Início » Brasil » Governo lança o programa Sua Casa, Sua Vida. Boa sorte. Adeus!
Grita Brasil

Governo lança o programa Sua Casa, Sua Vida. Boa sorte. Adeus!

Todos enchem a boca para falar do programa Minha Casa, Minha Vida, mas ninguém olha o que o governo está dando

Governo lança o programa Sua Casa, Sua Vida. Boa sorte. Adeus!
A coluna Grita Brasil é publicada às quintas-feiras

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente da Caixa diz vai ser mais enérgico com as casas que ele irá construir para o povo. Que o que existem são fatos isolados

É mais ou menos isso. Ou é só isso. Todos enchem a boca para falar do programa Minha Casa, Minha Vida, mas ninguém olha o que se está dando. E sem essa que não se olha os dentes de um cavalo que é dado. Até porque não é quem construiu que vai morar lá. Sorte deles. Azar de quem vai morar.

Na verdade o governo não está dando nada. Nós é que estamos dando. Nossos impostos, nosso dinheiro. O governo está, pelo visto, fazendo o favor de fazer alguma coisa para mostrar serviço. E só pode ser isso. É algo como: “vai lá e faz umas casas do jeito que for que assim o povo fica do nosso lado, a gente sai bem na foto, a oposição cala a boca e assim vamos ficando no poder”.

Um exemplo vivo e agora demolido disso são os prédios que seriam ocupados pelas vítimas da tragédia no Morro do Bumba, no Rio, há três anos. Estavam para ser entregues, só que apareceram algumas rachaduras e no final das contas as vítimas que esperem mais um pouco. Quem espera três anos espera mais um pouco.

O presidente da Caixa, Jorge Hereda, se defende dizendo que não estão construindo casas de má qualidade e que nunca se construiu tanto em tão pouco tempo. Que o que existe são pequenos probleminhas. E que vai radicalizar com as construtoras que atendem ao programa. E disse ainda que o caso dos prédios que já foram demolidos é um caso isolado.

Só que os moradores beneficiados pelo programa vêm sofrendo com rachaduras e inundações. Mas isso não há de ser nada, né?

Até quando as pessoas serão iludidas por ações do tipo tapa-buraco? Até quando o governo vai ficar nessa? Não seria a hora de falar e agir certo? Ou para o partido do povo qualquer coisa serve para quem os mantêm no poder? Não tem água mineral com gás? Dá água da bica. Não tem refrigerante? Dá qualquer tubaína aí. Não tem ovo de Páscoa? Pra que Páscoa, chocolate engorda. Não tem frango? Dá umas folhas de alface.

Até quando o discurso do PT vai ser esse? Até quando eles vão enganar vocês?

Vale dizer não sou contra o programa, sou contra fazerem a coisa de qualquer jeito. Fazer para poder dizer que fez, me desculpa, não quero não.

Ofereçam como experiência dois meses de moradia numa dessas casas para o Lula, a Dilma, o presidente da Caixa e o raio que o partam morarem e veremos se, antes da primeira noite, eles não irão procurar o primeiro hotel que encontrarem.

Isso me desestabiliza de uma forma que vocês não têm ideia.

Marco Feliciano e o novo dia do fico

O deputado e pastor canta para ver se consegue espantar e exorcizar todos os males que as minorias trazem ele

Marco Feliciano foi categórico: EU FICO. E pelo visto não vai adiantar fazer protestos, passeatas, colher assinaturas, gritar, morder, macumba. Só tem uma maneira, contratando um assassino de aluguel.

Ele só sai da presidência da Comissão de Direitos Humanos morto, como disse em entrevista num programa de televisão. Esse cabra é macho pra caramba. Ui….

Aliás, ele deve estar adorando tudo isso, pois até de um programa de auditório, o Mega Senha da Rede TV, ele participou no último sábado, dia 24. Tudo bem que dividiu o palco com uma homossexual, mas segurou a sua onda. Mas evitou a moça o tempo todo. Como saiu num jornal, ele foi cordial. Mas à distância.

Queria entender qual o problema do deputado-pastor-e-agora-quase-um-artista- Marco Feliciano em pegar o seu banquinho e sair de mansinho. Não seria vergonha. Seria somente a constatação de que você não dá pra coisa.

Você presidindo uma Comissão dessas é a mesma coisa que a água e o azeite. Eles não se misturam. Assim como não vejo você misturado com todos aqueles que essa Comissão tem a função de defender. Você para ser correto, tem que se misturar. Você com suas ideias, o seu sentimento, o seu pensamento, não será um bom presidente, pois não vai conseguir enxergar o que deve ser enxergado.

 

Cala a boca, Renan!

Renan não se faz de rogado e diz que aquela mulher, se referindo a Ministra Carmem Lúcia, só pode estar delirando. Os royalties são de todos

 

O presidente do Senado, Renan Calheiros, contestou no STF a decisão de suspender a lei dos royalties, alegando que a ministra Carmen Lúcia decidiu de forma monocrática e que a competência para isso seria do órgão colegiado.

Renan, que quer obviamente parte da grana para o seu estado de Alagoas, vem cantar de galo dizendo que uma decisão assim do STF pode subverter a harmonia e a independência dos Poderes da República, como se ele fosse exemplo de alguma coisa.

Além de tudo é uma pessoa sem noção do certo ou do errado. Tenho certeza que se Alagoas produzisse petróleo a posição dele seria outra. Na verdade verdadeira a posição dele é a da grana, onde ela estiver ele tem que estar por perto.

Câmara dos Deputados: Trocando seis por quase meia dúzia

O presidente da Câmara diz que ninguém está assaltando ninguém

A Câmara dos Deputados deu o seu jeitinho para não perder muito. Depois que a Mesa Diretora aprovou a extinção dos 14º e 15º salários, a mesma Mesa aprovou a criação de dois novos órgãos e com isso 59 novos cargos. Não contentes, decidiu-se reajustar a verba que cobre gastos com passagens aéreas, telefone, correios e também o auxílio-moradia. A justificativa é que com a extinção desses dois salários a economia gerada, que será de R$ 12,6 milhões, poderá ser coberta e ainda vai sobrar troco.

O negócio deles é gastar. Se for com eles está tudo bom. Tem é que ficar na Casa.

Salvem as baleias. Não joguem lixo no chão. Não fumem em ambiente fechado.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

33 Opiniões

  1. Samuel disse:

    Quanto à questão habitacional queria frisar que todo e qualquer programa financiado pela Caixa Econômico Federal deveria concentrar no seu caráter social, especialmente por se tratar de instituição sem fins lucrativos. Ocorre, entretanto, que há muito essa instituição segue rigorosamente os ditames da economia de mercado deixando de lado o seu verdadeiro papel social. As moradias populares são sempre construídas por empreiteiras contratadas através de licitação pública, tendo sempre como foco o “menor custo”, mas isto, com toda certeza, resulta isto resulta em serviços serviços de péssima qualidade, haja vista que os lucros devem ser mantidos à todo custo. Infelizmente essas proezas da administração pública brasileira são mantidas às custas do contribuinte, principalmente com os recursos advindos do FGTS do trabalhador. A exemplo de outros países os programas habitacionais poderiam sem, em parte ou no todo, conduzidos por cooperativas populares com a participação do empresariado, em vez desse faz de conta do governo, afinal, juntamente da saúde e educação, a habitação, no meu entender, é um dos sustentáculos do bem estar social e não uma mercadoria para alimentar a corrupção, altos lucros de empreiteiras e agiotagem imobiliária como ocorre atualmente.

  2. helo disse:

    É muito discurso, muito auto elogio, e o pouco feito é de nenhuma qualidade.
    O país não cuida da própria casa, só da dos políticos.

  3. Rudy Lang disse:

    O pior é que cada vez que se vê uma propaganda da Caixa, e elas são mais recorrentes que mosquito na selva, sabe-se que algumas (dezenas?) de casas deixam de ser construídas, apenas para o governo se promover.
    O fato de A CAIXA gastar meio bilhão de reais em 2013 para fazer propaganda É NOJENTO.
    Dilma, onde estás que não te vejo no Brasil?
    Só sabes viajar e gastar o nosso rico dinheirinho em hotéis de super luxo? Que opção pelos pobres essa ?

  4. Leônidas da Rocha Silva disse:

    Continuo achando um absurdo, o que a Ministra do STJ vem fazendo com o povo brasileiro, já que o petróleo é nosso e temos direito com qualquer outro Estado brasileiro como produto. O BRASIL É DE TODOS!!!

  5. helo disse:

    Adorei o nome tão apropriado dado ao programa: Sua Casa, sua Vida. Boa Sorte. Adeus!

  6. PC disse:

    Isso lembra “A CASA” … de Vinicius de Moraes e Renato Contente

    Era uma casa muito engraçada/
    Não tinha teto, não tinha nada/
    Ninguém podia entrar nela, não Porque na casa não tinha chão/
    Ninguém podia dormir na rede/
    Porque na casa não tinha parede/
    Ninguém podia fazer pipi/
    Porque penico não tinha ali/
    Mas era feita com muito esmero/
    na rua dos bobos numero zero

  7. Aureo Ramos de Souza disse:

    Desde que passei a acompanhar Opinião & Noticia que leio o nobre reporte Claudio Schams e com muito categoria e conhecimento como também para nos divertir com seus trocadilhos de um carrilho e um modo simples que nos faz rir e ao mesmo tempo chorar. Sua Casa Sua Vida concluindo: saia esta correndo risco pois pode cair. Pobre não pode morar em apartamento, este é o primeiro caso e segundo apartamento caixão sem compactação do solo e vigas profundas poderão fazer efeito mas feito em cima do solo jamais irá resistir e acredito com materiais de péssima qualidade para economizar pois ele não irão morar lá. Vejam o caso da cidade de Olinda que tem quase uma centena de prédio caixão desativados por rachaduras e outros na cidade de Jaboatão dos Guararapes no local chamado Muribeca. Agora o que quero frisar para finalizar é: será que tem alguém do setor ou secretaria de habitação que acompanham Opinião & Noticia e ler o que nós pobres leitores lemos e opinamos por melhoras ao nosso País, eles não tem vergonha de ver dezenas milhares de pessoas contra tudo que vem acontecendo e quanto ao Pastor Deputado é um salafrário que rouba valores dos pobres OBREIROS pois obreiro vem de obra ou merda é sujeito sem vergonha eu assisti a entrevista é uma pessoa sem vergonha e com respostas de gozação. Estou com 67 anos nunca vi tanta sem-vergonhismo na política brasileira, em 1972 sem conhecer Lula o General Mourão Filho já pre-via tudo isso foi uma profecia, vou escrever para que todos saibam foi enviada para mim no meu e-mail: A contra revolução de 1964 teve como principal líder o General Mourão filho. Omilitar não conheceu Lula. Mas, ao que tudo, além de seu destemor pessoal, era profeta. Basta ler o que o militar escreveu no início dos agitados anos 70. “Ponha-se na presidência qualquer medíocre, louco ou semi-analfabeto, e quatros horas depois a horda de aduladores estará a sua volta, brandindo o elogio como arma, convencendo-o de que é um gênio político e um grande homem, e um gênio político e um grande homem, e de que tudo o que faz está certo. E pouco tempo transforma-se um ignorante em um sábio, um louco equilibrado um primário em um estadista. E um homem nessa posição, empunhando as rédeas de um poder praticamente sem limites, embriagado pela bajulação passa a ser maestro perigoso. como é que aquele General podia prever tudo isso e assim como o Ernesto Geisel também pre-viu não vou aqui publicar para não ser cansativo. Continua Claudio colocando sachams com suas noticias.

  8. wandereley f.silva disse:

    O HOMEM É UM SER CONTRADITÓRIO.-CRESCI A OUVIR EXORTAÇÃO AO BARRACÃO DE ZINCO ELISETE CARDOSO ENCANTOU GERAÇÕES A REPETIR “BARRACÃO DE ZINCO “TRADIÇÃO DO MEU PAÍS”
    O CRESCIMENTO VEGETATIVO DA POPULAÇÃO OBRIGA O APINHAMENTO DE FAVELAS SOBRE OS MORROS.
    O ADENSAMENTO DA ZONA SUL É NOTÓRIO A ELEVAR ÀS NUVENS O PREÇO DO METRO QUADRADO NA REGIÃO.–A POPULAÇÃO POBRE, PROLETÁRIA, SOBE OS MORROS GERANDO “REPÚBLICAS” ONDE A POLÍCIA SÓ ENTRA COM TANQUE DE GUERRA. E HASTEIA GLORIOSAMENTE A BANDEIRA DO BRASIL…IMAGINEM!!!
    ISTO NÃO É PROBLEMA PARA UM GOVERNO SÓ POIS O MESMO ACONTECE COM O HARLEM NOS U.S.A..
    É PRECISO QUE SE TOME ALGUMA PROVIDÊNCIA SENÃO VIRA A CIDADE DO MÉXICO, ONDE SE REPETE CHICAGO DE 1040.–O GOVERNO DILMA NÃO PODE, NEM IRÁ SEGURAR SOZINHO ESTE TSUNAMI QUE GOVERNOS ANTERIORES NEGLIGENCIARAM,,MAS SE TODO GOVERNO CIMENTAR UM AZULEJO A PAREDE FICARÁ PRONTA ALGUM DIA..– NÃO SERÁ MESMO PRA NOSSA GERAÇÃO.
    SE NADA FOR FEITO BRILHARÃO NO FUTURO OUTRAS ESCOLAS DE SAMBAS NO DESFILE DA SAPUCAÍ. E A NOSSA TELEVISÃO TRANSMITIRÁ …PARA O MUNDO SE CURVAR.

  9. Zé da Silva disse:

    Matéria interessante e polemica, parabenizo WANDERLEY F. SILVA pela riqueza de relato, comparações reais e conhecimento de que o problema antecede ao governo Dilma e antecessor.
    Também pego o mote do ÁUREO RAMOS por conhecer os problemas em prédios de Olinda e Jaboatão – Pe. Pois tive a oportunidade de participar de um grupo que deslocou-se até as referidas cidades e que definiu causas e apresentou soluções. Afirmo que todos os imóveis dos quais se refere o ÁUREO foram construídos por governos que antecederam a presidenta Dilma e seu antecessor e que quase a totalidade desses imóveis foram financiados pela CEF em governos opositores ao PT que tiveram o apoio do gal Mourão Filho e seus sucessores que terminaram por passar o bastão para o gal Figueredo e ARENA, PFL,PSDB, DEMOCRATAS e outros que deram as costas para o povo humilde (povão). Quanto ao Cláudio Schamis esse sim tem o privilégio de NUNCA ter feito uma reportagem ou relato de um bom projeto ou uma boa ação do PT. Se não fosse ele tão jovem, não seria tão radical e nem sofreria do mal de não querer ver. Que pena…

  10. Margareth disse:

    Claudio Schamis. Como sempre, excelente.

  11. MARCO TOLENTINO disse:

    VISITE A COMUNIDADE RUMO A PRESIDENCIA NO FACEBOOK E CONTRIBUA COM SUAS IDÉIAS SE VOCE QUER MESMO MUDANÇAS NO BRASIL .

    HABITAÇÃO UM BEM DE TODOS !

    O perigo da hiper-valorização dos imóveis no Brasil, um país de povo pobre.
    Os imóveis não devem ser lugar de auferir grandes lucros, pois prejudicam por efeito cascata milhões de pessoas que não possuem condições de adquirirem sua casa , e gera um aumento nos aluguéis, gera a instabilidade na família, afinal mais de 30% da renda da classe trabalhadora é gasta com moradia.Temos que desviar esta onda de hiper-valorização,que já esta durando muito, acabar de vez com esta pura especulação, se voltarmos no tempo, veremos que muitos trabalhadores possuiam condições de terem suas casas , bastava um pequeno aperto no orçamento e logo se comprava seu imóvel, aquela casinha tão sonhada, temos que criar mecanismo para desviar este fluxo para: as obras de arte, as ações de empresas, barras da ouro, ou seja lá o que fôr, mas temos que fazer alguma coisa para freiar este mostro ,deixar a moradia livre, é lá que as famílias teem seu porto seguro.

  12. helo disse:

    Zé,
    Poderíamos nos queixar do governo de Floriano Peixoto. Prefiro criticar os dias de hoje quando podemos incorporar as lições do passado. O morro do Bumba construído no passado sobre um lixão matou muitas pessoas. O minha casa minha vida construiu prédios para essas famílias que precisaram ser demolidos.
    Creio que Samuel matou a questão.
    Já estamos em campanha, a fome por verbas está cada dia mais acirrada, causando até mensalões. Quer uma boa ação do PT? Expandir o Bolsa Família. Entretanto quando Dirceu descobriu o retorno das urnas, exagerou. O programa cresce horizontalmente, mas peca por fiscalização, falta de adequação e eficiência. Realmente falar dos equívocos, da mediocridade, lentidão e excessos, é um tema quase infinito, um dever.

  13. Zé da Silva disse:

    Floriano Peixoto não foi do meu tempo, não posso queixar-me do mesmo. Nasci bem depois!

  14. Miguel Meira disse:

    O problema é geral (vem de todos os lados). Mas é preciso iniciar uma solução.
    Que a Dilma saia já (porque é muito ruim) e que em todas as eleições, que vierem por aí, se vote NULO, até se limpar de todas as assembleias e de todos os poderes executivos, todos os dinossauros que ainda existem.
    E começar de novo ……

  15. helo disse:

    Zé,
    Floriano nasceu quando eu era menina, em 1839, mas se quisermos queixar até dá. O vício ideológico culpa o imperialismo americano, a moda marqueteira, o antecessor. O correto é admitir o erro, quando o cometemos.
    O que me parece pouco saudável é nunca admitir ou reconhecer os próprios atos. Dilma faz uma declaração desrespeitosa ao BC e diz que foi mal interpretada pelo mercado. Os mensaleiros são condenados pelo STF e foi o Supremo o mal intencionado. O não saber, o sempre culpar o outro, ou justificar malfeitos não tem lógica. Para mim é o mesmo que dizer: Matei, mas outros também mataram.
    Diria a Miguel que a solução é menos simples. Passa por acompanhar a vida pública dos políticos e votar melhor. Penso que até quando trocamos gangues no poder, estaremos impedindo a estruturação rígida de um só grupo. O PT renovou, porém já está mais do que na hora de sair. Qualquer um será melhor, pela única razão de que a troca evita a consolidação dos vícios do poder.

  16. Zé da Silva disse:

    Sr.(a)? helo não mais comentarei o assunto. Reconheço que os 7% não elege, não decide, mas incomoda pc com seu radicalismo.
    Nem sei qual era a população do Brasil em 1839 ???!!!…

  17. Azambuja disse:

    Esse governo, esse Congresso e tudo o mais, é uma lástima. Mas o povão não acorda!

  18. Markut disse:

    Enquanto prevalecer a cultura do pais dos pobres , entendida a pobreza (material e/ou espiritual), surgirão os oportunistas de sempre, prontos para compensadores ilusionismos e afagos.
    Exemplo típico da distorção é o famigerado Bolsa Família,que , desvinculado do indispensavel Bolsa Escola, destruiu o que de essencial havia na concepção inicial que é a escolaridade obrigatória e comprovada. Faltou o indispensavel apetite político, quanto a uma escolaridade competente, que não interessa, e sobrou o assistencialismo de migalhas, distorcidas pelos próprios beneficiários, mantidos na ignorância e na desinformação.

  19. helo disse:

    Zé,
    Desculpe lhe incomodar, é disso que precisamos. A propósito, uma definição de radicalismo é não aturar o contraditório.

  20. JULIO SPÍNOLA disse:

    O PERÓLEO DO PRÉ-SAL, QUE SÓ REALIZA PÍFIOS 8% DA PRODUÇÃO NACIONAL, ATÉ AGORA NÃO VAI TER NADA PARA DIVIDIR, EM ROYALTES. Um fundo vai ser criado com o dinheiro dos royaltes e EMPRESTADO A JUROS NEGATIVOS AO TIO SAM. Se este fundo der lucro, deste lucro é que serão distribuidos os dividendos do pré-sal eleitoral. Como os juros na poupança do TIO SAM estão em 0,5%aa e a inflação americana em 2% aproximadamente, está claro que estefundo nunca vai dar dividendos.

    lei 12.351:
    § 1o Os royalties, com alíquota de 15% (quinze por cento) do valor da produção, correspondem à compensação financeira pela exploração do petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos líquidos de que trata o § 1º do art. 20 da Constituição Federal, sendo vedado, em qualquer hipótese, seu ressarcimento ao contratado e sua inclusão no cálculo do custo em óleo. …
    Art. 50. A política de investimentos do FS tem por objetivo buscar a rentabilidade, a segurança e a liquidez de suas aplicações e assegurar sua sustentabilidade econômica e financeira para o cumprimento das finalidades definidas nos arts. 47 e 48.

    Parágrafo único. Os investimentos e aplicações do FS serão destinados preferencialmente a ativos no exterior, com a finalidade de mitigar a volatilidade de renda e de preços na economia nacional.
    Art. 51. Os recursos do FS para aplicação nos programas e projetos a que se refere o art. 47 deverão ser os resultantes do retorno sobre o capital.
    Basta ler este último artigo para ver que o o FS do Pré-sal Eleitoral não tem, por enquanto, nada de dividendos a dividir. O OBJETIVO REAL É TOMAR OS ROYALTES DA PRODUÇÃO ATUAL, NÃO OS DIVIDENDOS DE 15%/0,5%aa DE UMA PRODUÇÃO FUTURA QUE NINGUÉM SABE QUANDO CHEGA.

  21. PENSADOR disse:

    PENA QAUE AS GRADES QUE APARECEM NA FOTO ACIMA, DO RENAN, ESTÃO ATRÁS DELE…. DEVI\AM ESTAR À SUA FRENTE!!!

  22. PENSADOR disse:

    SEM RADICALISMO DE PARTE A PARTE. NEM DITADURA GAY NEM DITADURA DO EVANGELHO. JÁ NOS BASTAM OS AIATOLÁS!!!!
    NO ENTANTO, NÃO SERIA A ONDA HOMOSSEXUAL, MAIS QUE UMA MODA, RESULTADO DE DISRUPTORES HORMONAIS ADVINDOS DA POLUIÇÃO AMBIENTAL, COMO O BISFENOL, ADITIVO AMACIANTE DE PLÁSTICOS USADOS EM NOSSA ALIMENTAÇÃO?Este aditivo imita, no organismo, o hormônio feminino, provocando feminilização e até hermafroditismo além de masculinização de fêmeas.
    http://www.nossofuturoroubado.com.br/old/bioetica_meio_ambiente_e_saude.htm
    GAIVOTAS HOMOAFETIVAS NIDAM JUNTAS:
    1938 – São anunciadas duas substâncias ao mundo, o DES – anunciada como uma droga maravilhosa, por Edward Doods (químico suíço) e o DDT – elogiado como um pesticida milagroso, por Paul Müller que recebeu o prêmio Nobel em 1948.
    1947 – Declínio das águias na Costa Leste do Canadá e EUA, ninhos abandonados e contendo cascas quebradas. Os casais de águias tornaram-se indiferentes ao ritual de acasalamento. 80% das águias americanas estavam estéreis.
    Anos 70 – Ilhas do Canal, sul da Califórnia. Fêmeas dividindo os ninhos com outras fêmeas de gaivotas, cascas dos ovos finas. Isto passou também a ocorrer com as andorinhas-do-mar rosadas.
    1992 – Dinamarca – Deformidade de espermatozoides humanos: 2 cabeças, 2 caudas, inatividade ou hiperatividade frenética. A incidência de câncer de testículo triplicou entre 1940-80. A contagem de sêmen humano diminuiu 50% entre 1938 e 1990, aumentou a incidência de criptorquidia e encurtamento do trato urinário.
    A observação de pássaros jovens que enfraqueciam e morriam por não produzirem energia levou a junção deste problema com o das “gaivotas gays”. Não era possível encontrar a chave do quebra-cabeças. Problemas como declínio populacional, efeitos reprodutivos, tumores, enfraquecimento, imunossupressão e mudanças comportamentais encontrados em espécies que se alimentavam de peixes dos Grandes Lagos não fechavam com o baixo índice de contaminantes no mesmo. O quebra cabeças fez sentido quando feito o estudo da cadeia alimentar evidenciou-se que o índice de contaminantes crescia exponencialmente da água para os predadores do topo da cadeia. Assim, a concentração de agentes persistentes pode ser 25 milhões de vezes maior no predador do topo da cadeia do que na água do seu ambiente.

  23. olbe disse:

    O governo faz propaganda mas não dá nada e quando dá a casa cai antes.
    O problema do Marcos Feliciano não é ele, mas os canalhas que votaram nele.
    renan Calhardo? Quem se interessa em ouvir o que ele diz?

  24. João Guilherme disse:

    Esse descaso e desrespeito é natural do governo do PT, eles fingem que ajudam o povo mais necessitados e infelizmente o povo continua acreditando.
    No governo do Lula aconteceu a mesma coisa quando ele tentou entregar um condomínio e os imóveis não tinham vaso sanitário, pia no banheiro e na cozinha e também não tinha piso.
    Até quando o povo vai continuar iludido com esse governo corrupto comunista, agora o pior de tudo é que essas construções são todas super faturadas e o Ministério Público Federal, não está nem aí.

  25. Andre Luiz D. Queiroz disse:

    Ao articulista Claudio Schamis, um alerta: no parágrafo em que comenta sobre o execrável Deputado Marco Feliciano e sua teimosa insistência em não larga a presidência da Comissão de Direitos Humanos, o autor menciona que a única opção seria “contratando um assassino de aluguel”. Cuidado! Mesmo que em tom de ironia, essa ‘sugestão’ pode ser levada a sério por gente mais exaltada e extremista! E não preciso comentar quanta dor-de-cabeça tal opinião poderia causar ao autor e a O&N…

  26. Luiza Lopes Ferreira disse:

    Que bom que você voltou. Precisamos da sua voz, do seu grito.

    Parabéns pelo texto. Magnífico. Você disse tudo mais uma vez sem medo. Assim na lata.

    É nessas horas sem argumentos que muitos que sempre o atacarem preferem ficar calados ou por medo, ou por vergonha, ou por não ter o que salvar.

    Pena que essas pessoas não apareçam e falem pelo menos uma vez… é você tem razão. Tenho vergonha disso.

    Por falar nisso, cadê o Beraldo e sua turma?

    Continue por aqui gritando sempre!!

  27. celso disse:

    É inacreditável como podemos agredir ações de qualquer governo que queira atender as parcelas mais pobres da população brasileira.
    O déficit habitacional Brasileiro é incomensurável, e o que devemos debater são soluções que enfrentem este problema e não barbarizar sobre quem procura fazer alguma coisa.
    “Os dados do Censo 2010 divulgados pelo IBGE mostram um Brasil de contrastes, que melhora rapidamente em diversos aspectos, mas não consegue evitar a persistência de graves problemas, sobretudo entre as camadas mais pobres.”
    “De 57 milhões de domicílios brasileiros, só 30 milhões, ou 52,5%, são considerados adequados, ou seja, não têm mais de dois moradores por dormitório e dispõem de abastecimento de água por rede pública, de coleta de esgoto sanitário por rede pública ou sistema de fossa sanitária e de coleta regular de lixo. Isso significa que são inadequados 27 milhões de domicílios, onde vivem quase 105 milhões de brasileiros. Além disso, cresceu o número de famílias que dividem suas moradias, indicador do déficit habitacional do País. Eram 6,5 milhões (13,9% do total) em 2000 e passaram para 8,3 milhões (15,4%) em 2010.”
    “A situação já foi pior. Em 2000, nada menos do que 56,1% das moradias eram consideradas inadequadas. A melhora, porém, tem sido lenta, e os obstáculos institucionais, administrativos e financeiros à execução dos ambiciosos programas nacionais de saneamento básico e de recuperação urbana tendem a retardar a necessária mudança desse quadro.”
    Então, já são inadequados 27 milhões de domicílios, se o governo conseguir enfrentar de alguma forma este problema, mesmo que com deficiências, é louvável. Melhor do que ficar conversando e não fazer nada.
    Fonte: sandracamacho.com.br/imoveis-jurere-noticias-detalhe.php?cod=12
    O Zé da Silva está certíssimo. Muitos governos fizeram pouco ou nada, e o que fizeram também não foi uma Brastemp. Até prédios finos caíram como o Palace II. Empresários que utilizam mal as verbas a eles destinadas, existem muitos, mas creio que alguma coisa se salva.

  28. Helo disse:

    Luiza,
    Beraldo e sua turma devem certamente estar reconsiderando seu apoio incondicional à presidenta, nossa representanta.

  29. celso disse:

    O pessoal gosta muito de comparar o que acontece no Chile em relação ao Brasil, crescimento, inflação, etc. esquecendo de quanto são diferentes os dois países.
    Mas este trabalho mostra algo bem interessante em relação aos investimentos em habitação do governo FHC que tantos entendem como perfeito.
    “De modo não muito diferente dos governos anteriores, o de FHC baseou seus investimentos habitacionais em recursos onerosos: FGTS e SBPE. Os recursos a fundo perdido do Orçamento Geral da União (OGU), indispensáveis para atingir a população de baixa renda através da promoção pública, foram diminutos, como revela dados divulgados pela própria SEPURB: entre 1995 e 1997 a União investiu R$ 612.648,00 de recursos orçamentários na área de habitação, o que resulta em aproximadamente R$ 200.000,00 por ano. Essa quantia é menor do que investe na área o Chile, país que tem perto de 12 milhões de habitantes (menos de 10% da população brasileira), investe na área. No mesmo período foram aplicados R$ 3.255.198,00 de recursos do FGTS nos programas habitacionais”
    Fonte: usp.br/fau/depprojeto/labhab/biblioteca/textos/maricato_politicaurbanafhc.pdf
    Solicito ao Opiniãoenoticia que não elimine a Fonte de informação. Grato.

  30. helo disse:

    Celso, li o artigo sugerido, escrito em 98 por Maricato, secretária de urbanismo de SP na gestão petista de Marta Suplicy. Interessante que ela mostra o avanço do governo FHC da política urbana com a extinção do SFH, ineficaz, trazendo à discussão a contraposição transparente das idéias, um episódio raro, segundo a autora. Reconhece Maricato que a tarefa não é simples. Talvez uma análise atual da autora possa explicar a falta de transparência e os fracassos e desvios do programa Minha Casa Minha Vida, tantos anos depois de discussões sobre os assuntos urbanos. Curiosamente no governo Lula e no governo Dilma nenhum urbanista assumiu a pasta do Ministério das Cidades.

  31. celso disse:

    Prezada Helo,
    Parabéns em procurar informações. Errei por procurar apenas informações, e esquecer que era de um Petista, não era minha intenção. Procurei comparar o investimento em habitação para as classes menos favorecidas, e a curiosidade do país vizinho o Chile, creio que os números ainda assim devam estar corretos.
    Nosso povo tão sofrido, que nunca é lembrado, merece algo melhor, venha de quem vier PT, PSDB, PMDB, DEM, etc.
    Creio que não vamos conseguir nomear nenhum governo que tenha sido perfeito, mas investir somente 8,5% para a baixíssima renda (até 3 salários mínimos) no período de 1995 e 2003 e onde se concentram 83,2% do déficit quantitativo(BONDUKI, 2008, p.80) é esquecer os menos favorecidos.Não sei quanto o governo do PT está investindo. Se tivessem construído mais, poderíamos até avaliar se foram ou não mal construídos, mas nem esta oportunidade nos deram.
    O forte investimento na área habitacional proporciona emprego e renda em larga escala para as classes menos favorecidas, e, portanto sempre será uma bela medida a ser tomada. Se nada for feito ai fica muito difícil.

  32. Lívia disse:

    Sinceramente, vejo a política brasileira com um certo nojo: pois vai ter bandido assim lá longe! Os cidadãos tentam exercer cidadania através de petições públicas mas não dão em nada. Programas sociais de moradia que não dão certo por falta de fiscalização dos gastos públicos, pois a intenção é boa, mas a ganância das construtoras em lucrar com o desejo por moradia dos ‘sem casas’ é maior. Pra completar o espetáculo circense, me botam na presidência da comissão dos direitos humanos um ser desumano, cheio de preconceitos, um fundamentalista religioso de marca maior. E aí? Acho que estamos sem saída.

  33. Markut disse:

    Tudo isto não passa de “uma conspiraçãol silenciosa contra o desenvolvimento” como diz muito bem o editorial da Folha , hoje.
    Temos a falta de um amadurecimento institucional, os ditos “gargalos institucionais” do Delfim Netto.
    Escolaridade competente, pensada a médio e longo prazo,sem decontinuidades, seria a única receita confiavel se ambicionarmos um pais emergente, capaz de se ombrear com o resto dos BRICS, neste perverso mundo global geopolítico, em que vivemos.
    .Ao menos isso, pois a Coreia do Sul, em cerca de duas gerações, se transformou, de um país semi feudal ,numa exemplar primeira potência, investindo maciça e inteligentemente na Educação do seu povo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *