Início » Brasil » Folia à beira do abismo
CARNAVAL 2016

Folia à beira do abismo

A comemoração do Carnaval este ano não presta nenhum respeito à aflição econômica vivida pelo país

Folia à beira do abismo
Ao contrário de quase todos no país, a crise não tira dias de folga (Foto: Agência Brasil)

Janeiro costuma ser um mês de poucos acontecimentos no Brasil, a não ser pela preparação para a festa do Carnaval, que este ano começa dia 5 de fevereiro. Políticos que acabaram de voltar do recesso de fim de ano não farão muita coisa até acabarem os dias de folia.

Porém, este ano, eles podem se arrepender do recesso. Isso porque, ao contrário de quase todos no país, a crise não tira dias de folga. O declínio econômico segue seu curso.

Em 2015, foram fechados 1,5 milhão de empregos formais no país. O resultado é o pior desde 1992, quando o Ministério do Trabalho e da Previdência Social iniciou a série histórica. Estimativas apontam que mais 1 milhão de postos podem ser fechados este ano. A venda de veículos despencou em um quinto em 2015, em comparação com 2014. Para piorar, o FMI prevê uma retração de 3,5% na economia do país este ano.

O desemprego é uma novidade para os mais jovens, que entraram no mercado de trabalho entre 2003 e 2013, anos de bonança do boom das commodities. Segundo o presidente Fernando Henrique Cardoso, é difícil prever como eles reagirão aos maus tempos.

Parlamentares que buscam o impeachment da presidente Dilma Rousseff admitem em confissões privadas ser pouco provável que consigam reunir os dois terços necessários para que processo seja aprovado na Câmara e siga para votação no Senado. Mas eles pretendem arrastar o processo o máximo possível. Assim atingirão sua meta de minar a presidente. No entanto, isso em nada contribuirá para o atual cenário do país.

Fontes:
The Economist-Partying on a precipice

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

6 Opiniões

  1. oseias disse:

    políticos não passam crise, só a classe trabalhadora que sofre as consequência.

  2. afonso Schroeder disse:

    A grande maioria esta com quem trabalha para todo povo brasileiro, e o partido (PT) em especial é onde NÃO temos um índice ou melhor com pouquíssimas ovelhas negras, desonestos, corruptos, endinheirados que só pensam no lucro e enganar os menos esclarecidos, em nenhuma atividade profissional a taxa é de 100% mas vemos pelas investigações da polícia (PF) que são índices baixos nos partidos de esquerda tendo ate esta data 10 apontados pela polícia enquanto na direita que são chamados “grandes partidos” temos quase 300 (trezentos” apontados pela polícia (PF), em ordem de sigla estes partido onde esta repleto de cidadãos corruptos, desonestos e enganadores do povo brasileiro, DEM, PMDB, PSDB, PTB, PDT. Sabemos que as mídias não divulgam a verdade mas a polícia aponta uma parcela da direita totalmente podre nos trato das coisas públicas blindando a si e a “empresários”. Portanto a grande maioria dos brasileiros honestos e justos apoiam os partidos de esquerda onde é quase inexistente a corrupção e atos ilícitos e em especial o ex-presidente estadista impar (Lula) e também a ótima, competente, digna, mãos limpas a presidente Dilma Rousseff.

  3. Evandro Correia disse:

    Parece que o leitor Afonso não lê jornais. Não ouviu falar no mensalão e no petrolão, os maiores casos de corrupção da história…

  4. Rogerio Faria disse:

    Como diz o velho (mas sempre atualizado pelo povo tupiniquim) ditado: Cada povo tem os governantes que merecem…

  5. Áureo Ramos de Souza disse:

    Afonso infelizmente vc é daqueles que roubou mais fez alguma coisa. Você não ver que o mentor de toda esta parafernália é o luladrão. Você não ver que um rapaz que limpava b… de um zoológico hoje é milionário? estou falando do Lula filho. Já apareceu um Triplex e uma fazendo. Se o Lulaladrão fizer parte dos ILUMINARTES ele sairá ileso, descreditado. Pense bem e leia e escute televisão menos aGlobo que é conivente.

  6. helo disse:

    O PT já não representa a esquerda no país. Quando ficou poderoso se aliou aos piores e esbanjou o dinheiro público. Com isso a Bolsa virou esmolinha e houve o colapso da Educação, da Saúde, do Emprego e da Petrobrás. “Sem saberem” bilhões correram por labirintos ousados e mafiosos entre petistas, aliados e empresários, em propinas, palestras, “gentilezas” e offshores. Só a esse tipo de político pode interessar a pobreza e a ignorância do povo. O empresário de verdade depende da riqueza e da educação de um povo. Já a ignorância só interessa ao mau político que depende do seu curral eleitoral, do voto dos que acreditaram nas suas mentiras eleitorais. Não adianta dizer que o roubo é para esquerda. Roubo é roubo. não é de esquerda nem de direita e é crime grave porque é o dinheiro tirado da miséria. A democracia não garante que se eleja o melhor, mas que se troque o político quando ele erra feio. O povo, mesmo sem ler, sente no bolso os erros do PT, do Lula e da Dilma e começa a entender que a corrupção não serve ao povo mas só aos maus políticos no poder.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *