Início » Brasil » Incêndio destrói mais de 31 mil hectares na Chapada dos Veadeiros
GOIÁS

Incêndio destrói mais de 31 mil hectares na Chapada dos Veadeiros

Fogo começou na última terça-feira, 17, e ainda não foi totalmente controlado

Incêndio destrói mais de 31 mil hectares na Chapada dos Veadeiros
O incêndio começou na rodovia GO-118 e se alastrou rapidamente (Foto: ICMBio)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma equipe composta por mais de 150 pessoas de diferentes instituições está trabalhando, dia e noite, para controlar um incêndio que ocorre na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, desde a última terça-feira, 17. O fogo, que ainda não foi totalmente controlado, já destruiu mais de 31 mil hectares na região, de acordo com estimativa da DMIF (Divisão de Monitoramento de Incêndios Florestais).

Além dos profissionais do Corpo de Bombeiros, do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), aviões-tanque e helicópteros despejam águas sobre a vegetação para impedir que o fogo se alastre ainda mais. O incêndio começou na rodovia GO-118 e rapidamente tomou áreas internas e externas do parque, que encontra-se fechado para visitações.

Uma das principais preocupações dos bombeiros e brigadistas é impedir que o fogo siga se alastrando até o Jardim de Maytreia, importante ponto turístico da região, e as estruturas administrativas e alojamentos do Parque Nacional, visto que as queimadas chegaram, inclusive, até algumas propriedades privadas. Em contrapartida, o clima seco e a ausência de chuvas dificulta o trabalho

Recentemente, nos meses de outubro e novembro, outros incêndios de grandes proporções ocorreram em todo o Brasil, como a queimada no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, na região sul de Mato Grosso do Sul, que aconteceu na semana passada e destruiu 18 mil hectares; e o fogo que se alastrou e destruiu 1.200 hectares na mata atlântica na Serra de Bocaina, entre Rio de Janeiro e São Paulo.

O sistema de monitoramento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) identificou, somente em setembro deste ano, um total de 105 mil focos de incêndio, um recorde para o mês desde que o instituto começou a monitorá-los, em 1998. A média para o mês de setembro é de 55 mil focos.

De janeiro a setembro, o número não foi menos alarmante, sendo também o maior já contabilizado até hoje, com 195 mil focos de incêndios, 51% a mais que 2016.

Com o homem sendo o principal causador de incêndios, segundo especialistas, a pesquisadora do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará (UFPA) Cláudia Ramos afirma que há uma tendência na qual, sempre que há menos fiscalizações devido à baixa economia nacional, as pessoas ficam menos inibidas e provocam mais queimadas.

Fontes:
Agência Brasil-Incêndio na Chapada dos Veadeiros ainda fora de controle, diz diretor do parque
Folha-Incêndio destruiu 31 mil hectares da Chapada dos Veadeiros em Goiás

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. carlos alberto martins disse:

    há um grande interesse nos incendios criminosos,pois até o momento não observei o uso de tratores D6,os quais apagariam o incendio muito rápidamente.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *