Início » Brasil » Governo quer apoio de elite empresarial para driblar crise
instabilidade política e econômica

Governo quer apoio de elite empresarial para driblar crise

Segundo reportagem, governo teria concluído internamente que precisa refazer as pontes com o capital

Governo quer apoio de elite empresarial para driblar crise
Dilma deve chamar a elite empresarial do país para um encontro (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

De acordo com uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo, o governo da presidente Dilma Rousseff vai recorrer aos líderes do PIB para conter a crise no país.

Em meio a um cenário econômico desfavorável e a uma instabilidade política, o governo deve chamar a elite empresarial do país para um encontro nos moldes do que foi feito na última semana com os governadores.

A reportagem afirmou ainda que Dilma também deve convidar executivos do mercado para conversas individuais, incluindo Rubens Ometto, do grupo Cosan, Luiz Carlos Trabuco, do Bradesco, Jorge Gerdau, da Gerdau, e Abílio Diniz, do grupo Pão de Açúcar.

O governo teria concluído internamente que também precisa refazer as pontes com o capital, e não apenas recuperar interlocução com movimentos sociais.

O objetivo do governo é mostrar apoio entre os “barões do PIB” e ainda obter ajuda da iniciativa privada para influenciar o Congresso contra a aprovação de projetos com forte impacto fiscal.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Governo busca apoio de elite empresarial para conter crise

3 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Triste ocaso para quem, quando jovem, militou no Polop, na Colina e na VAR-Palmares, depois de virar Presidenta da República com o voto popular, ter que conciliar com a burguesia.

  2. helo disse:

    Dilma precisa do choque fiscal. Vai poupar que empresário? O capital pujante já está em Curitiba.

  3. Áureo Ramos de Souza disse:

    E ela vai oferecer o que em troca a eles, pois aqui no Brasil é assim dou com uma mão e a outra tem que ver. Se ela oferecer algo em troca eles o apoiaram e nós Si#$*+

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *