Início » Brasil » Ex-favorito, Braga contrata gestor de crise no Amazonas
Coluna Esplanada

Ex-favorito, Braga contrata gestor de crise no Amazonas

Braga (PMDB) empatou com o governador José Melo (PROS), até meses atrás figura desconhecida no meio político

Ex-favorito, Braga contrata gestor de crise no Amazonas
Líder do governo no Congresso foi surpreendido com o resultado da eleição (Reprodução/Internet)

Ex-governador e líder do governo no Congresso Nacional, o senador Eduardo Braga (PMDB-AM), então favorito para voltar ao governo do Amazonas, foi tão surpreendido com o resultado da eleição que decidiu contratar o mais conceituado gestor de crise e imagem política, Mário Rosa – a peso de ouro. Braga (43,16%) empatou com o governador José Melo (PROS) – 43,04% -, até meses atrás figura desconhecida no meio político, que herdou o governo de Omar Aziz (PSD), agora eleito senador. Aziz foi vice de Braga e ascendeu no estado após assumir a vaga e reeleito governador em 2010.

Portfólio da pesada

Mario Rosa já geriu crises de imagem de personagens políticos da estirpe de Renan Calheiros e José Sarney, e também de Ciro Nogueira, presidente do PP.

Chapão

A chapa de Zé Melo se fortaleceu apesar do poderia eleitoral de Braga. Melo conta com o federal José Henrique como vice, e agora tem um senador eleito.

Viral no celular

Aécio investe no Whatsapp. Gravou vídeo que viralizou pelos celulares. Divulga o www.aeciodeverdade.com para rebater o que considera mentiras do PT nas redes.

Viral na internet

Já a campanha de Dilma criou uma bem bolada campanha viral para as redes sociais, com mote ‘Coração Valente’: imagem dela fichada pelos militares da ditadura.

Petromaquiagem

Em 2003, a Petrobras tinha R$ 400 bilhões em ativos – valor das ações, reservas em caixa somados ao valor de mercado etc. Hoje não passam de R$ 120 bilhões. Em 11 anos, o jogo político na petroleira a fez perder mais da metade do valor.

Lupa

Quem conhece os corredores da sede no Rio aponta que os “esqueletos” podem sair do armário através de uma investigação no balanço entregue a acionistas. Nele, por ex., as ações da estatal foram citadas a um valor inflacionado em 30% ao que valiam na Bolsa.

Agruras

A virada de Aécio foi muito festejada pelo PSDB. No último dia de campanha em BH, seu reduto, ele e o candidato derrotado ao governo Pimenta da Veiga passaram vergonha. Um eleitor recusou mão de Aécio, e Pimenta levou um tomate na testa.

Saldo popular

De atento observador: o povo foi às ruas por causa de R$ 0,20 ano passado, mas deixou passar decisão do STF que deu adicional de R$ 4 mil de auxílio moradia para juízes.

Day after

Eleito no ES, Paulo Hartung chamará o federal eleito Lelo Coimbra para a Casa Civil. Assim, ‘sobe’ para a Câmara a suplente Norma Ayub (DEM), esposa do presidente da Assembleia do Estado, Theodorico Ferraço – pai do senador Ferraço.

Alívio..

Sem alarde, o TSE decidiu no julgamento do Recurso Ordinário 40137, que o ordenador de contas está isento de julgamento de suas contas pela Câmara de Vereadores. A decisão agora caberá somente aos Tribunais de Contas do município ou dos estados.

..dos fantoches

Os gestores públicos, que em muitos casos são obrigados pelos prefeitos e secretários a assinarem prestação de contas irregulares, terão um julgamento menos político. Muitos deles eram processados por improbidade administrativa e condenados até em segunda instância – o que impedia as candidaturas de quem quisesse tentar vaga eletiva.

Na telinha

A Geração Entretenimento prepara o lançamento de um filme sobre Daniel Dantas. Vai se chamar O Banqueiro, baseado no excelente livro-reportagem de Rubens Valente, Operação Banqueiro, com bastidores da vida, ascensão e prisão de Dantas.

O mineirinho

Quieto, Patrus Ananias (PT) voltou. O ex-ministro do Bolsa-Família foi eleito deputado federal. Ele é mestre na obra de Guimarães Rosa e se concentrava nos estudos.

Aécio e Marina

Como Marina, Aécio tem suas contradições. Ele ajudou FHC a aprovar como presidente da Câmara o instituto da reeleição. E agora quer acabar com isso. Mas.. só em 2022

Ponto Final

A pólvora foi inventada no Oriente, pelos chineses. O Ocidente a aprimorou. O capitalismo pode ter sido criado no Ocidente, mas é a Ásia que o está redefinindo.

Marcos Troyjo, diplomata e economista

Com Equipe DF, SP e Nordeste

 

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *