Início » Brasil » Irmão de Toffoli é um dos denunciados por desvio de R$ 57 milhões
Ministério Público Federal

Irmão de Toffoli é um dos denunciados por desvio de R$ 57 milhões

Dinheiro desviado deveria ter sido aplicado nas áreas de educação e saúde no município de Marília

Irmão de Toffoli é um dos denunciados por desvio de R$ 57 milhões
José Ticiano Dias Toffoli admitiu uso irregular do dinheiro (Fonte: Reprodução/Câmara Municipal de Marília)

José Ticiano Dias Toffoli (PT), irmão mais velho do ministro do STF José Antonio Dias Toffoli, foi denunciado nesta quinta-feira, 27, pelo Ministério Público Federal — junto com outras quatro pessoas — pelo desvio de R$ 57 milhões.

O dinheiro desviado deveria ter sido aplicado nas áreas de educação e saúde no município de Marília (SP).

De acordo com a Procuradoria, José Ticiano Dias Toffoli movimentou irregularmente R$ 28,8 milhões nos dez meses em que ficou à frente da prefeitura de Marília, entre 2011 e 2012. ´

O irmão do ministro admitiu o uso irregular do dinheiro, afirmando que quando tomou posse como prefeito havia um déficit de cerca de R$ 8 milhões no caixa do município. Ainda segundo o MP, o débito foi utilizado como justificativa por José Ticiano Dias Toffoli para dar sequência aos delitos praticados por seu antecessor, Mário Bulgareli (PDT), que também está entre os denunciados.

O MP aponta que Bulgareli foi responsável pelo desvio de R$ 28,2 milhões. Além dos ex-prefeitos, também foram denunciados os ex-secretários da Fazenda de Marília Nelson Virgílio Grancieri, Adélson Lélis da Silva e Gabriel Silva Ribeiro.

Os recursos desviados eram repassados pela União para serem aplicadas no Fundo Municipal de Saúde, em atividades escolares, para custear a folha de pagamento, entre outros gastos.

A Procuradoria pede a condenação dos cinco denunciados por crime de responsabilidade, que prevê pena de três meses a três anos para gestores que usarem indevidamente verbas públicas.

Fontes:
A Tarde - Irmão de Toffoli é denunciado por desvio de R$ 57 mi

1 Opinião

  1. Miguel disse:

    Tem que ser condenados à morte.
    É humilhante para quem morre nas filas dos hospitais ou nem escolas para estudar ver monstros, serial killer’s assim, serem condenados a cestas básicas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *