Início » Brasil » Frente do contra
COLUNA ESPLANADA

Frente do contra

Será lançada na UERJ uma resistência oficial, com clara conotação política, à presença dos militares no comando da Segurança Pública do Rio

Frente do contra
Movimento foi batizado de ‘Frente Contra a Intervenção Militar Federal no Estado do Rio de Janeiro’ (Foto:)

Começou uma resistência oficial, com clara conotação política, à presença dos militares no comando da Segurança Pública do Rio, ainda sem revelar qual a intenção. Na terça-feira, será lançada na UERJ a ‘Frente Contra a Intervenção Militar Federal no Estado do Rio de Janeiro’. No folheto distribuído, informa que é composta por sindicatos variados (ligados a partidos) – inclusive de professores – Federação de Associações de Favelas e a Frente Nacional  em Defesa das Instituições Públicas do Ensino Superior.

Vidente perdido

O ex-ministro José Dirceu tem visitado José Sarney para ouvir orientações. Dirceu repete a amigos que sua volta para a cadeia é certa entre dias 15 e 19 de março.

Olha o IR!

Não se fala em outro honorário na rodinha as bancas. O ex-ministro Sepúlveda Pertence, agora advogado de Lula da Silva, pegou a causa por R$ 20 milhões.

QG em alta

O General Heleno Augusto foi convidado para se filiar ao Patriota e se candidatar ao Senado por Brasília. Outro general, Paulo Chagas, será o candidato ao Governo do DF.

O Plano Maia

Raposas políticas apostam que a pré-candidatura de Rodrigo Maia (DEM) à Presidência da República é jogada para atrair aliados para outro projeto seu: o Governo do Rio ou o Senado pelo Estado Fluminense. Um aliado próximo, o ex-senador Efraim (PB), crava que é para o Planalto, mas ponderou que o momento “é de conversas”.

Água na claque

Ovacionado na chegada ao evento de filiação do deputado Jair Bolsonaro ao PSL, o senador Magno Malta (PR-ES) frustrou a claque ao afirmar que concorrerá à reeleição e, por ora, não cogita ser vice na chapa presidencial do aliado.

Sete chaves

Magno Malta guarda em segredo o nome do senador que lhe disse que “Bolsonaro é um homem sem cultura e conhecimento”. “Cultura é diferente de conhecimento e conhecimento ele (Bolsonaro) tem”, teoriza Malta.

Casa nova

O Podemos (ex-PTN) investe na candidatura de uma estrela. Filia hoje o deputado federal Pr. Marco Feliciano, que tentará a reeleição. Espera dele uns 600 mil votos.

Falácia

Caiu a falácia do ex-diretor da JBS Ricardo Saud, que acusou o jornalista Cláudio Humberto de perseguição. Saud foi desmentido por um gerente de comunicação da própria JBS, e o MP Federal arquivou a denúncia.

Blindagem Doméstica

Dez tribunais estaduais ultrapassaram os 100% da meta na implantação da rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher. Adequaram as estruturas físicas e ampliaram as unidades, o número de varas especializadas e de magistrados especializados no tema.

Filão do bisturi

Saiu ontem, antes do prazo, o edital dos municípios referentes ao ‘Mais Médicos’ para cursos em faculdades. Em ritmo frenético, as mantenedoras do setor privado já negociam com as prefeituras para apresentarem suas propostas no edital que o MEC lançará dia 25. A mensalidade de um curso de medicina não fica por menos de R$ 8 mil.

Liquidaçõe$

Roberto Jefferson sempre mandou no setor de seguros desde o Governo Lula. O líder Jovair Arantes atuou junto à Diretoria da SUSEP para indicar os liquidantes das Seguradoras Nobre, CIS, Mutual e Federal – e é apontado internamento como o padrinho de Cássio Kelly no setor de liquidações. Curioso é que bancas de advocacia das cidades natais de Jovair e Kelly foram contratados para acompanhar as liquidações.

Resposta

O ex-diretor Cássio Kelly nega relação com Jovair. Diz que assumiu a diretoria ‘em novembro de 2016, um ano e um mês depois de decretada intervenção na Aplub’ (investigada por paradeiro de R$ 100 milhões). E que é servidor de carreira há 24 anos.

Tabela defasada

Na Semana Mundial do Rim, os pacientes renais brasileiros não comemoram. Das quase 130 mil pessoas que precisam de diálise para viver, 83% são atendidas pelo SUS, na maioria das vezes em clínicas conveniadas. Só que a tabela do SUS para pagamento do tratamento está congelada, contra inflação de 30% nos últimos anos.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Francisco Taborda disse:

    Professores da UERJ estão contra a intervenção no estado e contra o comando dos militares na área de segurança. Interessante! Tem, até, o direito de estar, sem dúvida, mas propõe colocar o que no lugar? Ou está tudo beleza e podemos continuar vivendo do jeito que estamos?

    Se eu fosse professor da UERJ eu estaria trabalhando por uma maneira de fazer a universidade, que já foi uma das melhores do país, voltar a funcionar direito, buscando nos mais diversos lugares os recursos que o estado não tem conseguido suprir. Depois de conseguirem consertar isto poderiam se candidatar a resolver o problema da segurança pública do estado. É importante que os professores cuidem da academia. Do contrário correm o risco de alguém ter de fazer isto por eles.

  2. Nilson Bennoti disse:

    Sete chaves

    Esse senador que o Magno Malta protege o nome, é uma prova do que ele afirma: demonstra que não tem conhecimento. Cultura é andar na superfície das coisas, conhecimento é sabê-las em profundidade. Uma ou outra, todos temos; menos, me parece, esse senador.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *