Início » Brasil » Filhos apontam ligação de Flordelis na morte do marido
BRASIL

Filhos apontam ligação de Flordelis na morte do marido

Misael da Flordelis, vereador e um dos filhos adotivos da deputada, disse crer que a mãe foi ‘mentora intelectual’ do assassinato do pai

Filhos apontam ligação de Flordelis na morte do marido
Deputada Flordelis negou todas as acusações (Foto: Flordelis MK/Facebook)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Pelo menos cinco filhos adotivos da deputada federal Flordelis (PSD-RJ) apontaram um possível envolvimento da parlamentar na morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto a tiros no dia 16 de junho. As informações são do jornal Globo.

Os filhos prestaram depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, em junho deste ano. Wagner Andrade Pimenta, mais conhecido como Misael da Flordelis, vereador de São Gonçalo e um dos filhos adotivos da deputada, afirmou que acredita que a mãe tenha sido a “mentora intelectual” da morte do pai.

Além de Misael, Luan Santos, Cristina dos Santos e Roberta dos Santos também apontaram envolvimento da mãe na morte do pastor. Daniel dos Santos de Souza também já havia afirmado que a parlamentar estava envolvida no caso.

Segundo Misael, a deputada federal estava “manipulando” os filhos para encontrar alguém com coragem para matar o pastor. Ainda de acordo com o filho adotivo, Flordelis acreditava que o marido estava “dando a volta nela com relação a dinheiro”. Ademais, relembrou que, em outubro de 2018, Anderson do Carmo ficou internado por cinco dias, além de ter perdido quase 20 quilos, devido a remédios que estavam dando para ele a mando de Flordelis. Outros três filhos confirmaram a medicação.

Misael disse ainda que a deputada federal teria enviado uma mensagem em nome de Marzy Teixeira, uma das filhas adotivas, para Lucas Cézar dos Santos, um dos filhos adotivos. Na mensagem, Flordelis, se passando por Marzy, teria pedido que Lucas matasse o pastor. Luana, esposa de Misael, confrontou Marzy sobre a mensagem, que admitiu que a autoria era da parlamentar.

Marzy Teixeira, por sua vez, negou a versão de Misael. A filha adotiva de Flordelis, em depoimento dado em junho, admitiu que enviou a mensagem para Lucas, negando que o plano de matar Anderson do Carmo tenha partido de Flordelis. Porém, admitiu que a parlamentar sabia da intenção. Marzy teria oferecido R$ 10 mil a Lucas, que teria aceitado o dinheiro.

Daniel dos Santos de Souza, por sua vez, também afirmou acreditar no envolvimento da deputada federal na morte do pastor. Segundo Daniel, Flordelis teria dito que a hora de Anderson do Carmo estava para chegar. Daniel, assim como Roberta, revelou que acredita que duas de suas irmãs e uma neta também estariam envolvidas na morte de Anderson do Carmo.

Já Luan informou à polícia que Flordelis teria pedido à Simone dos Santos, sua filha biológica, e à Marzy que contratassem alguém para “apagar” Anderson do Carmo. Em seguida, Luan revelou que Simone admitiu que teria sido responsável pelos problemas de saúde do pastor, dando remédios para ele. Após o crime, Luan também teria ouvido a parlamentar falar sozinha: “Acabou”.

O depoimento de Kelly seguiu a mesma linha do testemunho de Luan. De acordo com a filha adotiva de Flordelis, a parlamentar dizia que “no dia em que Anderson não estivesse mais ali, as coisas iriam melhorar”. Kelly revelou ainda que a deputada tentou reunir os filhos com o advogado antes dos depoimentos começarem. Enquanto isso, Roberta disse que o comportamento de Flordelis diante da imprensa é teatral, pois há uma sensação de alívio nos olhos da parlamentar.

Através de uma nota de sua assessoria de imprensa, Flordelis negou todas as acusações, afirmando que Misael teria instruído Daniel. Segundo o comunicado, Misael, que é vereador com o nome “Misael da Flordelis” e um dos primeiros filhos adotivos da parlamentar, e Daniel são muito próximos. Tanto que Daniel, inclusive, exerceria um cargo de confiança no gabinete do vereador.

“Ela [Flordelis] desconhece os motivos de Misael criar o cipoal de mentiras que criou sobre ela e de usar alguns filhos dela no projeto de desacreditá-la e envolvê-la com o crime. É muito sórdido tudo isso que o Misael tem feito com ela. Difícil de entender. O que ela percebe no Misael é uma ambição imensurável”, diz a nota encaminhada ao jornal Globo.

Ao longo de dois meses de investigações, dois dos filhos de Flordelis se tornaram réus pela morte do pastor. Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis, atirou em Anderson do Carmo, enquanto Lucas Cézar dos Santos, mais um dos filhos adotivos, auxiliou na compra da arma.

Fontes:
O Globo-Filho diz que Flordelis foi 'mentora intelectual' da morte de pastor
G1-Filha diz que deputada Flordelis sabia de plano para matar pastor Anderson

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *