Início » Brasil » Haverá um novo país mais populoso daqui a poucos anos. Saiba qual
RELATÓRIO DA ONU

Haverá um novo país mais populoso daqui a poucos anos. Saiba qual

América Latina terá redução histórica do seu crescimento populacional

Haverá um novo país mais populoso daqui a poucos anos. Saiba qual
Relatório da ONU traz projeções populacionais para até o ano de 2100 (Foto: Pixabay)

A ONU divulgou na última segunda-feira, 17, a edição de 2019 do relatório World Population Prospects (Prospecções da População Mundial), publicação bianual das Nações Unidas. O relatório traz projeções populacionais para até o ano de 2100. O Brasil é citado diretamente como um dos sete países com baixa fertilidade mais populosos do mundo. Os outros são China, EUA, Bangladesh, Rússia, Japão e Vietnã.

São considerados países com baixa fertilidade aqueles que atualmente registram menos de 2,1 nascimentos por mulher, em média. O relatório da ONU informa que, até 2050, aproximadamente 70% da população mundial estará concentrada nesses países, que incluem todos os da Europa, da América do Norte, Austrália, Nova Zelândia, mais quatro países do sul da Ásia e da Ásia Central, 20 da América Latina e do Caribe, 10 do norte da África e sudoeste asiático, dois da Oceania e apenas um da África Subsaariana.

Chamam atenção no relatório as projeções de que daqui a poucos anos, por volta de 2027, a Índia tomará o lugar da China como país mais populoso do mundo, e de que a América Latina terá um freio histórico do seu forte crescimento populacional. Se o número de habitantes da região triplicou entre 1950 e 2019, o crescimento populacional previsto para os próximos 30 anos é de “apenas” 18%.

No mesmo período, ou seja, até 2050, a população da África Subsaariana duplicará. Até 2100, segundo a ONU, Angola terá sua população multiplicada por 11, de 16,4 milhões para 188 milhões de habitantes.

A ONU ressalta que, se as pessoas estão vivendo mais tempo na média global (a média pulou de 64,2 anos em 1990 para 72,6 anos em 2019, devendo chegar a 77,1 anos em 2050), nos países pobres a expectativa de vida ainda é sete anos menor do que nos países desenvolvidos. Os principais motivos apontados são as altas mortalidades infantil e materna, a violência, as guerras e a epidemia de HIV.

Onze bilhões de pessoas em 2100

O relatório World Population Prospects mostra que a população mundial está crescendo no ritmo mais lento desde 1950, 1,1% ao ano. A ONU aponta que essa taxa deve baixar para 0,4% ao ano em 2100. Um número crescente de países está vendo suas populações diminuírem. Desde 2010, 27 países ou áreas experimentaram uma redução de 1% ou mais no tamanho de suas populações.

Na China, por exemplo, a projeção é de que a população diminua em 31,4 milhões de pessoas, ou 2,2%, entre 2019 e 2050. A ONU prevê que 26 países terão reduções populacionais drásticas, da ordem de mais 10%, até o meio do século. Em alguns desses países essa redução se deve também à emigração, além da baixa taxa de fertilidade.

Apesar de tudo isso, o número de habitantes do planeta Terra previsto para o fim do século XXI impressiona: 11 bilhões de pessoas. Hoje, são 7,7 bilhões de terráqueos. A ONU analisou informações de censos nacionais de 235 países ou regiões, pesquisas por amostragem e levou em consideração tendências históricas.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto Henry Ebelt disse:

    Urge que se faça a reforma da previdência para o formato capitalização.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *