Início » Brasil » Itamaraty auxilia brasileiro preso por tentar se unir ao Estado Islâmico
JIHADISTA Brasileiro

Itamaraty auxilia brasileiro preso por tentar se unir ao Estado Islâmico

O brasileiro, que tem 18 anos, está preso em Sofia. Ele foi contatado pela embaixada brasileira do local e está recebendo toda a assistência necessária, além de visitas consulares

Itamaraty auxilia brasileiro preso por tentar se unir ao Estado Islâmico
O governo espanhol emitiu um pedido de extradição para que os três sejam julgados por associação a uma organização terrorista (Reprodução/Internet)

Na última sexta-feira, 19, um brasileiro e dois marroquinos foram presos pela Interpol na Bulgária, por suspeita de que estavam viajando para a Síria para se juntar ao grupo radical Estado Islâmico (ISIS).

Leia mais: Brasileiro que viajava para se juntar ao Estado Islâmico é detido na Bulgária

Os três foram presos na fronteira com a Turquia, a caminho da Síria.Eles estavam sendo investigados desde junho depois que se descobriu que haviam iniciado um processo de radicalização islâmica e tinham enviado mensagens a favor da jihad. Os três moravam um município na província de Barcelona.

O brasileiro, que tem 18 anos, está preso em Sofia. Ele foi contatado pela embaixada brasileira do local e está recebendo toda a assistência necessária e visitas consulares.

O governo espanhol emitiu um pedido de extradição para que os três sejam julgados por associação a uma organização terrorista, mesmo que não tenham conseguido se associar ao ISIS. Para a polícia, os jovens alegaram que iriam passar férias na Síria, mas as autoridades alegam ter documentos suficientes que provem suas reais intenções.

No último sábado, 20, Isanulfo Cordeiro, secretário de Assuntos Internacionais de Goiás, informou que o governo está buscando informações para confirmar se o brasileiro preso na Bulgária e sua família são de Formosa (GO). Ele disse que recorreu ao Itamaraty, mas o órgão alegou “segurança nacional” para não divulgar o nome do brasileiro, identificado apenas pelas iniciais K.L.R.G.

 

Fontes:
O Globo-Itamaraty auxilia brasileiro preso por se unir ao Estado Islâmico

5 Opiniões

  1. jovelino bispo vieira disse:

    Na real…nao impprta se e brasileiro, se ele se uniu aquela “seita” entao deveria ser deixado para os espanhois , traze- lo pra ca pode colocar a vida de pessoas inocentes em risco.

  2. Raimundo Trindade disse:

    Todo mundo sabe , ou deveria saber que essa aberração que acontece nos países islâmicos no que diz respeito a esses grupos radicais, não passa de uma política arcaica e desatualizado do ponto de vista dos dias atuais,,, Matar dezenas de pessoas que não tem nada a ver com esse bando de irresponsáveis, degolar pessoas na frente de uma câmera para mostrar força de poder aos que utilizam do bem para com a humanidade, ainda é muito mais condenável…. e, com tudo esse clamor do povo, UM BANDIDO, CANALHA , se identificando como brasileiro ( afinal, o povo brasileiro não pode pagar por esse verme ), vai se associar a este grupo de terror, ainda bem que foi pego na hora certa… Eu, Raimundo Trindade Pereira do Rêgo, brasileiro, casado, trabalhador, pagador de impostos ao meu governo, católico dizimista, e que luta por uma sociedade DEMOCRÁTICA,, SOCIAL E DE DIREITOS,,,,,, RECOMENDO ao governo da Bulgária que CONDENE Á PENA DE MORTE o elemento preso, chamado K.L.R.G, e execute IMEDIATAMENTE-O, belo BEM da humanidade…
    POR GENTILEZA , ENVIE ESTE RECADO AO GOVERNO DA BULGÁRIA , O BRASIL AGRADECE…….

  3. Antunes Branco disse:

    DEVERIAM SER PRESOS MESMO

  4. DJALMA P BENTES disse:

    Deve ter sido enviado pela petralhada para manter DIÁLOGO com o Estado Islâmico como requerido pela presidente Dil-má

  5. helo disse:

    Kamel Lassar Rama Gaziel ou Karl Lenine Renan Grenhalg (K.L.R.G.) resolveu visitar a Bulgária. Lá acionistas da Petrobrás, só porque o pai da presidenta é búlgaro, fizeram acusação improcedente.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *