Início » Brasil » Inflação no segundo governo FHC versus Dilma
Verdades e mentiras

Inflação no segundo governo FHC versus Dilma

Inflação maior no final do governo FHC foi provocada pelo medo que o mercado tinha de um governo do PT

Inflação no segundo governo FHC versus Dilma
Armínio Fraga e Guido Mantega se enfrentaram em debate no Programa Míriam Leitão, na GloboNews (Reprodução/Internet)

Quero esclarecer alguns deslizes da nossa equipe econômica. Vamos começar pela inflação. No programa de quinta-feira, 9, da GloboNews com o ministro Guido Mantega e o economista Armínio Fraga, Mantega falou que Armínio Fraga pegou a inflação no seu primeiro ano de Banco Central em 7% ao ano e deixou 12% ao ano, em 2002. Na verdade a inflação, em 1999, foi de 8,94%.

Isso é verdade? Sim. Mas a pergunta seguinte seria tentar identificar porque isto aconteceu, i.e. por que Armínio não terminou seu mandato à frente do BC com uma inflação menor do que no início. A resposta é o medo que o mercado tinha de um governo do PT, cujo candidato que liderava as pesquisa, Luiz Inácio Lula da Silva, foi contra o Plano Real e por anos defendeu o calote da dívida pública. Claro que se esperava o pior.

A inflação em 12 meses vinha em queda. Mas, no ano de 2002, do final de fevereiro até o final de setembro, a taxa de câmbio (R$/US$) passou de 2,35 para 3,85– uma desvalorização do real de 64% em sete meses. Mas foi a taxa de câmbio que puxou a inflação para cima, como também foi a forte valorização posterior do real que trouxe para baixo a inflação no governo Lula. De julho de 2002 a maio de 2003, a inflação acumulada em 12 meses passou de 7,5% para 17%! Mas depois derreteu com a valorização da taxa de câmbio e chegou a 3% já no início de 2007, quando a taxa de câmbio havia derretido para 2 R$/US$.

Taxa de Câmbio (R$/US$) – JAN/1999-SET/2014

Tx de cambio

Inflação em 12 meses – IPCA – % – JAN/1998-SET/2014

Inflação 2

No governo Dilma, não houve nada disso. A inflação média acima de 6% ao ano, maior do que a média do governo anterior, é pura incompetência com um agravante. Como ninguém espera valorização do real nos próximos anos e teremos de corrigir preços da energia e combustíveis, os erros do governo Dilma dificultarão a redução rápida da inflação.

E acho até que há um grande risco da inflação ultrapassar o teto da meta este ano. Se Dilma for reeleita acho que a inflação vai continuar elevada, porque a turma que está ai ainda não aprendeu que 6,5% é o teto da meta e não o centro da meta.

*Mansueto Almeida é economista do IPEA e titular do Blog do Mansueto Almeida

Fontes:
Blog do Mansueto - Inflação no governo FHC versus Dilma

4 Opiniões

  1. André Luiz D. Queiroz disse:

    helo, tenho que corrigir sua afirmação: “A Vale é uma empresa mista, rende lucros pra todos nós e o presidente é indicação da Dilma”. Não, a Vale não é uma empresa de economia mista (a Petrobras é!) desde sua privatização. O que acontece é que o governo ainda detém grande controle acionário da Vale — mas não é acionista majoritário — por meio de fundos de pensão e outras formas indiretas. E, naturalmente, o governo exerce grande pressão sobre os acionistas majoritários da Vale (entre eles o Banco Bradesco), tanto que Lula exigiu a demissão de Roger Agnelli quando ele se opôs às pretensões de Lula de que a Vale entrasse de sócia na construção de uma siderúrgica no Nordeste, etc. Desde a privatização o valor de mercado da Vale aumentou enormemente, apesar da empresa não atravessar atualmente um bom momento, mas por conta da economia mundial, que ainda está frágil.

  2. helo disse:

    Dabés, o capitão, o presidente e o líder do governo estão na Papuda. A Vale é uma empresa mista, rende lucros pra todos nós e o presidente é indicação da Dilma. Você pensa pelo lado mau do PT. Quem embolsou na Petrobrás? Quem embolsou no BNDES, na Caixa? Quem ganhou em Pasadena, Abreu e Lima e Porto Mariel? Os milhões da propina da Petrobrás é só 10% da maracutaia. O que disse Chávez para não honrar os 40% da refinaria em Pernambuco? O que nos deu Cuba para ganhar o Porto Mariel? Qual a explicação para Rose e Erenice? O Brasil precisa de bons nomes para corrigir a economia, a desigualdade e a pobreza. Os aliados ao Aécio são muito bons, ele é jovem, menos gerentão, vai ouvir mais, vai se assessorar melhor. Armínio é um excelente economista, assim como Andre Lara, Gianetti e a turma do Plano Real da estabilidade que fez surgir a classe C. O programa do Bolsa vai ser mantido, aumentado e aprimorado. Todos os programas sociais da Dilma foram criados pelo partido do Aécio, só ganharam outros nomes. O que o PT criou, o Fome Zero, deu errado. Marina não vai vender a Petrobrás, nem entregar o país aos banqueiros, que por sinal ganharam muitas benesses desnecessárias da Dilma. Para tudo ficar mais tranquilo e melhor não vamos poder votar na Dilma. Precisamos sair desse 7 a zero.

  3. Beraldo Dabés Filho disse:

    FHC foi o Capo, o poderoso chefão. Armínio era o seu tesoureiro… até a oposiçãozinha incompetente sabe. Só com a privatização da Vale, apreço de banana, sabe-se lá quantos US$ bilhões foram embolsados pelo tucanato. Ganha o Aécio e tudo volta como dantes. Eita!!!!!!!!
    __________________________________________
    NÃO VOTE EM BRANCO E NEM ANULE SEU VOTO!

  4. helo disse:

    O governo sabe, só não diz a verdade. Tudo gasto para ganhar mesmo que péssimo para o país.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *