Início » Brasil » Governo cria novas regras para estimular o parto normal
saúde

Governo cria novas regras para estimular o parto normal

A partir de agora, os planos de saúde serão obrigados a distribuir o cartão da gestante, que terá o registro de cada pré-natal da cliente

Governo cria novas regras para estimular o parto normal
Brasil é o segundo país do mundo em número de cesarianas, atrás apenas de Chipre (Reprodução/Internet)

O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Saúde, publicaram na nesta terça-feira, 6, uma resolução estabelecendo novas regras que visam estimular as gestantes a optar pelo parto normal, em vez da cesariana.

Leia mais: ANS faz consulta sobre medidas para reduzir número de cesarianas
Leia mais: Brasil é o segundo país em número de cesarianas

Uma das regras amplia o acesso das gestantes à informação. A partir de agora, as gestantes poderão solicitar aos planos de saúde o percentual de cesarianas e de partos normais por unidade de saúde e por médico obstetra.

Outra regra torna obrigatório aos planos o fornecimento do cartão da gestante, que constará todo o registro de cada exame pré-natal. Assim, qualquer médico poderá saber o histórico da gestação da cliente. Os planos de saúde terão até 180 dias para se adaptarem às novas regras.

O Brasil é o segundo país do mundo em número de cesarianas, atrás apenas de Chipre. As novas regras visam solucionar esse problema. Segundo o Ministério da Saúde, uma cesariana sem indicação médica, aumenta em 120 vezes as chances de o recém-nascido desenvolver problemas respiratórios, além de triplicar as chances de morte da gestante.

Fontes:
Estadão-Governo divulga normas de estímulo ao parto normal

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *