Início » Brasil » Gasto de senadores com jatinhos cresce 40%, diz levantamento
VERBA PARLAMENTAR

Gasto de senadores com jatinhos cresce 40%, diz levantamento

Mesmo com cota parlamentar, 14 senadores usam dinheiro público para fretar jatos particulares e pagar combustível

Gasto de senadores com jatinhos cresce 40%, diz levantamento
O senador Ciro Nogueira (PP-PI) é o recordista em gastos com jatos particulares (Foto: Flickr)

Um levantamento feito pelo jornal Estado de S. Paulo revela que os senadores aumentaram os gastos com jatinhos nos últimos três anos. Segundo o jornal, mesmo com uma cota de passagens aéreas por mês, os senadores usam uma parte da verba parlamentar para pagar combustível de aviação e fretar jatos particulares.

O levantamento aponta que, de janeiro a outubro deste ano, 14 senadores gastaram R$ 771,6 mil em combustível e R$ 896,1 mil em passagens de voos comerciais usando dinheiro público. Em várias ocasiões, os deslocamentos eram de trajetos corriqueiros, como de Brasília ao estado de origem do parlamentar.

Em 2016, os gastos do Senado com combustível de aviação, fretamento de jatinhos ou táxi aéreo subiram 40% em relação a 2014, chegando a R$ 1,02 milhão. Já as despesas com voos comerciais ultrapassaram os R$ 5 milhões, um aumento de 31% diante de 2014.

A atual regra permite que cada senador tenha direito a cinco trechos de ida e volta da capital do estado de origem do parlamentar a Brasília. No entanto, há outros pontos do ato da Mesa Diretora do Senado, que regula a cota parlamentar, que abrem brechas para a utilização de serviços sem limites financeiros específicos.

Entre os senadores, o presidente nacional do PP, Ciro Nogueira (PI), é o recordista da lista e já gastou R$ 190 mil até outubro deste ano para fretar aviões e adquirir combustíveis de aviação. Em 2016, ele gastou cerca de R$ 260 mil e no ano anterior foram quase R$ 200 mil.

Em segundo lugar aparece o líder do PDT no Senado, Acir Gurgacz (RO), com despesas de R$ 150,5 mil com combustível neste ano. Já os gastos com voos comerciais chegaram a R$ 100 mil. O parlamentar é proprietário de dois aviões avaliados em cerca de R$ 8 milhões.

Voos de ministros também aumentam

Além das viagens de senadores, a quantidade de voos de ministros e outras autoridades subiu no governo do presidente Michel Temer. Segundo um levantamento feito em julho pela rádio BandNews FM, ministros e autoridades, como os presidentes da Câmara e do Senado, fizeram 519 voos com jatos da Força Aérea Brasileira (FAB) – uma média de quase seis por dia – entre janeiro e março deste ano, sendo 160 de voos de volta para a cidade de origem.

Em 2015, a então presidente Dilma Rousseff assinou um decreto que proibiu o uso de jatos da FAB para ir e voltar para casa às segundas e sextas-feiras. Apesar da proibição, a quantidade de voos em 2017 aumentou 40% em relação a 2016 – foram 458 voos no geral e pelo menos 115 para as cidades de origem.

Fontes:
Estado de S. Paulo-Verba gasta por senadores com jatinhos cresce 40%
BandNews FM-Voos de ministros para casa em jatos da FAB aumentam 40% no governo Temer, apesar de decreto

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *