Início » Brasil » Intervenção burocrática
COLUNA ESPLANADA

Intervenção burocrática

Intervenção federal na segurança do estado do Rio custará milhões ao bolso do cidadão em salários para cargos de confiança

Intervenção burocrática
Serão criados 231 cargos, sendo 67 do gabinete do interventor (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Prestes a completar três meses, sem um tostão aplicado diretamente na conta da Secretaria de Segurança e, pelo notório cenário, sem resultados efetivos até agora, a intervenção federal na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro custará ao bolso do cidadão mais de R$ 20 milhões este ano e R$ 23,2 milhões em 2019 — se a mesma for mantida — em salários para cargos de confiança. Serão criados 231 cargos, sendo 67 do gabinete do interventor com salários que variam de R$ 5.440,72 a R$ 16.215,22.

Aval do Palácio

Os números constam em Medida Provisória 826/18 e projetos enviados pelo Planalto ao Congresso, que terão que ser aprovados pela Comissão Mista de Orçamento e plenários.

Meirelles bate pé

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles está irredutível com caciques do MDB, que o consultam para ser vice na chapa de um nome mais forte na disputa presidencial.

O Chanceler

Michel Temer vai articular na campanha coalizão potencial vencedora que o faça Chanceler do Itamaraty no futuro governo. Manterá assim o foro privilegiado.

No ar…

É conversa a de que os 6,5 milhões de euros na conta do ex-deputado Ronaldo Cezar Coelho são os custos do fretamento do jatinho na campanha de 2010 para o PSDB. Convertido, o valor dá R$ 27,2 milhões, dinheiro que compra um Learjet 45 novo, modelo usado pelo banqueiro. Há algo mais no ar que o ex-tucano precisa explicar.

Pé na areia

Aliás, Ronaldo, hoje no PSD e banqueiro bilionário, se enrolou de graça com a Justiça nesse caso. Tem dinheiro de sobra. Ele constroi uma mansão de R$ 15 milhões em cima de uma falésia em Trancoso (BA). Ficará pronta para o Réveillon de 2019.

Bastidor do avião

Nos anos FHC, Ronaldo trocou o jato que possuía para esse maior que tem um toilet, porque o então presidente — que fez campanha de reeleição viajando no avião do banqueiro — pediu um ‘banheiro’ para as longas rotas nacionais. Pode isso, Arnaldo? (o ex-árbitro de futebol, alheio a tudo, é irmão de Ronaldo).

Homônimos

Atenção. Não confunda o Márcio Fortes, ex-tesoureiro do PSDB, do caso dos 6,5 milhões de euros, com o Marcio Fortes ex-ministro, diplomata e hoje diretor da Firjan.

Ninho…

O advogado José Forte dos Santos Fernandes, de Natal (RN), recorreu à Justiça para que o PSDB o mantenha inscrito como pré-candidato à presidência da República, e quer disputar prévias com Geraldo Alckmin. Ele foi barrado pela Executiva porque, segundo contam, não cumpre requisitos para a candidatura, como filiação mínima de dois anos.

…em chamas

As exigências do PSDB também incluem apoio de pelo menos um quinto dos deputados federais do partido, um quinto dos senadores ou um quinto do Diretório Nacional. No processo, Fernandes alega que essas restrições obstruem o direito das minorias, e sintetizam retrocesso e malferem direitos civis e o estatuto do partido.

Disputa na CNC

A despeito da situação crítica nas Fecomércio do Rio e de BH, com intervenções judiciais, o candidato à presidência da Confederação Nacional do Comércio José Roberto Tadros, da Fecomércio-Amazonas, teria hoje apoio de 20 dos 28 presidentes de federações, dizem aliados. Deixaria assim o deputado Laércio Oliveira (SE) para trás.

Cerco ao EQM

O dono do grupo EQM, Eduardo de Queiroz Monteiro — irmão do senador Armando Monteiro, com quem não bate — foi condenado pela Justiça Federal a nove anos de prisão pela prática de crime de gestão fraudulenta.

Nos autos

O empresário era Diretor Superintendente do Banco Mercantil, e entre os anos de 1990 e 1995, segundo denúncia, participou de desvio e apropriação indevida de dinheiro e falsificação contábil, tudo sob o ‘nariz’ complacente do BC.

Defesa

Segundo o advogado de Queiroz Monteiro, Bruno Lacerda, já foi interposto o recurso de apelação. O advogado tem firme convicção de que a decisão será revertida.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Beraldo disse:

    Insinuou opiniões.

    Já é um avanço.

    Coragem meu jovem, vá em frente.

    Na vanguarda estão os opinadores.

  2. Ana Lúcia Krause disse:

    Meirelles está certo, tem que buscar o que deseja.

  3. carlos alberto martins disse:

    com tanto dinheiro aplicado na falecida segurança do RIO,os traficantes e ladrões continuam fazendo a fésta.quando os pseudos interventores, aparecem na mídia para falar sobre o que na realidade são incompetentes para resolverem, fico abismado com o montante de puxa-sacos que os acompanham como assessores ,é um espetáculo deprimente.como estamos vendo tudo continua na mesma,e toma bala perdida.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *