Início » Brasil » Há médicos
COLUNA ESPLANADA

Há médicos

Estima-se que 90% dos inscritos no Mais Médicos vão iniciar os trabalhos a partir do dia 14

Há médicos
Entrevista coletiva do ministro da Saúde, Gilberto Occhi, sobre o programa Mais Médicos (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O Ministério da Saúde trabalha com a estimativa de que 90% dos inscritos no programa Mais Médicos para substituir os cubanos vão iniciar os trabalhos a partir de 14 de dezembro. Consulta da pasta no mercado constatou que há demanda de profissionais por vagas, diante da alta oferta de cursos em faculdades nos últimos anos. Outro chamativo é o salário de R$ 11.800, mais ajuda das prefeituras de R$ 1.800 e, em algumas cidades, benefícios como carro e até casa sem custos. À Coluna, o ministério informou que até ontem 33.542 foram inscritos, todos com registro nos Conselhos Regionais.

No plantão

Desse total, segundo a pasta, 8.366 profissionais “já estão alocados no município para atuação imediata”. Ou seja, mais de 98% das vagas já foram preenchidas.

No plantão 2

As inscrições para o programa seguem até o dia 7 de dezembro. Segundo informado pelos municípios, 1.644 profissionais já se apresentaram ou iniciaram as atividades.

Vagas abertas

Ainda há 151 vagas remanescentes, concentradas em 27 municípios e 9 Distritos Sanitários Indígenas, na região Norte do país. Ainda carecem de profissionais: AM (34,7% das vagas disponíveis), AP (3,9%), PA (6,4%) e RR (2,7%).

Grife…

O mercado e especialistas apontam que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) acertou em escolher o economista e diplomata Marcos Troyjo para a Secretaria de Relações Exteriores. Troyjo é, há alguns anos, referência internacional para investidores, para a mídia americana, da Europa e Ásia quando o assunto é BRIC e comércio bilateral.

…internacional

Diretor do BRIC Lab da Columbia Uni (EUA) e palestrante constante em países da Ásia, tem trânsito internacional para sustentar uma política externa plural e sem viés ideológico, como pede Bolsonaro contra o que acusa sobre os últimos Governos do PT.

Voz ecoa

Vice-presidente eleito, o general Hamilton Mourão criticou o STF ontem, em palestra na ANTT, por colocar em pauta a possibilidade do indulto de Temer a condenados.

Traído?

Preterido para o Ministério do Desenvolvimento Social, após certeza de que seria nomeado, o senador Magno Malta está chateado. Mas não abandonado por Bolsonaro.

Vem camburão

O delegado Maurício Valeixo, futuro diretor-geral da Polícia Federal, deu indicativos, numa palestra há dias, de que vai reforçar a Lava Jato e criar outras forças-tarefas.

MERCADO

Antenada

A TIM está na carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 pelo 11º ano seguido. A lista contempla ações das empresas que apresentam alto grau de comprometimento com sustentabilidade e governança corporativa.

Na praça

“Demonstra que continuamos sendo uma consistente referência em governança, transparência e responsabilidade social corporativa, o que reforça nossas ações como ótimas opções de investimento”, afirma Sami Foguel, presidente da TIM Brasil.

Bate-cabeça

Segurança é um problema no país inteiro – e com a alta de invasão de residências em várias cidades. Mas no Rio – logo onde – há moradores que emperram contratos para melhorias de vigilância. Caso do Condomínio Nova Ipanema, na Barra. Duas casas foram assaltadas. Moradores pagaram empresa para novo projeto de segurança a bom preço. Mas outro grupo não gostou. E a vila continua sujeita a riscos.

ESPLANADEIRA

Bruno Castro, Daniel Sanches e Leonardo Mendes lançaram um app BabyPass especializado no transporte de crianças de de 0 a 7 anos com seus responsáveis. Todos os veículos cadastrados possuem assentos especiais para crianças. O AgroCenário realizará o primeiro encontro AGRO em Brasília no dia 12 para discutir os painéis de Política, Economia e Tecnologia.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Luiz Alberto Franco disse:

    O ínclito jornalista deveria ler a outra matéria de Opinião&Notícia onde se diz que boa parte dos médicos que se inscreveram no “Mais médicos” já trabalhava no sistema de saúde. Em outras palavras, estamos a despir um santo para vestir outro. O bom jornalismo pede uma investigação profunda das informações…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *