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *