Início » Brasil » Governo diz que não aumentará proposta a professores
Greve nas federais

Governo diz que não aumentará proposta a professores

Ministro da Educação descartou um aumento da proposta de reajuste aos professores das universidades federais

Governo diz que não aumentará proposta a professores
Ministro da Educação, Aloizio Mercadante (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

‘Não há margem fiscal para ir além’. Com esta frase, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, descartou um aumento da proposta de reajuste aos professores das universidades federais para por fim à greve que já dura mais de dois meses.

O governo apresentou na semana passada a proposta de um novo plano de carreira e de reajuste de até 45% nos salários da categoria. Segundo Mercadante, esta proposta terá um impacto de R$ 4 bilhões no orçamento da União.

Sindicatos questionam mecanismo de titulação

Na última sexta-feira, 13, entretanto, a presidente do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), Marinalva Oliveira, saiu de uma reunião com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, dizendo que o reajuste proposto pelo governo “nem chega próximo” do que a categoria propôs.

Depois da sair de uma reunião com reitores nesta terça, Mercadante enfatizou que o governo não vai abrir mão da titulação (como mestrado e doutorado) como critério de ascensão na carreira universitária. Alguns sindicatos docentes têm questionado o critério.

Fontes:
G1 - Mercadante diz que 'não há margem' para ir além na proposta a professor

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *