Início » Brasil » Ex-diretor da Petrobras recebeu R$ 36 milhões, segundo CPI
Quebra de sigilo bancário

Ex-diretor da Petrobras recebeu R$ 36 milhões, segundo CPI

Costa realizou transferências, sendo os maiores valores para contas em seu nome e de familiares

Ex-diretor da Petrobras recebeu R$ 36 milhões, segundo CPI
Quebra de sigilo bancário pela CPI da Petrobras revelou que Costa receber R$ 36,9 milhões em contas bancárias (Reprodução/Estadão)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa recebeu nos últimos dez anos R$ 36,9 milhões em contas bancárias em seu nome, em cinco bancos, de acordo com documentos em poder da CPI que investiga a corrupção na estatal. Os dados foram revelados pela quebra de sigilo bancário de Costa e de alguns de seus familiares.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o genro de Costa, Humberto Sampaio, que é dono do Grupo Pragmática, registrou recebimento de R$ 42 milhões. O grupo receberia recursos de fornecedores da Petrobras, de acordo com a Polícia Federal.

As filhas do ex-diretor, por sua vez, obtiveram R$ 5,7 milhões e R$ 4,4 milhões. Os depósitos começaram somente após Costa assumir a Diretoria de Abastecimento da Petrobras, em 2004.

As informações para CPI foram enviadas à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito.  Por meio das contas bancárias, Costa realizou transferências, sendo os maiores valores para contas em seu nome e de familiares, como sua esposa Marici Costa.

O ex-diretor colabora com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal sob acordo de delação premiada, para redução da pena. Ele revelou recentemente que o esquema de corrupção na estatal beneficiou partidos e políticos aliados do PT.

Fontes:
Estadão - Ex-diretor da Petrobras recebeu R$ 36 milhões, mostram documentos em poder da CPI

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Jayme Mello disse:

    O SILÊNCIO DOS INOCENTES (À BRASILEIRA).

    As reiteradas listas de propinados quando publicadas, sendo elas verídicas ou não, invariavelmente nos trazem novidades, sobre alguns novos nomes de personagens, supostamente envolvidos nas tramoias.

    E, nesse compasso o mais leigo observa-se, claramente a-olho-nu, que deveriam no mesmo ato, publicarem também, as outras listas contendo os nomes das personalidades e/ou empresas, supostamente tidas como aliciadoras.

    Tratando dos aliciadores, observa-se o mais abissal dos silêncios, ao inverso dos Blogs, mídia eletrônica, da Tv, das manchetes garrafais a exaustão e, de forma continuada, em desfavor dos propinados.

    Uma arma de fogo é sempre um perigo para a sociedade, portanto, devemos todos, mantê-las em local seguro.
    Mas essa arma precisa do estimulo de terceiros, para nos causar estragos. Esse estímulo podemos nominá-lo como; “puxar-o-gatilho”.

    Dada a tanta obviedade, desnecessário nominar o que “puxa-o-gatilho”.

    É, nessa linha de pensamento objetivamente, os dois grupos; sejam os propinados, tanto quanto, os aliciadores, sem tirar nem por, são extremamente maléfico-perniciosos à sociedade, como um todo.

    É, justamente, nesse incoerente patamar que o mais leigo dos leigos, fica nas suas elucubrações, tentando imaginar quais sejam os inconfessáveis motivos, que o levam/induzem a miúde, tantos suicídios morais/profissionais, em razão do silêncio dos (inocentes?).

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *