Início » Brasil » Governo enfrenta novos protestos neste domingo
Manifestações

Governo enfrenta novos protestos neste domingo

Manifestantes se concentram em frente ao Museu Nacional, em Brasília, em ato contra o governo

Governo enfrenta novos protestos neste domingo
Esta é a segunda grande manifestação contra o governo desde o início do segundo mandato de Dilma (Reprodução/Wikipédia)

A presidente Dilma Rousseff enfrenta neste domingo, 12, uma nova manifestação popular contra seu governo. Os manifestantes estão insatisfeitos com a gestão de Dilma e, entre as principais reivindicações, pedem o impeachment da presidente e o fim da corrupção.

Leia também: Passeatas do dia 12 acontecerão em 161 cidades

Em Brasília, os manifestantes se concentram em frente ao Museu Nacional, o mesmo local da passeata de março, a partir das 9h. A polícia militar (PM) estimou o número de pessoas em 2 mil no início do protesto. A PM mobilizou mais de 2 mil policiais para fazer a segurança no local. Os manifestantes devem marchar rumo ao Congresso Nacional.

Na capital baiana, a princípio, cerca de 800 manifestantes protestavam em frente ao Farol da Barra nesta manhã. Eles criticavam o programa Mais Médicos, pediam o fim da corrupção e uma redução no número de ministérios do governo. No centro de Belém havia dois pontos de concentração, um deles com cerca de 200 pessoas. Os manifestantes circulavam um abaixo-assinado pedindo que os envolvidos em corrupção sejam punidos.

Muitas famílias participavam das manifestações vestindo verde e amarelo e carregando faixas. Não houve registro de incidentes em nenhuma das cidades no início da concentração. Manifestações estão marcadas em mais de 160 cidades em todo o pais.

Uma pesquisa Datafolha divulgada na Folha de S. Paulo no sábado, 11, mostrou que 63% dos brasileiros apoiam a abertura de um processo de impeachment contra a presidente, a partir do que foi revelado até o momento pela Operação Lava-Jato, investigação que revela um esquema de corrupção na Petrobras.

As manifestações foram organizadas pelas redes sociais, como ocorreu no último 15 de março.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Oswaldo E Aranha disse:

    Fritura da Dilma? Hoje não fui à passeata porque estava centrada na saída da Dilam e então será uma troca de 6 por 1/2 dúzia. Quando o Vice, não confiável, recebeu do Lula a incumbência de ser o articulador político, trouxe-me uma preocupação que seria: o Temer teria a garantia de ser o Presidente em troca de na próxima eleição apoiar o Lula. Se não houver uma limpeza geral não adianta só trocar a Dilma por outro.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *