Início » Opinião » Artigos » Guerra pelo poder
COLUNA ESPLANADA

Guerra pelo poder

O PMDB e o PSDB vão tocar o projeto de implantação do Semi-presidencialismo ou do Parlamentarismo nos próximos anos

Guerra pelo poder
Chutados pela sociedade, Aécio e Temer não estão mortos politicamente

Começou nos bastidores uma guerra de partidos que pode vir à tona no debate eleitoral. A Frente do PT, PSB, PDT e PCdoB que deseja lançar Lula da Silva encampou a bandeira do Presidencialismo. Vai mobilizar a sociedade civil em defesa do sistema político. O que seria um lugar-comum no debate é na verdade a prévia de um antídoto a uma manobra de outro grupo político. O PMDB e o PSDB vão tocar o projeto de implantação do Semi-presidencialismo ou do Parlamentarismo nos próximos anos, como revelou a Coluna. Como a Presidência ficou distante para dois de seus representantes – Michel Temer e Aécio Neves – eles sonham em ser Primeiro-Ministro.

Expertise

Chutados pela sociedade, Aécio e Temer não estão mortos politicamente. Pelas experiências na Câmara e com perfis articuladores, são potenciais nomes no Legislativo.

Peso dois

Temer controla o PMDB, o maior partido, e Aécio domina parte do PSDB – o terceiro maior do Brasil. Os tucanos são a favor do Parlamentarismo – com ou sem Aécio.

Didatismo

A turma de Lula mobilizou suas fundações para campanhas. A Frente terá apoio das Fundações Leonel Brizola, Perseu Abramo, João Mangabeira e Maurício Grabois.

Fiquei, gente

É tamanho o receio de perder o cargo a qualquer momento que a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, ficou em Brasília diante de duas importantes agendas internacionais. Mandou o chefe de gabinete para conferência na OEA em Washington (EUA), e o chefe da Assessoria Parlamentar para evento em Pequim.

Ficou também

Na China, para onde Luislinda enviou o assessor, haverá reunião dos BRICS sobre o tema envelhecimento. Mas ficou para trás a Secretária de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, sua subordinada.

Guenta aí!

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, anda tão ocupado na articulação da votação da reforma da Previdência que sequer decidiu sobre o caso do deputado-presidiário Celso Jacob (PMDB-RJ), que cumpre regime semi-aberto. Ele foi impedido de frequentar a Casa porque tentou voltar para a cadeia com queijo suíço na cueca.

Só gente boa

Se Maia decidir chamar o suplente de Jacob, assume o irmão de Anthony Garotinho, Nelson Nahim (PSD-RJ) – que tem no currículo condenação por estupro.

Barriguinha da aeromoça

O INSS enviou ofício à Justiça Federal de Brasília informando que está em dia com a concessão de auxílio-doença para aeronautas gestantes. Em junho, o órgão suspendeu o benefício, mas recuou da decisão após ação do Sindicato Nacional dos Aeronautas.

Regras

O Regulamento Brasileiro de Aviação Civil, da Agência Nacional de Aviação Civil, determina que as aeronautas se afastem das atividades assim que descobrem a gravidez. Durante a gestação, elas recebem auxílio-doença do INSS.

Tô nem aí

O senador Jorge Viana (PT-AC) cobra posição da Agência Nacional do Petróleo sobre os motivos que levaram a Petrobras a aumentar o preço dos combustíveis e do botijão de gás. O petista diz que a empresa é “estatal ‘só de fachada’; virou uma empresa privada, que está se lixando para os brasileiros”.

Contramão

A ANTT injetou milhões de reais num projeto de fiscalização eletrônica chamado ‘Canal Verde’, para fiscalizar o transporte de cargas, mas o sistema entrou na contramão e tem emitido série de multas contra motoristas que não cometeram infrações. Os questionamentos são diários no órgão.

Marcha lenta

Um motorista foi multado 70 vezes em dois meses – e descobriu-se, numa averiguação, que metade das multas era irregular. O Canal cruza dados de imagens de placas de veículos com dados das secretarias de Fazenda – que nem sempre atualizam a tempo seu banco de dados sobre multas já pagas. A assessoria não respondeu até sexta à noite.

Memória do D.O.U.

Mais memórias do Diário Oficial da União, cuja versão impressa foi encerrada. Conta um ex-servidor que, décadas atrás, algumas vezes o Palácio mandava segurar um jornal já rodado e guilhotinar todos, para retirar uma exoneração ou nomeação de ministros.

Agora é online

Quando o D.O.U. foi transferido para a gráfica em Brasília era feito em linotipo – com composição manual de cada letrinha, naquele calhamaço todo. Certa vez uma matéria demorou um ano (isso mesmo) para ser montada e publicada.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Poli Bittes disse:

    Amei a composição de Lula: PT, PSB, PDT e PC do B. Partidos comprovadamente do povo, votam em projetos que beneficiam o povo. A vedadeira DEMOCRACA.

  2. Rogerio Faria disse:

    Essa classe política me enoja…

  3. Vitafer disse:

    Ei Beraldo, você sempre o mesmo! Admiro sua tenacidade.

  4. Beraldo disse:

    Os assuntos que interessam de fato, nunca são abordados nesta coluna.

    É que o autor-coxinha, pupilo de gente como, por exemplo, Paulo Skaf, está está numa sinuca de bico.

    Pra quem não conhece o linguajar do povão, sinuca de bico é não ter saída para situação qualquer, como por exemplo defender seus bandidos no poder.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *