Início » Brasil » Fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado é premiado na Alemanha
PRÊMIO DA PAZ

Fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado é premiado na Alemanha

Segundo a Federação do Comércio Livreiro, instituição que premiou o fotógrafo, Salgado é um artista que promove ‘justiça e paz social’ através das imagens

Fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado é premiado na Alemanha
O Prêmio da Paz do Comércio é entregue desde 1950 (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado foi nomeado vencedor do Prêmio da Paz do Comércio Livreiro Alemão, considerado como uma das maiores premiações literárias da Alemanha, nesta terça-feira, 18 .

O nome de Sebastião Salgado foi anunciado na abertura da Jornada do Livro, em Berlim, mas o prêmio só será entregue em outubro, no encerramento da Feira do Livro de Frankfurt.

O fotógrafo receberá o prêmio por promover, através das fotos, “justiça e paz social”, retratando certas urgências sobre o “debate mundial a proteção da natureza e do clima”, segundo justificou a Federação do Comércio Livreiro.

“Ao descrever suas contundentes imagens em preto e branco como uma homenagem à grandeza da natureza, dando visibilidade tanto à desfiguração da Terra quanto à sua frágil beleza, Sebastião Salgado nos dá a chance de compreender o planeta como ele é: um habitat que não pertence somente a nós e que deve ser preservado urgentemente”, afirmou o presidente da Federação, Heinrich Rietmüller.

Foto: Sebastião Salgado

Nascido em 1944 na cidade de Aimorés, em Minas Gerais, Sebastião Salgado estudou economia e, durante o período militar, participou de um movimento de oposição de esquerda, o que o obrigou a mudar para Paris.

Na França, fez doutorado em economia pela Université de Paris. Entre 1971 e 1973 trabalhou para a Organização Internacional do Café, em Londres, e, durante uma viagem sobre a cultura de café na Angola, resolveu se tornar fotógrafo. Na viagem, passou a documentar os conturbados acontecimentos sociais e políticos na África e Europa.

Salgado também realizou viagens pela América Latina entre 1977 e 1984, documentando as condições de vida de camponeses e índios. Estas fotografias se encontram no livro Autres Ameriques, de 1986. Além disso, também realizou um trabalho em paralelo com o grupo francês Médicos Sem Fronteiras, percorrendo outras regiões da África, documentando através de suas fotos, a devastação causada pela seca na década de 1980.

Por razões de saúde e devido às duvidas sobre o confronto direto com o genocídio em Ruanda, Salgado interrompeu o trabalho fotográfico por um tempo. Em 1994, criou sua própria empresa, a Amazonas Imagens.

Foto: Sebastião Salgado

Já em 1998, ao lado de sua esposa, a arquiteta Lelia Wanick Salgado, o fotógrafo retornou ao Brasil e iniciou o reflorestamento na fazenda de seus pais, lugar que vivia quando era criança. Os 680 hectares foram convertidos em uma reserva natural, resultando na fundação do Instituto Terra, entidade sem fins lucrativos.

O Prêmio da Paz do Comércio Livreiro Alemão é entregue desde 1950 e é considerado como uma das mais importantes distinções literárias do país. A cerimônia de entrega do prêmio é realizada ao final da Feira do Livro de Frankfurt, em 20 de outubro, na igreja de Paulskirche.

Fontes:
DW-Sebastião Salgado é premiado na Alemanha

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *