Início » Brasil » Governo propõe a volta da CPMF
contas públicas

Governo propõe a volta da CPMF

Governo anunciou medidas visando equilibrar as contas públicas

Governo propõe a volta da CPMF
Ministro da Fazenda, Joaquim Levy (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O governo anunciou nesta segunda-feira, 14, medidas visando equilibrar as contas públicas, incluindo uma previsão de corte de gastos na ordem de R$ 26 bilhões e a volta da CPMF em 2016.

Em reunião com ministros e líderes do governo, a presidente Dilma Rousseff decidiu cortar despesas e aumentar a arrecadação.

A previsão é de um aumento de impostos no próximo ano em torno de R$ 34 bilhões, sendo R$ 32 bilhões apenas com a volta da CPMF, extinta em 2007. Com o retorno do velho imposto do cheque, o governo quer uma alíquota de 0,20% sobre qualquer transação financeira.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que o objetivo do governo é que “a CPMF não dure mais que quatro anos”.

O imposto de renda da pessoa física sobre ganhos de capital também deve aumentar. O governo quer ainda adiar o pagamento do reajuste de salário dos funcionários públicos, suspender concursos públicos, extinguir o chamado abono de permanência (um acréscimo no salário que o servidor recebe para não se aposentar), cortar os salários dos servidores que recebem acima do teto, e reduzir gastos como aluguéis, passagens e diárias.

A maioria das medidas, no entanto, ainda precisa passar pelo Congresso. Os cortes do governo também devem atingir programas como o PAC e o Minha Casa Minha Vida.

Fontes:
Hora 1 - Governo anuncia a volta da CPMF para tentar equilibrar orçamento

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *