Início » Brasil » Falta de verba trava estudo contra vício em cocaína
CIÊNCIA

Falta de verba trava estudo contra vício em cocaína

Pesquisadores brasileiros desenvolvem vacina que combate o vício em cocaína, mas estudo está parado por falta de verba

Falta de verba trava estudo contra vício em cocaína
A vacina também é eficaz contra o vício em crack (Foto: Wikimedia)

Uma vacina que combate o vício em cocaína e crack foi desenvolvida por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A equipe já conseguiu comprovar, com testes em animais, que o produto é eficaz. Não há, porém, financiamento para prosseguir com a pesquisa.

De acordo com o professor Frederico Garcia, que é coordenador do Centro Regional de Referência em Drogas da UFMG, a substância consiste numa molécula que estimula a produção de anticorpos contra a droga e impede que ela produza o efeito de prazer no cérebro.

“Estamos trabalhando na biossegurança, que é avaliar se a molécula não trará nenhum dano ao passar para seres humanos. Já entramos com pedido de patente e, neste exato momento, pleiteamos financiamento para a chamada ‘Fase 1’, com pacientes, mas infelizmente não há recursos”, diz Garcia.

A Fase 1 da pesquisa consiste no teste da segurança do produto em cerca de 60 pacientes, por aproximadamente seis meses. Caso não seja identificado nenhum efeito colateral sério, o estudo prossegue para a próxima etapa, que vai incluir mais 300 pessoas, durante um ano, aproximadamente. Espera-se conseguir financiamento até o primeiro trimestre do ano que vem. São necessários R$ 300 mil para seguir adiante com a pesquisa.

Fontes:
O Globo-Teste de vacina contra vício em cocaína está parado por falta de verba

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Ronald disse:

    Quando se trata de pesquisa científica, inovação tecnológica ou outro trabalho qualquer que venha propiciar ganhos significativos, tanto na parte econômica, quanto social, não há verba.

    Por outro lado, verba não falta para nomeação de apadrinhados, para viagens pagas pelo erário para campanhas políticas, verbas para fundo partidário, para cartão corporativo, entre uma centena de desperdícios que tomamos conhecimento diariamente.

    Imagina, dinheiro para viciados? Aloca-se para alimentação presidencial e dos seus, o resto, se necessário, nos desculparemos via pronunciamento oficial, façamos uma festa a base de pão e mortadela. Viva o Brasil!

  2. Beraldo disse:

    Remédio contra o vício em cocaína e derivados?

    O mais eficaz é impedir sua entrada no país.

    O problema é contrariar o poder de quem participa do tráfico.

    Muita grana em jogo, com envolvimento de políticos do alto escalão, tanto de lá como de cá…

    A propósito da validade da vacina, fica séria dúvida, semelhante aos remédios inibidores do alcoolismo e do tabagismo.

    Eficácia mínima, desprezível, a começar pela tarefa quase impossível de administração ao paciente.

  3. laercio disse:

    Através da matéria percebemos nitidamente que há forças políticas que não permitem as coisas certas prosperarem no Brasil.
    Uma vacina anti cocaína e crack produzidas em nossos laboratórios significa eficácia.

  4. Lucinda Telles disse:

    Minha diarista diz que só Jesus livra do vício em cocaína…e não custa nada. Começo a pensar que ela tem razão.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *