Início » Brasil » França registra quatro casos de febre chikungunya
Saúde

França registra quatro casos de febre chikungunya

As quatro infecções ocorreram em uma mesma família, que vive na cidade de Montpellier

França registra quatro casos de febre chikungunya
Os sintomas da febre chikungunya começam a aparecer entre quatro e sete dias após a picada (Reprodução/internet)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) foi notificada pelo governo francês sobre quatro casos de febre chikungunya registrados em uma mesma família que vive na cidade de Montpellier. Os casos foram confirmados pelo laboratório de referência francês na última segunda-feira, 20. Esta é a primeira vez que o país registra transmissão local do chikungunya desde 2010.

Leia mais: Brasil registra dois casos de transmissão interna da febre chikungunya
Leia mais: Seis soldados do exército trazem vírus do Haiti para São Paulo

De acordo com a OMS, as quatro infecções ocorreram em uma mesma família, que apresentou sintomas entre o dia 20 de setembro e 12 de outubro. As pessoas infectadas vivem em uma localidade próxima de onde ocorreu um caso de chikungunya importado de Camarões.

A entidade ressaltou que a família não tem histórico de viagens e permaneceu no distrito onde reside, nos 15 dias que antecederam o início dos sintomas.

Ainda segundo a OMS, as autoridades de saúde francesas iniciaram as seguintes estratégias de saúde pública na tentativa de controlar a propagação do vírus: controle vetorial para impedir mais casos de transmissão local; conscientização sobre os sinais e sintomas da doença, sobre onde procurar ajuda e como se prevenir; e instruir profissionais de saúde sobre como lidar com os casos.

A febre chinkungunya é uma doença viral raramente fatal e transmitida por meio de mosquitos infectados. Os sintomas incluem febre alta e dor de cabeça, com dores significantes nas juntas e que podem persistir por várias semanas. Os sintomas começam a aparecer entre quatro e sete dias após a picada.

 

Fontes:
Agência Brasil-França registra quatro casos de febre chikungunya

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *