Início » Cultura » Artes Plásticas » Governador do Rio censura exposição na Casa França-Brasil
RIO DE JANEIRO

Governador do Rio censura exposição na Casa França-Brasil

Afirmando 'descumprimento de contrato', governador ordena o cancelamento de exposição, um dia antes do previsto, por conta de obra que criticava a tortura

Governador do Rio censura exposição na Casa França-Brasil
Na apresentação, duas mulheres nuas interagiam com a obra 'A voz do ralo é a voz de deus' (Foto: Facebook/És Uma Maluca)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ), ordenou o encerramento da exposição “Literatura Exposta”, na Casa França-Brasil, um dia antes do previsto para o fim da mostra.

O motivo foi uma apresentação do grupo “És uma Maluca”, que era parte da exposição e fazia uma crítica à tortura durante a ditadura. Na apresentação, duas mulheres nuas interagiam com a obra “A voz do ralo é a voz de deus”.

A exposição foi cancelada no último sábado, 12, pela Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. Pelo cronograma, ela encerraria no domingo, 13. Em nota, a secretaria informou que o cancelamento foi decorrente de um “descumprimento de contrato” e afirmou que os organizadores da exposição não comunicaram que haveria nudez durante as apresentações.

Witzel também se pronunciou em relação ao episódio no domingo, reafirmando a informação de descumprimento de contrato. “A Casa França-Brasil é administrada pelo estado e havia sim uma exposição autorizada pelo secretário de Cultura e nessa exposição não havia nenhuma performance humana, muito menos com nudismo. Então a questão não é a performance, não é o coletivo e não se trata de censura. Se trata do descumprimento do contrato. O contrato foi descumprido e uma vez descumprido ele não pode ser executado no espaço público”, disse Witzel.

Porém, o curador da exposição, Álvaro Figueiredo, contestou a afirmação do governador e disse se tratar de censura. Em nota, Figueiredo afirmou que o conteúdo da exposição foi informado, incluindo a nudez, e que a única exigência da direção da Casa França-Brasil foi que a entrada fosse restrita a maiores de 18 anos, o que foi acatado.

“Censura à exposição Literatura Exposta! Fecharam nossa exposição um dia antes da data oficial como forma de impedir que as performances da finissage acontecessem. Comuniquei com antecedência o teor das performances à direção da Casa, foi autorizado e ontem à noite enviaram esse comunicado. Esse é o governo que temos. A arte vai sobreviver aos ignorantes”, disse Figueiredo, em uma nota publicada na rede social Instagram.

Nudez e arte

A nudez é algo presente em inúmeras obras, incluindo quadros de artistas como Picasso, Monet e Boticcelli. Porém, é comum o tema despertar polêmica. Em 2017, por exemplo, uma apresentação no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo, gerou polêmica e foi acusada de estimular a pedofilia. O episódio veio à tona quando um vídeo divulgado na internet mostrou uma menina interagindo com um artista nu. A menina, que estava acompanhada da mãe, tocou no pé do artista Wagner Schwartz.

Intitulada “La Bête”, a apresentação era inspirada na obra “Bichos”, da pintora e escultora Lygia Clark. Em “Bichos”, Clark criou uma série de esculturas com dobradiças para serem manipuladas pelo público. O intuito da artista era fazer com que a arte ultrapassasse os limites de um quadro e tornar o espectador atuante na obra.

Em “La Bête”, Schwartz, que trabalha há duas décadas com coreografia, propunha o mesmo. Em sua apresentação, ele manipulava uma réplica de plástico de uma das esculturas de Clark, se colocando nu, vulnerável e entregue ao público, que era convidado a manipulá-lo assim como as esculturas da obra de Clark.

Fontes:
G1-Governo do estado do RJ cancela exposição na Casa França-Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Paulo disse:

    Sem a divulgação oficial do c ontrato não temos como definir quem é o mentiroso, e se tem performance com nudez tem que ser vetado a entrada de crianças.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *