Início » Brasil » Fraudes no Bolsa Família podem chegar a R$ 2,5 bilhões, aponta MP
LEVANTAMENTO

Fraudes no Bolsa Família podem chegar a R$ 2,5 bilhões, aponta MP

MP identificou saques feitos por pessoas que já morreram, indivíduos sem CPF ou com CPFs múltiplos, entre outros problemas

Fraudes no Bolsa Família podem chegar a R$ 2,5 bilhões, aponta MP
As supostas fraudes foram observadas em pagamentos feitos entre 2013 e 2014 (Fonte: Reprodução/Agência Senado)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Ministério Público Federal identificou suspeitas de fraudes no pagamento do programa Bolsa Família que podem chegar a R$ 2,5 bilhões. A informação consta em um levantamento feito a partir do cruzamento de dados do cadastro de beneficiários com dados da Receita Federal, TSE e Tribunais de Contas.

As irregularidades abrangem 1,4 milhão de beneficiários. O MP identificou saques feitos por pessoas que já morreram, indivíduos sem CPF ou com CPFs múltiplos, e ainda pessoas que recebem o benefício sem se enquadrar no programa, como servidores públicos e doadores de campanhas políticas.

As supostas fraudes foram observadas em pagamentos feitos entre 2013 e 2014. O MP determinou um prazo de 30 dias para o Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário informar o que será feito diante das suspeitas identificadas.

O levantamento está incluído no âmbito de um projeto lançado em meados de 2015 pelo PGR, Rodrigo Janot, que tem como meta combater as fraudes do programa Bolsa Família.

Em nota, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário disse que “não ignora a possibilidade de irregularidades ocorridas na gestão anterior” e que a “pasta está empenhada em aperfeiçoar o controle e os mecanismos de fiscalização dos beneficiários do Bolsa Família”.

Fontes:
Uol - Ministério Público aponta fraudes de R$ 2,5 bilhões no Bolsa Família

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Joma Bastos disse:

    As fraudes no Bolsa Família assim como muitas outras falcatruas, devem-se ao excesso de cartões de identificação. Há que criar um único Cartão de Cidadão, para que os dados de todos nós estejam permanentemente cruzados e atualizados.

  2. Markut disse:

    A esta altura , hediondo por hediondo,cabe perguntar qual crime é mais: o horrendo e midiático estupro coletivo, ou o assalto ao trem pagador , perpetrado por todos aqueles que se utilizaram e se utilizam do iludido voto popular, para galgar os degraus que lhes permitem se apoderar das chaves do cofre do Erário Pùblico.
    Se for pelo número de vítimas, as contínuas e sucessivas safadezas do gestor público são piores e, ainda, com direito a foro privilegiado, que o estuprador não possue.

  3. Borgonzolo disse:

    Isso só comprova a omissão do governo petista, que não se preocupava em fiscalizar a sangria do dinheiro do contribuinte.
    O Bolsa-Família interessava ao governo petista como meio de alavancar votos. Não se pode negar que ele tem um fim social. Mas se fosse um instrumento sem vinculação eleitoral, ele teria sido fiscalizado e não se estaria agora descobrindo irregularidades

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *