Início » Brasil » Grupo JBS faz lobby contra a indicação de Kátia Abreu para a Agricultura
Jogo de interesses

Grupo JBS faz lobby contra a indicação de Kátia Abreu para a Agricultura

Maior financiador da campanha presidencial de Dilma, o grupo JBS atua nos bastidores do Congresso para evitar que Kátia assuma o Ministério da Agricultura

Grupo JBS faz lobby contra a indicação de Kátia Abreu para a Agricultura
O lobby do grupo contra a indicação de Kátia para a pasta revela uma guerra entre a senadora e o JBS (Reprodução/Internet)

O grupo JBS, dono da marca Friboi, está atuando nos bastidores do Congresso para evitar que Kátia Abreu (PMDB-TO) assuma o Ministério da Agricultura, pasta sobre a qual o grupo exerce influência.

Na semana passada, o empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo, teve um encontro reservado com o ministro chefe da Casa Civil, Aloisio Mercadante, mas não foi revelado o assunto discutido no encontro.

Leia mais: Petição online quer anular a nomeação de Kátia Abreu para a Agricultura
Leia mais: Manifesto contra as indicações de Levy e Kátia é assinado por intelectuais e ativistas

Líder mundial no setor de carnes, o JBS foi o maior financiador da campanha presidencial de Dilma Rousseff, doando quase R$ 70 milhões para o projeto de reeleição da presidente. Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ao todo, o JBS desembolsou R$ 352 milhões nas eleições de 2014. Desse total, R$ 69,2 milhões foram destinados à campanha da presidente. O resto do dinheiro foi doado a candidatos à Câmara e ao Senado. No entanto, mesmo com tantas doações feitas à bancada ruralista, Kátia não recebeu qualquer doação do grupo.

O lobby do grupo contra a indicação de Kátia para a pasta revela uma guerra entre a senadora e o JBS. Sendo uma das maiores representantes dos pecuaristas no Congresso, Kátia assumiu uma posição de ataque contra o JBS para defender os interesses dos criadores de gado. Estes temem o avanço do grupo no mercado monopolize o setor. O JBS controla 20% do abate bovino do país, o que influencia no preço da carne vendida pelos criadores de gado.

A senadora também acusou uma famosa campanha publicitária do grupo, onde a empresa insinua que a marca Friboi é a única segura para o consumo. “Vá e diga que sua carne é boa, que é produzida em frigoríficos de primeira. Mas não diga que é a única que o povo brasileiro pode comer”, criticou Kátia.

Apesar da resistência, assessores do Planalto garantem que Dilma já se decidiu sobre a nomeação de Kátia para a Agricultura. A senadora deve ser oficialmente anunciada após o dia 15 de dezembro.

Fontes:
Estadão-Maior doador da eleição faz lobby contra nome de Dilma para chefiar a Agricultura

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *