Início » Brasil » Florianópolis registra maior frio em junho nos últimos 115 anos
FRIO RECORDE

Florianópolis registra maior frio em junho nos últimos 115 anos

Os termômetros da cidade marcaram 0,6ºC, a temperatura mais baixa registrada pela estação meteorológica mais antiga da cidade

Florianópolis registra maior frio em junho nos últimos 115 anos
Cidades da serra catarinense registraram temperaturas abaixo de zero (Foto: Marília Oliveira/Prefeitura de Urupema)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Florianópolis registrou na madrugada da última segunda-feira, 13, um novo recorde de frio. Os termômetros da capital catarinense marcaram 0,6°C, a temperatura mais baixa registrada em 115 anos, desde a instalação da primeira estação meteorológica da cidade. O recorde anterior era de 2°C, em 1994.

A previsão para esse período do ano era que a temperatura mínima seria de pelo menos 10°C. Entretanto, o encontro de uma massa polar com outra, vinda da Patagônia, tem intensificado o frio, segundo especialistas em meteorologia. A previsão é que as temperaturas subam nos próximos dias.

Temperaturas negativas no estado

Além da capital catarinense, Urupema, na região serrana catarinense, também quebrou recordes de frio. Os termômetros marcaram -8,5°C na segunda-feira, a temperatura mais baixa do país. Também foi a mais baixa da cidade nos últimos seis anos, segundo a Central Meteorológica de Santa Catarina, a Epagri/Ciram.

Outras 42 cidades tiveram temperaturas abaixo de zero na segunda-feira, como Bom Jardim da Serra (-7,9°C), São Joaquim, (-5,7°C), Porto União, (-4,6°C) e São Bento do Sul (-4,4°C). Além disso, já é o sexto dia consecutivo da ocorrência de geadas, um fenômeno considerado raro no Brasil.

Como consequência do frio intenso, muitos moradores da região serrana ficaram sem água no fim de semana. A água ficou congelada nos encanamentos e nas torneiras das cidades, assim como ocorreu nas margens do Rio Pelotas, em Bom Jardim da Serra, com 50 metros de largura, que viraram pedra. “É raríssimo o congelamento de águas em movimento no Brasil”, explicou o engenheiro agrônomo do Climaterra Ronaldo Coutinho.

Fontes:
Estado de S. Paulo-Florianópolis registra maior frio em junho nos últimos 115 anos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *