Início » Brasil » Falha em barragem na Bahia retira 350 famílias de casa
INUNDAÇÕES

Falha em barragem na Bahia retira 350 famílias de casa

Cerca de 40% da área urbana da cidade de Coronel João Sá está submersa

Falha em barragem na Bahia retira 350 famílias de casa
Falha na barragem provocou inundações e bloqueou estradas (Fonte: Reprodução/Divulgação/Defesa Civil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma falha em uma barragem no Distrito de Quati, na cidade de Pedro Alexandre, no norte do estado da Bahia, nesta quinta-feira, 11, provocou inundações, bloqueou estradas e fez com que 350 famílias fossem retiradas de suas casas.

O governo da Bahia, que construiu a barragem em 2000 e é responsável por sua fiscalização, informou que houve um transbordamento de água, o que teria provocado enxurradas e inundações. A falha teria ocorrido após fortes chuvas que atingiram a cidade.

O próprio governo havia informado, no entanto, horas antes, que uma parte da barragem tinha rompido. O diretor da Defesa Civil estadual, Paulo Sérgio Menezes Luz, afirmou que “começou um processo de rompimento no sangradouro, mas ainda não rompeu completamente. De qualquer forma, já tem muita água saindo dela”.

Em nota encaminhada à imprensa, o Ministério do Desenvolvimento Regional também falou em rompimento na barragem.

Cerca de 40% da área urbana da cidade de Coronel João Sá, que fica em uma região abaixo da barragem, está submersa. A cidade tem ato todo 17 mil habitantes.

O prefeito de Coronel João Sá, Carlos Sobral, pediu “encarecidamente a todas as pessoas que morem nas áreas de risco que saiam de suas casas”.

A barragem atualmente é mantida pela Associação de Moradores da Comunidade de Quati. A sua fiscalização é, no entanto, de responsabilidade do Inema, órgão ambiental do estado.

Os desabrigados foram levados para cinco escolas de Coronel João Sá.


Fontes:
Folha de S.Paulo - Falha em barragem faz 350 famílias serem retiradas de casa na Bahia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *