Início » Brasil » Filme anti-islâmico é proibido no Brasil
Alvo de protestos

Filme anti-islâmico é proibido no Brasil

Decisão de suspender todos os vídeos que incluam trechos do filme 'A Inocência dos Muçulmanos' foi tomada pela Justiça de São Paulo

Filme anti-islâmico é proibido no Brasil
Cena do filme 'A Inocência dos Muçulmanos' (Fonte: Reprodução/YouTube)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O site YouTube tem até dez dias para retirar do ar no Brasil o trailer do polêmico filme “A Inocência dos Muçulmanos”, que vem gerando uma grande onda de protestos e distúrbios em países árabes.

Leia também: Governos árabes pedem bloqueio de filme anti-islâmico no YouTube
Leia também: Protestos contra vídeo considerado ofensivo ao Islã se espalham pelo mundo árabe

Produzido nos EUA, o filme é considerado ofensivo pelos muçulmanos. A decisão de suspender todos os vídeos que incluam trechos do filme foi tomada nesta terça-feira, 25, pela Justiça de São Paulo, que acolheu pedido da União Nacional das Entidades Islâmicas, segundo a qual o filme ofende “o direito à liberdade de religião”.

Multa de R$ 10 mil por dia

O não cumprimento da determinação da Justiça pode ser punido com multa de R$ 10 mil por dia. A Google ainda não se manifestou.

O juiz Gilson Delgado de Miranda, da 25ª Vara Cível, entendeu que o caso “traz um conflito claro em relação à liberdade de expressão (art. 5, IV, da CF) e à necessidade de proteção de indivíduos ou grupos humanos contra manifestações que possam induzir ou incitar a discriminação de preconceito de religião”, citando ainda os protestos que vêm sendo realizados em várias partes do mundo contra o filme e um processo movido na Justiça dos EUA pedindo a retirada do vídeo do YouTube.

Caro leitor, você acha que a Justiça brasileira agiu corretamente neste caso?

Fontes:
G1 - Justiça proíbe no Brasil exibição de filme anti-Islã

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

29 Opiniões

  1. valdir rocha disse:

    É um absurdo. Esse filme (ruim, mal feito e de mal gosto) só ganhou essa notoriedade pela ignorância, caso contrario passaria despercebido. Os islâmicos precisam parar com essa mania. Aqui é o Brasil e se pode brincar com qualquer Deus, seja Oxalá, Cristo ou Maomé, aliás religiosos só servem para essas coisas.

  2. Ezequiel Domingues dos Santos disse:

    Creio que não agiu, porque não fere a liberdade de religião, mas ela desmoralizou a religião deles sim, como muitos vídeos e filmes desmoralizam outras religiões também.
    Realmente o islã tem uma força social imensa, parece até ascensão de um Califado Universal.

  3. ISRAEL PIRES BEZERRA disse:

    Acho que o Meritíssimo Juiz Gilson Miranda teve uma LUCIDEZ digna de um verdadeiro JUIZ!
    Também acho que bons ventos tem soprado ( quiçá do Super Joaquim Barbosa ) a ponto de podermos nos aliviar diante de tal DECISÃO!
    Será que algo tão hediondo como o famigerado “MENSALÃO” tenha causado um efeito dominó, na sequencia, amenizando as nossas ansiedades ao assistir Ato tão pertinente quanto a referida DECISÃO neste momento, em que nos entristecemos com interpretações de Governos mundo a fora que agridem os nossos entendimentos?
    Espero que a DECISÃO desse JUIZ tenha SUSTENTAÇÃO a nivel NACIONAL e que isto sirva de EXEMPLO aos ” SEM NOÇÃO” que temos visto a partir do episódio do filme ” A Inocência dos Muçulmanos” …

  4. Thomas Ribeiro disse:

    Produzido nos EUA, o filme é considerado ofensivo pelos muçulmanos?
    Eles podem exigir o que quiserem pois o mundo tem medo deles. A mulheres tem que usar véu em qualquer lugar do mundo pois a religião assim o exige,mas quando vamos aos países muçulmanos somos obrigadas a ler conforme a cartilha deles!
    E o nosso DEUS, como é tratado por eles? Quem se torna muçulmano, no Brasil, não é preso nem morto.Mas se algum muçulmano se converte ao Cristianismo…

  5. Carlos U. Pozzobon disse:

    Tive um amigo na juventude que costumava frequentar os cinemas para ver os piores filmes. Quando perguntado sobre por que assistia tais filmes sempre respondia: “para aprender como não se deve fazer cinema”. Se comprazia com detalhes de cenas estapafúrdias, erros grotescos, de personagens completamente incoerentes com o papel representado, e tudo o que pudesse configurar um script de divertimento para seu repertório de escrachinação. Quando cansava de contar tudo o que tinha coletado de bobagens, voltava ao cinema para ver outro filme e retomar os humores. Eu achava que ele era um caso de masoquismo cinéfilo, mas ele jurava que aquilo era divertido. E de fato, com uma certa perspicácia é possível verificar que A Inocência dos Muçulmanos trata mais de uma tentativa de comédia do que de cinema crítico. Todas as cenas tem alguma coisa errada, embora não pelo script, mas pela completa ignorância do diretor. Que tal bobagem tenha sido levada a sério me parece mais risível que a intenção debochada do autor. O mundo vai para um lado perigoso. Há 30 anos se dizia que o mundo plugado seria uma aldeia global. De fato, a aldeia virou mundo pois uma piada de mau gosto, um palpite infeliz, pode virar uma bomba mais perigosa que um artefato explosivo. O problema dessa gente é de natureza ecológica: eles nunca poderiam ter saído do deserto. É uma religião para quem está cercado por dunas de areias, tendas, camelos, burricos e, naturalmente, mulheres com a única função de serem procriadoras. Não é o filme que tem de ser censurado: é essa gente que jamais poderia ter acesso à qualquer coisa civilizada, muito menos a Internet.

  6. RH disse:

    Concordo com o Valdir Rocha.

  7. áureo Ramos de Souza disse:

    Certíssima a decisão, cada povo tem seu modo de viver, tem seu modo de falar, de vestir e também tem seu direito de procurar a religião ou acreditar em seu próprio Deus sabendo-se que só existe um, os índios adoravam o Sol e a Lua, satirizar um Deus ao qual é adorado por milhares de pessoas e blasfemar contra seu próprio Deus.Deixem os Muçulmanos em paz, eles são gente, porque mexer em casa de abelha, foi mexer a exame apareceu mundo afora e agora ficam culpando A e B.

  8. Prof. Silvio disse:

    Censura é coisa do regime militar, que controlava o teatro, cinema, imprensa, rádio e televisão.
    Como educador, acho que o filme deveria ser exibido na Tv, em horário nobre e com a seguinte grade:

    1. Abrir com um debate entre cineastas, críticos e especialistas em cinema.
    2. Exibição do filme na íntegra.
    3. Pedir que os espectadores votassem em 5 perguntas que seriam divulgadas durante os intervalos.
    5. Depois da exibição do filme, debate entre religiosos e teólogos. (mas sem o padre Quevedo e Iniri Cristo… rss)
    6. Divulgar o resultado da votação.

    Democracia pedagógica é isso. Proibir não educa.
    O livro “Versos Satânicos” pode ser baixado na internet, numa boa.
    O filme “Je vous salue Marie”, passou na TV Globo e eu não vi nada demais na proibição do Vaticano.

    O juiz errou feio ao proibir e perdeu a chance de mostrar ao mundo que nós brasileiros somos um povo tolerante e de opiniões livres.
    A proibição só serviu de conivência com a teocracia islâmica.

  9. João Aurélio disse:

    Lamentável essa decisão. Já tivemos o caso do filme A Serbian Film que se não me engano está proibido até hoje. Agora tivemos o sr. Protogenes Queiroz querendo proibir o filme Ted . O Brasil que é um estado laico (sem religião oficial) agora tem sua liberdade de expressão ameaçada e suas leis ditadas por muçulmanos fanáticos que se ofendem por qualquer coisa? Um recado para eles: Isso aqui não é o Irã! Quando essa decisão chegar no STF com certeza será derrubada.

  10. Carlos Neves disse:

    Vivemos sob uma DITADURa onde a Liberdade de Expressão è impedida, cerceada pelos tribunais! As chargesa, piadas, anedotas, historias acerca de “Deus”, Jesus Cristo são aceites sem ofensa, mas nossos tribunais gostam da chantagem arabe, da ditadura religiosa arabe. Nossos tribunais não respeitam a Liberdade de Expressão, de Pensamento.
    Tanta vassalagem à religião árabe!
    Lamentável este nossa justiça que deveria ser democrático e no entanto se põe de quatro perante a religião arabe.
    Censura de volta no máximo de seu explendor!

  11. Aguinaldo disse:

    Dizia o velho Voltaire:
    – “Posso não concordar com nada que você disser, mas morro pelo direito de vc. dizer o que quiser”.
    Aqui no Brasil, ocorre a livre expressão: O ateísmo tem o site ´”ATEIA”, respeitamos o ponto de vista deles;
    Os crentes de todos jaez dizem o que querem também e cada barbaridade, engolimos muitas mentiras mas respeitamos; Dizem que o Cristo era mulherengo. Nenhum Cristão engole mas respeita essa insinuações
    Os espíritas espalham amor e caridade em formas brancas pretas e de todo jeito: Respeitamos;
    Agora vem um bando de fanáticos que matam , cometem mil e uma barbaridades sob promessa de 13 virgens no paraiso e, destroem, matam e vingam; Enfim mexem com o mundo; Eles tem que entender que vê quem quer não há necessidade desse escarcéu, com essa violência, jamais irão para o céu; Lá no mundo deles mulher é um objeto qualquer qualquer (a rima foi sem querer), De repente, a madame fulana de tal que sempre falou o que quis na maior cara de pau, proibe o filme que além de péssimo não diz nem chus nem bus… Mas os filmes pornográficos podem ser editados, vendidos em banca de revista e escambau. Certo está Arnaldo Jabor quando fala que esse é o pais das contradições.O filmezinho chinfrim, ao inves do “barulhim” faz barulhão…Já matou centenas…Podendo matar milhares…Abaixo o fanatismo de qualquer espécie… Em nome de Alá, Maomé, Buda, Jesus, e outros iluminados não se deve cometer atrocidades e quem deve estar rindo às escâncaras é o velho “ERASMO DE ROTTERDAN” que, lá pelos idos de 1500 e carquerada, fez um elogio à loucura e disse com muita propriedade: ‘NÃO PODEIS IMAGINAR OS HORRORES E AS REVOLUÇÕES COM QUE ENCHE A TERRA ESSE ANIMALZINHO TÃO PEQUENINO E DE TÃO CURTA DURAÇÃO”… Foi assim na inquisição; império romano; nazismo, revolução francesa; bolchevista e por fim pode haver uma pirotecnia atômica em nome de DEUS… Aí agente tem que lembrar Castro Alves: “DEUS ONDE ESTÁS? EM QUE ESTRELA TU TE ESCONDES?
    PARA DEIXAR ACONTECER TAMANHAS BARBARIDADES, EM SEU NOME OU DOS SEU MAIS VARIADOS ASSESSORES ILUMINADOS…Enquanto isso aqui na Terra persiste as trevas… Tomara que o 21 de dezembro aconteça mesmo…

  12. gerusa contti disse:

    Palhaçada!!!!!

  13. Magda disse:

    Concordo com o Prof. Silvio.
    Se querem proibir, que proibam nos países islâmicos, que é problema deles. Aqui não.
    O que esse juiz deveria proibir são os abusos das igrejas pentecostais.
    Ouvi no rádio um depoimento de uma jovem que se diz curada da Aids naquela igreja e decidiu parar de tomar os medicamentos.
    Um senhor disse que seu filho estava morto na cama. Ele pôs o CD do pastor para tocar e colocou a capa no peito do filho “morto”.
    Segundo ele, o garoto ressuscitou na hora.
    Se é para proibir, que proibam essas lavagens cerebrais. E os ingênuos ainda pagam as campanhas, o dízimo e as ofertas.
    E por falar no Maomé do filme, ele é um gato!
    Fui:
    Magda

  14. renato disse:

    liberdade de imprensa é uma coisa , agora vc sujar a imagem de alguem , vc generalizar , desrespeitar , ofender , discriminar , humilhar . queria saber realmente até onde vai esta tal liberdade de imprensa , parece que tudo é permitido cara. existe limite e principalmente RESPEITO e passividade.

  15. Reynaldo Ferreira Moraes disse:

    As igrejas católicas não são respeitadas em países muçulmanos mas os coitadinhos dos muçulmanos que não respeitam ninguém fora do mundinho deles querem ser respeitados pelo mundo todo, eles não merecem o respeito de ninguém , gente que assassina as pessoas em nome de sua intolerancia não merece nem mesmo ser reconhecido como releigião

  16. Edenilson disse:

    Só não entendo porque não fizeram o mesmo com A Última Tentação de Cristo e outras obras ofensivas ao cristianismo. É claro que o argumento do “respeito às diferenças” é o que menos está contando nessa história.

  17. joao batista albino disse:

    Não ! A justiça brasileira agiu INCORRETAMENTE ! Quando a justiça começa a tomar lado de ideias políticas, religiosas, isso é um mal sinal de que as cabeças estão doentes. Não é possível acreditar que ainda haja censores tão subnutridos de sabedoria que não percebem a beleza, a arte, os sentimentos humanos expressos através de filmes. LIBERDADE DE EXPRESSÃO É A VIDA E A HISTÓRIA DA HUMANIDADE. Quem não gosta das liberdades democráticas que vá morar no iran ! (eu não entendi por que os juizes querem tanto pegar no youtube…daqui à pouco vão querer prender o Mark Facebook, o Bill Gates, o Papa, o presidente dos EUA Barak Obama. )
    LIBERA ESSE FILME NO YOUTUBE JÁ! (ninguém vai assistir mesmo, fraco e ruim)

  18. Alcebiades Abel Filho disse:

    O Islamismo é a maior força polítia e religiosa do planeta – com todos erros defeitos e fanatísmo que ocorre em qualquer facção política ou religioisa – os autotres do filme tinham consciência de que iam mexer com um enorme vespero. Portanto, ao meu ver, foram irresponsável. O juiz teve um ato de sabedoria ao proibir este filme, não podemos navegar nesta onda complicada e polêmica. O território brasileiro é um espaço em que povos raças e religiões se confraternizam não podemos nos aliar a qualquer ato de discriminação que em determinados momentos é confunmdido com libertade de expressão.

  19. Jayme Mello disse:

    Dentre as tantas mazelas da humanidade, o ”preconceito”, infelizmente, ainda permanece, como um dos mais terríveis hábitos de pessoas, praticados contra seus semelhantes.

    E o pior para a sociedade como um todo, é que ele, o preconceito, transita incólume, por onde quer que seja e, em algumas ocasiões, a sutileza é tamanha, que até passa imperceptível para a pessoa, ou a classe social vitimada.

    E, esse tenebroso hábito, não é privilégio de um ou de outro segmento social, seja; religioso, esportivo, político ou o seja lá o que for. Ao contrário, a prática perniciosa é comum a todos os grupos, lamentavelmente, onde quer que esteja.

    O interessante é que se observa de maneira inconteste -, inclusive -, dentro dos próprios segmentos. Bastando para isso florescer, quem quer que seja, ainda que, reconhecidamente, seja adepto daquele grupo social, discordar, do todo ou em parte, do que a liderança daquele segmento determina.

    Além disso, há também a sorrateira, “patrulha” que se incumbe, diuturnamente, de denegrir a linha de pensamento ou a conduta, de líderes ou membros de um ou de outros subgrupos, daquele agrupamento social, ou ainda – para piorar, em alguns casos e, com objetivos inconfessáveis, fazer ilações venenosas sobre membros do mesmo grupo social.

    E, pasmem -, tudo isso acontece em nossa terra, onde a democracia mesmo incipiente, segue em pleno vapor. E, ainda assim, mesmo com essas incongruências próprias da natureza humana, há unicamente, entre nós brasileiros, principalmente, em momentos críticos, um sentimento de tolerância que está alicerçado em nossa miscigenação, aliás, exclusividade brasileira.

    Assim e desse modo, não fica difícil entender a amplitude, o sentido, a direção e, mais que isso, o freio pedagógico acionado preventivamente, pelo magistrado, para que “esse bonde sem freio” jamais adentre as nossas fronteiras.

  20. raufe disse:

    Islâmicos induzem juiz a ressucitar a cenrura no Brasil.
    Se é para censurar, cadê a suspensao contra as outras religiões?
    Será que o juiz paulista é muçulmano?
    Suspendeu pra uma tem de suspender pra todas. Ele não são melhores do que ninguém.
    Estamos no Brasil e não no Oriente.

  21. Paulo Prado Valadares Ribeiro disse:

    Inacreditável
    A cada dia retiram uma pequena parte da nossa minguada liberdade de expressão .
    De novo cedemos à pressão de grupos religiosos . Somos ou não somos um estado laico ?

  22. Kalil Saliba disse:

    A campanha de agressão e difamação do Islã esta na ordem do dia no monopolio da imprensa a soldo dos senhores da guerra.
    Os insulfradores da discordia da mentira e calunia desfilam suas opiniões cheios de odio e preconceito, não conseguem dissimular seus rancores. A intenção do agressor é clara, não resta duvida do seu intento.
    A resposta do Islã esta na união dos povos que persevera a Paz no mundo na busca de justiça.

  23. Rosaura disse:

    Falou tudo Magda.
    Concordo plenamente com você.

  24. Luz disse:

    Palhaçada. Os islã condena todas as religiões, tem a liberdade de gritar no meio das ruas do mundo inteiro “morte aos judeus” “morte a América” “morte ao acidente” “morte aos cristãos”. Matam cristãos, e pessoas de quaisquer outras religiões, principalmente os judeus e ateus. se explodem em várias partes do mundo em nome de Alá e contra eles vão dizer que é “islafobia”? oras, é muita hipocrisia.

    Vai um cristão lá na Arabia por exemplo, se for mulher tem o passaporte recolhido e é obrigada a virar escrava sexual dos seguidores de Alá pq ela é podre apenas por ser cristã.

    Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

    (…)

    IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.

    Brasil é um lixo mesmo. Nada funciona, ainda mais que a dona Dilma está permitindo imigração de islamistas aos montes; inclusive puxando saco do Irã.

  25. jose santos silva disse:

    tem é de expulsar esses assassinos muçulmanos do brasil, vivem jogando bombas e matando gente inocentes, qualquer coisa é motivo pra essa seita matar alguem, eles dizem que matar cristão e judeu não é crime.

  26. REXLION disse:

    Obviamente, a Justiça Brasileira errou e feio! O Estado brasileiro é laico e tem que ser isento e livre para julgar assuntos como esse e outros, Assim, a Justiça que representa o interesse de todos os cidadãos sem privilegiar este ou aquele grupo OU MESMO INTERESSES PRIVADOS E EXCUSOS em seus julgamentos. Desta forma, não pode usar de seu poder para fazer PROSELITISMO RELIGIOSO, PROPAGANDA POLÍTICA PARA SUPOSTAMENTE POLITIZAR ASSUNTOS QUE SÃO DO INTERESSE DE TODOS! Além disso, estamos num estado democrático ou não?? Então, como fica a LIBERDADE DE EXPRESSÃO, O FREE SPEECH E A LIBERDADE DE IMPRENSA?? POR ACASO ESTE SENHOR ESTÁ JULGANDO REALMENTE PARA O CIDADÃO BRASILEIRO QUE SUSTENTA TODOS OS SALÁRIOS MILIONÁRIOS DO PODER JUDICIÁRIO , LEGISLATIVO E EXECUTIVO??OU ESTÁ JULGANDO PARA OS INTERESSES EXCUSOS DE GRUPOS RELIGIOSOS QUE, COMO É SABIDO, SÃO OS MAIORES PERPETRADORES DE VIOLÊNCIA CONTRA ATEUS, AGNÓSTICOS E PESSOAS DE OUTROS CREDOS RELIGIOSOS?? E TAMBÉM COMO É SABIDO INTERNACIONALMENTE, SÃO RECONHECIDOS POR POLITIZAR TODOS OS ASSUNTOS QUE ESTEJAM, LIGADOS AO SEU CREDO RELIGIOSO. PARA QUEM ESTE SENHOR ESTÁ JULGANDO, AFINAL?? REXLION

  27. Marco disse:

    Errado. Pois se o governo começar a interferir nas opiniões que são divergentes seja politicamente ou seja religiosamente, ou mesmo ideologicamente, entraremos numa ditadura do medo, do controle governamental, e das ameaças. Se não poderem mostrar as diversas realidades no mundo islâmico, quem irá saber do que acontece dentro desta sociedade? A falacia do governo é a falácia do mundo moderno que somente fala o que é politicamente certo, e não o que é a verdade, ou que é importante denunciar. Se não podemos denunciar o erro, quem poderá denunciar? O governo está claramente se identificando com um grupo, e denegrindo outro. Porque o governo não se levanta contra todas as ameaças do mundo islâmico? Vivemos um ditadura islâmica na mídia, que somente pode falar o que eles permitem,e quando um cristão ou um contrário ao islã fala, é logo discriminado e rejeitado. A ameaça está vencendo a verdade num governo que se diz defensor da liberdade e da igualdade.

  28. Munhoz disse:

    Só vejo pesdoas falando oque veem na TV e tirando decisoes precipitadas sobre o Islam, nunca sequer falaram com algum muçulmano ou conheceram como e a vida dele no dia a dia. O Islam tem ensinamentos bons e foi certo de banir esse filme. Deviam ver o filme Maomé de 1977 esse sim retrata o verdadeiro Islam cheio de paz e amor. E assim como existe gente doida aqui no Brasil, nos EUA, na Colombia em todo lugar existe, ainda assim a violencia do Brasil e Estados Unidos são mais que o dobro da violencia em paises Muçulmanos, o Islam ensina a proteger a familia e ajudar os pobres e necessitados. Se tiverem alguma duvida sobre o Islam perguntem e nao saiam falando besteiras, nos EUA um louco entra com uma cruz e uma arma na igreja e mata todos os negros de lá e nao julgamos os cristaos como loucos maniacos por isso,julgamos o homem que fe isso e nao a religiao, nem quando um ladrao aqui no Brasil rouba estupra e mata,nao e preso e depois vai para igreja para se desculpar tambem nao julgamos a religiao por isso, as religioes sao perfeitas, as pessoas nao! Voces que dizem que e loucura a mulher tapar o corpo, eu digo que e loucura a mulher sair sem roupa e se esfregar com qualquer um sendo casada, coisa que e visto como loucura para alguns e normal aqui no Brasil. Cada um pensa como quiser e nao devemos de maneira alguma ser desrepeitoso com alguma religiao. Esta escrito no Corao que devemos tratar os cristaos e judeus como irmaos, e nao obrigar nenhum ateu a entrar para religiao, diz no Corao que se voce mata algum homem inocente, eh como se tivesse matado toda a humanidade voce vivera eternamente no inferno. Se algum doido mata algum inocente e se diz muçulmano, e a mesma coisa que um padre adorar satanas! O islam é Amor e Paz no coraçao de cada um, nasci no Brasil tenho 17 anos e faz 2 anos que sou muçulmano , adoro arte, os animais, e amo minha familia! Salam (significa paz, pode ser tambem uma saudaçao)

  29. Wesley Oliveira disse:

    PROCUREM NO YOUTUBE O VIDEO DE TÍTULO (Breve História do Islã – Brigitte Gabriel (9 set. leia 11 set.) – (leg PTBr)…
    .
    …E ENTENDAM PORQUE ESSA PRAGA DE ISLÂ RESSURGIU DAS CINZAS, AS ESCOLAS DERAM MAIS ATENÇÃO AO NAZISMO E ESQUECERAM DE NOS EXPLICAR SOBRE A LUTA CONTRA O ISLÃ NO PASSADO. E SE POSSÍVEL, ESPALHEM E COMPARTILHEM O VIDEO.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *