Início » Brasil » Geddel agiu como ‘líder de organização criminosa’, diz PGR
EX-MINISTRO

Geddel agiu como ‘líder de organização criminosa’, diz PGR

Em documento enviado ao STF, Raquel Dodge pediu manutenção da prisão preventiva do ex-ministro

Geddel agiu como ‘líder de organização criminosa’, diz PGR
Geddel 'fez muito em pouco tempo', argumenta PGR (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em ofício enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse que o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) “fez muito em pouco tempo” e que ele aparentemente atuou como “líder de uma organização criminosa”.

No documento, datado de 16 de outubro, Raquel defende a manutenção da prisão preventiva do ex-ministro, que é acusado de atrapalhar investigações e de ocultação de R$ 51 milhões.

“Em um primeiro momento, Geddel violou a ordem pública e pôs em risco a aplicação da lei penal ao embaraçar investigação de crimes praticados de organização criminosa. Num segundo momento, passados nem dois meses do primeiro, reiterou a prática criminosa ao ocultar mais de R$ 50 milhões de origem criminosa. Fez muito em pouco tempo”, argumentou a PGR.

Geddel Vieira Lima foi preso pela segunda vez no dia 8 de setembro no âmbito da Operação Tesouro Perdido. Ele já cumpria prisão domiciliar na ocasião.

Agentes da Polícia Federal encontraram R$ 51 milhões guardados em um apartamento em Salvador e identificaram pelo menos três digitais de Geddel no local.

Raquel Dodge ressaltou ainda que o “valor monumental” descoberto é apenas “uma fração de um todo ainda maior e de paradeiro ainda desconhecido”.

“Mesmo em crimes de colarinho branco, são cabíveis medidas cautelares penais com a finalidade de acautelar o meio social, notadamente porque a posição assumida por Geddel parece ter sido a de líder de organização criminosa”, disse a PGR.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Dodge aponta Geddel como líder de organização criminosa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Natanael Ferraz disse:

    Dona Dodge não é ingrata e tenta tirar o alvo que está pregado nas costas de seu padrinho.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *