Início » Brasil » Grupo planejou ataque químico durante Jogos do Rio
PRESO EM JULHO

Grupo planejou ataque químico durante Jogos do Rio

Quinze pessoas foram detidas em julho na Operação Hashtag da Polícia Federal

Grupo planejou ataque químico durante Jogos do Rio
Mensagem trocada entre membros do grupo (Fonte: Reprodução/Folhapress)

Um grupo simpatizante ao terrorismo, que começou a ser monitorado em março pela Polícia Federal e que foi detido em julho na Operação Hashtag, cogitou utilizar armas químicas durante a Olimpíada do Rio de Janeiro. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

Em mensagens trocadas por e-mail, pelo aplicativo Telegram e pelo Facebook, um membro do grupo afirmou que seria uma “ótima oportunidade para matar americanos, iranianos, shiitas, saudis etc”. A PF acredita que o grupo pretendia contaminar uma estação de abastecimento de água. Um dos detidos, identificado como Alisson Luan de Oliveira, que utilizava o perfil Allison Mussab, postou no Telegram a proposta do ataque: “Já imaginaram um ataque bioquímico, contaminar as águas em uma estação de abastecimento de água?”.

Quinze brasileiros suspeitos de planejaram o ataque terrorista nos Jogos foram presos entre os dias 21 de julho e 11 de agosto. Essas pessoas começaram a ser monitoradas após um informante ter se infiltrado no grupo fechado Jundallah (Soldados de Deus, em português).

As trocas de mensagens ocorreram entre maio do ano passado e julho deste ano. Os detidos foram enquadrados na Lei Antiterrorismo.

Um outro membro do grupo, identificado como Hortêncio Hioshitake, que utilizava o perfil Teo Yoshi, sugeriu como alternativa ao ataque químico um atentado semelhante ao realizado nos EUA em 2013: “Ou fazer igual os chechenos naquela maratona de Boston”.

Em suas mensagens, o grupo buscava promover o Estado Islâmico e a luta contra “infiéis”. Havia também incentivos para que todos se preparassem com treinamentos em artes marciais e manuseio de armas.

A Polícia Federal precisa apresentar as análises do material apreendido até o próximo dia 9 à Justiça Federal. A prisão temporária dos 12 primeiros suspeitos detidos foi renovada até o próximo dia 18. Os outros três detidos podem ser liberados no próximo dia 9, mas há também a possibilidade de o prazo ser renovado por mais um mês.

O juiz que decretou a prisão temporária dos acusados afirmou que o teor das mensagens apreendidas justifica o enquadramento na Lei Antiterrorismo. Marcos Josegrei da Silva ressaltou ainda que não poderia se omitir diante da gravidade dos planos do grupo: “Não dava para esperar para ver se iria acontecer [um atentado]”.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Grupo simpatizante ao terrorismo cogitou usar arma química nos Jogos do Rio

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. C. Silva disse:

    Os gringos daqui da Europa, especialmente Franceses, Ingleses e Alemães, mal podiam esconder o desejo de que acontecesse um ataque terrorista durante as Olimpíadas, só para depois poderem dizer “Tá vendo? Não é só aqui que acontece!”.

    Excelente trabalho da PF, como sempre. Quanto aos vermes terroristas, quero mais é que morram.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *