Início » Brasil » Governador do Acre decreta estado da calamidade pública
Cheia do Rio Madeira

Governador do Acre decreta estado da calamidade pública

Principal ligação do estado com o restante do país está debaixo d’água devido à cheia do Rio Madeira

Governador do Acre decreta estado da calamidade pública
Trecho da BR 364, que liga o Acre a Rondônia, está totalmente submerso (Reprodução/Internet)

As chuvas que caíram em fevereiro passado ainda causam problemas para os moradores do Acre. A principal ligação do estado com o restante do país, a BR364, está debaixo d’água há mais de dois meses. O problema é causado pela cheia do Rio Madeira, que atingiu 18,51 metros. Sem poder contar com o abastecimento regular de comida e de outros materiais como cimento para a construção de casas destruídas pelas chuvas, o governador do Acre, Tião Viana (PT), decretou estado de calamidade pública nesta terça-feira, 08.

Leia também: Cheias de rios na região Norte atingem 34 municípios em cinco estados

Devido ao temor de uma possível falta de combustível nos próximos dias, moradores em partes isoladas do estado fazem longas filas nos postos de gasolina. De acordo com o governador, o decreto de calamidade pública irá ajudar a população acriana. “O decreto vai nos facilitar uma relação mais direta com o governo federal”, afirmou. A BR Distribuidora, juntamente com o governo, autorizaram a compra de 35 mil litros de combustível do Peru, o que deve suprir, a princípio, as necessidades emergenciais. Entretanto, a estimativa é que ainda leve mais um mês até que as águas do Rio Madeira voltem ao nível normal.

Fontes:
Estadão-Isolamento força governo a decretar estado de calamidade pública no Acre

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *