Início » Brasil » Governo monitora recrutamento de jovens pelo Estado Islâmico no Brasil
Terrorismo

Governo monitora recrutamento de jovens pelo Estado Islâmico no Brasil

Pelo menos dez brasileiros convertidos foram flagrados tentando recrutar sírios para o Estado Islâmico pela internet, diz jornal

Governo monitora recrutamento de jovens pelo Estado Islâmico no Brasil
Estado Islâmico limitou seus esforços de recrutamento à Europa até agora (Reprodução/Internet)

Agências de inteligência do governo brasileiro têm alertado o Palácio do Planalto sobre tentativas feitas por pessoas ligadas ao grupo terrorista Estado Islâmico (Isis) de recrutar jovens sírios refugiados no Brasil para praticar atentados isolados, principalmente durante as Olimpíadas de 2016. As informações são do jornal Estado de S. Paulo.

Segundo o jornal, o governo teria recebido relatórios de órgãos de inteligência diferentes alertando para o problema, que tem sido discutido em reuniões internas, principalmente no contexto dos preparativos para as Olimpíadas do ano que vem.

O terrorismo é uma das maiores preocupações para o evento, que reunirá visitantes do mundo inteiro no Rio de Janeiro. Embora o Brasil não tenha histórico de terrorismo, o interesse do Isis é estender o recrutamento de novos militantes para a América do Sul. 

Por enquanto, segundo apurou o Estadão, pouco mais de dez brasileiros convertidos ao Islã foram flagrados usando as redes sociais para tentar recrutar sírios que fugiram de seu país e se refugiaram no Brasil. O número é considerado alto. Segundo as investigações, esses brasileiros não pretendem deixar o país para lutar junto ao Estado Islâmico no Oriente Médio, mas eles causam preocupação e estão sendo monitorados pelo efeito que podem ter sobre os refugiados.

Um dos desafios no Brasil é a falta de uma lei específica para punir pessoas que fazem este tipo de recrutamento online. Sem uma lei específica de combate ao terrorismo, os órgãos de inteligência podem apenas monitorar com discrição esses indivíduos na internet, sem fazer qualquer interceptação.

Fontes:
Estado de S. Paulo - Governo detecta recrutamento de jovens pelo Estado Islâmico

1 Opinião

  1. André Luiz D. Queiroz disse:

    Por enquanto, segundo apurou o Estadão, pouco mais de dez brasileiros convertidos ao Islã foram flagrados usando as redes sociais para tentar recrutar sírios que fugiram de seu país e se refugiaram no Brasil.” — caramba!, o que falta à vida desses brasileiros muçulmanos, aqui no Brasil, que lhes dê motivação para aderir ao jihadismo? Falta de oportunidades sociais, de liberdade religiosa (ou mesmo liberdade sexual!…) é que não é!!
    Acho que esse ponto do problema precisa ser melhor analisado e compreendido: quais as circunstâncias sociais/psicológicas que tornam as pessoas suscetíveis a abraçar ideologias radicais fundamentalistas, como a dos terroristas do Estado Islâmico — isso não parece algo racional, ainda mais naqueles casos das mulheres jovens que resolvem ser tornar “esposas dos combatentes” (o que equivale a escolher serem escravas sexuais, sem liberdade ou direito a nada…!)

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *