Início » Brasil » Governo prorroga campanha de vacinação contra gripe
ABAIXO DA META

Governo prorroga campanha de vacinação contra gripe

Decisão se deve ao baixo índice de comparecimento aos postos

Governo prorroga campanha de vacinação contra gripe
Desde o início da campanha, em abril, 77% do público-alvo foi vacinado (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

A campanha de vacinação contra a gripe que terminaria nesta sexta-feira, 15, foi prorrogada até o próximo dia 22 de junho. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 13, pelo Ministério da Saúde.

Leia também: Por que é necessário tomar a vacina da gripe todo ano?

A decisão se deve ao baixo índice de comparecimento aos postos, segundo o ministério. Desde o início da campanha, em abril, 77% do público-alvo foi vacinado. A meta de cobertura é de 90% do público-alvo, ou 54 milhões de pessoas.

A região com a menor cobertura até agora é a Sudeste, com 71% do público prioritário protegido, seguida por Norte (72%), Sul (81,3%), Nordeste (84%) e Centro-Oeste (91,4%).

A situação é particularmente preocupante em alguns estados, como Roraima, Rio de Janeiro, Rondônia e Rio Grande do Sul, por causa do baixo índice de vacinação contra a gripe. Nesses lugares, as taxas são de 53,59%, 57,29%, 70,91% e 77,82%, respectivamente.

O Ministério da Saúde alerta que, com a proximidade do inverno, há maior circulação do vírus da gripe. De acordo com o ministro Gilberto Occhi, “a estratégia é: atuação mais proativa para ir buscar esse público-alvo”. As ações citadas pelo ministro envolvem imprensa, escola e agentes comunitários de saúde.

Idosos a partir de 60 anos, crianças com idades entre seis meses e cinco anos, trabalhadores da área de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes e mulheres no pós-parto, além de pessoas privadas de liberdade, compõem o público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe.

Fontes:
EBC - Após baixa procura, campanha de vacinação contra gripe é prorrogada

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *