Início » Brasil » Governo prepara cortes de R$ 26 bilhões
Contas públicas

Governo prepara cortes de R$ 26 bilhões

Conversas para reduzir gastos foram intensificadas pelo Executivo após o rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência Standard & Poor’s

Governo prepara cortes de R$ 26 bilhões
Dilma se reuniu no final de semana com ministros da equipe econômica (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O governo da presidente Dilma Rousseff prepara cortes da ordem de R$ 26 bilhões nas despesas a fim de equilibrar as contas públicas.

Dilma se reuniu no último domingo, 13, com ministros da equipe econômica no Palácio da Alvorada. O encontro não estava na agenda oficial da presidente.

Nesta segunda-feira, 14, o será anunciado logo mais em entrevista coletiva pelos ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Nelson Barbosa (Planejamento)

No último sábado, 12, Dilma convocou parte da sua equipe ministerial para dar diretrizes sobre as reduções que cada ministério terá que fazer. A reunião também não estava na agenda oficial.

As conversas para reduzir gastos foram intensificadas pelo Executivo após o rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência Standard & Poor’s.

A meta do governo é tentar reverter o rombo previsto de R$ 30,5 bilhões para o Orçamento de 2016.

Fontes:
G1 - Em reunião com ministros, Dilma acerta cortes de R$ 20 bilhões
O Globo-Governo vai cortar R$ 26 bilhões e aumentar impostos

5 Opiniões

  1. INÁCIO ANTONIO SOARES NETO disse:

    SACANAGEM, ESTA MULHER TEM QUE ESTÁ É PREZA, E NÃO FICAR DANDO PALPITO NA ECONOMIA, DANDO UMA DE ZÉLIA A EX. MINISTRA QUE DEU UM ROMBO NOS BRASILEIRO DIZENDO QUE SÓ DEZ POR CENTO DOS BRASILEIROS TINHA POUPANÇA. ONDE O POVO QUERIA LIXA-LA. ASSIM É A VOLTA DA CPMF. .JÁ PESOU VOCÊ FICAR MEXENDO COM DINHEIRO DURANTE UM ANO, E FAZER AS CONTAS QUANTO FOI ROUBADO.

  2. Markut disse:

    Qualquer que seja o verdadeiro rombo (ou roubo?), a nau está sem rumo , neste mar de incapacidade gestora, de uma condução bandida dos negócios de Estado, O remédio terá que surgir da própria gravidade dos acontecimentos.

    Acorda Brasil, ou pretende continuar deitado em seu berço esplêndido?

    O comentário de olbe faz lembrar os brioches de Maria Antonieta.

  3. Dea Canedo disse:

    Equilibrar o rombo da sua gestão presidente incompetente, você Dilma já não governa mais o Brasil…Como sempre soubemos que você Dilma nunca governou !!!! Tenho vergonha da presidente do Brasil !!!! O seu mandato foi só viagens e bancar os comunistas, tirar o nosso dinheiro, não temos saúde descente , eu pago plano de saúde por ter um governo ladrão, dizer que é incompetente é mérito, o pobre que foi comprado, ludibriado na época das eleição é um miserável, ignorante de tudo , ele não sabe nem se defender , quanto mais raciocinar , você não foi eleita com honestidade nas urnas , você ganhou por fraude, sua corja sabe disso, vídeos, pessoas declararam que votaram por elas… Eu queria entender o porque não foi investigado à fundo essa eleição ??? Nós te odiamos ,93% dos brasileiros te ODEIAM …. Nós brasileiros sérios que pagamos seu salário, sua corrupção te ODIAMOSSSSSSSSSSSS……….!!!!!!!!!!!!!!!! E agora vamos pagar pela sua incompetência??? Maldita, te odiamos !!!

  4. ney disse:

    Isto é péssimo, mais se fosse um governo tucano, ele pediria dinheiro emprestado ao fmi (tudo que a elite mundial quer).

  5. olbe disse:

    CORTES?????Crise? Governo vai comprar utensílios de prata para refeições da presidente
    Em pregão previsto para o próximo dia 15, Planalto estima gastar R$ 215.615,59

    POR WASHINGTON LUIZ
    BRASÍLIA — Apesar de defender o corte de gastos para recuperar a economia, o governo não pretende poupar na compra de material para os jantares da presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, no Palácio da Alvorada e para a Granja do Torto. Em pregão previsto para ser realizado no próximo dia 15, o governo estima gastar R$ 215.615,59 com rechauds(utensílios utilizados para manter os alimentos quentes), colheres, espátulas e outros materiaispara serem usados nas refeições da presidente.

    O edital exige que a maioria dos utensílios seja de prata para manter a padronização, e traz imagens dos modelos que a presidência quer adquirir. Só com os rechauds, o governo deve desembolsar R$ 62,6 mil. São 30 unidades que variam entre R$ 300 e R$ 5,8 mil, conforme as especificações. Ainda serão compradas dez colheres, ao preço unitário de R$ 303,33, e cinco espátulas de prata, que vão custar R$ 1.166,67 cada uma.

    Outro gasto previsto é com dez apoios para colher em prata, a custo de R$ 796,70 cada. Para ornar os ambientes dos palácios, R$ 11 mil serão gastos na compra de dez cachepots em prata(recipientes usados para colocar os vasos de planta).

    Não é a primeira vez este ano que o governo adquire produtos requintados para a Presidência da República. Em abril, foi autorizada a compra de dez baldes de gelo térmico, no valor total de R$ 9 mil. Os baldes também são de prata, e de “design elegante, com alça, durável e práticos”, segundo descrição disponível no Portal da Transparência.
    A Secretaria-Geral da Presidência, responsável pela compra, ainda não justificou os motivos da aquisição.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *