Início » Brasil » FHC depõe em defesa de Lula
SÍTIO DE ATIBAIA

FHC depõe em defesa de Lula

Fernando Henrique foi ouvido pelo juiz Sérgio Moro sobre o processo do sítio de Atibaia, atribuído a Lula por investigadores da Operação Lava Jato

FHC depõe em defesa de Lula
Depoimento ocorreu por meio de videoconferência e durou cerca de meia hora (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso prestou depoimento ao juiz federal Sérgio Moro nesta segunda-feira, 11. FHC depôs como testemunha de defesa do também ex-presidente Lula no processo sobre o sítio de Atibaia, atribuído a Lula por investigadores da Operação Lava Jato. As informações são do portal G1.

O depoimento de FHC, que durou cerca de meia hora, ocorreu em um fórum na Justiça de São Paulo, através de videoconferência. O depoimento deveria ter ocorrido há duas semanas, mas teve de ser adiado devido à crise do combustível durante as manifestações dos caminhoneiros.

O processo do sítio Santa Bárbara, que fica no interior de São Paulo, corre no âmbito da Lava Jato. Nele, é investigado se Lula recebeu propina da Odebrecht através de reformas no terreno. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), o sítio recebeu melhorias no valor de R$ 1,02 milhão. Devido a isso, Lula foi denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, se tornando réu no processo em agosto do ano passado.

Após a audiência, FHC não deu detalhes de seu depoimento a jornalistas, mas afirmou que se sentiu confortável ao responder os questionamentos. Lula sempre negou as acusações, afirmando que não é dono do imóvel e que todos os seus bens estão declarados à Receita Federal.

Além de FHC, Celso de Faria e Luiz Duci também foram ouvidos como testemunhas de defesa de Lula. Ainda nesta segunda-feira, Fernando de Morais deve prestar depoimento. O sítio de Atibaia seria de propriedade de Fernando Bittar, sócio do filho de Lula. Bittar, por sua vez, terá como testemunhas de defesa Ricardo Azevedo, Lilian Bittar e Priscila Bittar.

 

Leia também: FHC pediu a Odebrecht doações por campanhas do PSDB

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Jayme Mello disse:

    Pois é DINARTE, mesmo discordando em alguns aspectos dos seus pontos de vista, ainda assim, percebo (quase rindo) que por um lado vc está certo e, por outro, deve estar com a razão, afinal queiram ou não, até alguns mais reticentes, estamos TODOS na UBERLINDIA.

  2. DINARTE DA COSTA PASSOS disse:

    LULA e FHC sempre tiveram uma afinidade mantido por um certo respeito que um tem do outro. Isso ficou bem claro quando da posse de LULA em 2002, eles que já eram amigos de há muito tempo fizeram uma transição com muita urbanidade. Nem parecia que era a Oposição que tinha ganhado uma eleição.

    Todo o político comete erro e um dos erros imperdoáveis do LULA foi não ter feito um acordão com o PSDB para dividir o “Poder”. Se LULA tivesse tirado os oito anos de mandato e invés de nomear a Dilma, tivesse feito corpo mole e deixado o FHC ou o seu partido (PSDB) ganhar para mais oito anos. Agora ele vinha com tudo e ganhava por mais oito anos.

    O Brasileiro tem que aprender política com os americanos. Lá existe um acordão que funciona a décadas para não dizer um século. Os “Democratas” dividem o “Poder” com os “Republicanos”. Somente os dois partido mandam e o outros serve para fazer o contra-peso necessário para dar equilíbrio a “Democracia. Tá na hora do PSDB e PT fazer um acordão aqui no Brasil e dividir o “Poder de uma vez por toda e acabar com a festa de partidos pequenos onde surge populistas ou salvadores da Pátria tentando ludibriar a mente do Brasileiro.

    Acorda Brasil! Divida o “Poder” em dois mandatos de oposição e dois de situação e não tem para ninguém. Partidos pequenos tanto no Parlamentarismo como em um Presidencialismo inteligente existe para fazer o contrapeso e não para governar.

    Brasileiros aprendam com os americanos e seja, felizes!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *