Início » Brasil » FHC volta às raízes cariocas
Rio

FHC volta às raízes cariocas

A conquista da cadeira na ABL reforça um processo iniciado no ano passado pelo ex-presidente, quando comprou o apartamento de São Conrado

FHC volta às raízes cariocas
Fernando Henrique Cardoso passa por um processo de redescoberta do Rio

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso passa por um processo de redescoberta do Rio, onde nasceu e viveu até os 9 anos de idade. Dono de um apartamento em São Conrado, FHC tem uma agitada rotina que inclui desde palestras internacionais até encontros políticos, mas permanece pelo menos dois fins de semana por mês na cidade. Nessas ocasiões, vai a restaurantes, passeia e se exercita regularmente em caminhadas pela orla do bairro, às vezes, arrisca um mergulho no mar bravio, seguido de um almoço num quiosque. “Aqui vivo uma verdadeira epifania”, diz. “É onde fico mais tranquilo e relaxado. Ninguém me vê de bermuda em outro lugar.”

Leia também : Fernando Henrique Cardoso é eleito para a ABL

Segundo a revista Veja Rio, a eleição para a cadeira 36 da Academia Brasileira de Letras, na última quinta-feira, 27, é um marco da nova fase carioca de FHC. A partir de agora, as passagens de fim de semana deverão incorporar ao menos algumas quintas-feiras, pois é nesse dia que acontecem as sessões ordinárias da ABL na sede da entidade, no Centro. Autor de 34 livros, seis deles escritos depois de deixar o governo (o último é Pensadores que Inventaram o Brasil, lançado na semana passada), o ex-presidente recorda que a decisão de concorrer não foi fácil. “Relutei em me candidatar porque não me considero um literato, temia criar constrangimento pelo cargo que ocupei e politizar a eleição”,

A conquista do fardão reforça um processo iniciado no ano passado, quando comprou o apartamento de São Conrado, um dois quartos de pouco menos de 100 metros quadrados. O imóvel, segundo conta, foi adquirido com o dinheiro do Prêmio Kluge, uma espécie de Nobel das ciências humanas, concedido pelo Congresso americano e que rende aos ganhadores 1 milhão de dólares.  Os amigos também são muitos por aqui. Vários dos antigos membros dos ministérios de seus dois mandatos são radicados no Rio. Vive na cidade boa parte da equipe de arquitetos do Plano Real, que derrubou a inflação e garantiu ao país a estabilidade econômica.

Mesmo distante de cargos públicos ou eletivos há uma década, FHC continua a ser uma das pessoas mais influentes do país. Presidente de honra do PSDB, é um dos articuladores da candidatura de Aécio Neves à Presidência em 2014.

 

Fontes:
Veja Rio - Entre a bermuda e o fardão

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Mauricio Correa Costa disse:

    É O DINHEIRO DAS PRIVATIZAÇÕES DAS TELECOMUNICAÇÕES ESTÃO AOS POUCOS VOLTANDO, ISSO OS DECLARADOS, O GROSSO MESMO NÃO É DECLARADO.

  2. olbe disse:

    É o único Presidente que saiu do governo tão jovial como quando entrou.É o único que não tem raiva.Fez seu trabalho com dignidade, passou a faixa ao Lula com dignidade, apesar de ter ouvido do Lula coisas horríveis. Continua trabalhando pelo Brasil e felizmente é reconhecido internacionalmente.Quanto mais o tempo passa a história dirá quem foi Fernando Henrique.UM POLÍTICO HONESTO!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *