Início » Brasil » ‘Já vai tarde, Bolsonaro’, diz prefeito de Nova York
BILL DE BLASIO

‘Já vai tarde, Bolsonaro’, diz prefeito de Nova York

Bill de Blasio celebra decisão de Bolsonaro de não ir a Nova York e compara o presidente brasileiro a um valentão que 'não aguenta um soco'

‘Já vai tarde, Bolsonaro’, diz prefeito de Nova York
'Seu ódio não é bem vindo aqui', afirmou o prefeito (Foto: Flickr/Kevin Case)

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, comemorou a decisão do presidente brasileiro Jair Bolsonaro de cancelar sua viagem a Nova York para receber o prêmio “Pessoa do ano”, da Câmara de Comércio Brasil-EUA.

Em uma postagem no Twitter no último sábado, 4, Blasio comparou Bolsonaro a um valentão “que não aguenta um soco” e disse que “seu ódio não é bem-vindo” em Nova York.

“Jair Bolsonaro aprendeu da maneira mais difícil que os nova-iorquinos não fecham os olhos para a opressão. Nós denunciamos a sua intolerância. Ele fugiu. Nenhuma surpresa — valentões não aguentam um soco. Já vai tarde, Jair Bolsonaro. Seu ódio não é bem-vindo aqui”, escreveu Blasio.

Bolsonaro seria homenageado em 14 de maio pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, porém, os locais designados para receber a cerimônia se recusaram a realizar o evento e empresas patrocinadoras também optaram por retirar o apoio à solenidade.

Em meio à pressão, Bolsonaro decidiu desistir da viagem na última sexta-feira, 3. O anúncio foi dado pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros. “Em face da resistência e dos ataques deliberados do prefeito de Nova York e da pressão de grupos de interesses sobre as instituições que organizam, patrocinam e acolhem em suas instalações o evento anualmente, ficou caracterizada a ideologização da atividade”.

A decisão repercutiu na opinião pública e alguns chegaram a culpar o PT pelo imbróglio. Outros afirmaram que o episódio foi uma resposta à postura de Bolsonaro, como foi o caso do colunista Reinaldo Azevedo, da Folha de S.Paulo, que afirmou que o presidente foi vítima de sua própria concepção de mundo.

“Resumo da ópera: temos um presidente da República que não pode participar de uma cerimônia privada, de dimensão pública, numa grande capital sem ser enxovalhado. Eis o líder que viria, segundo as suas palavras, para mudar a reputação do Brasil no mundo. De certo modo, está cumprindo a promessa”, escreveu Azevedo (leia aqui a coluna na íntegra).

O presidente brasileiro recebeu o apoio do vice, Hamilton Mourão, e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que criticaram a postura de Blasio.

Pelo Twitter, Mourão disse que o prefeito americano “surpreende quem tem Nova York como a cidade que universalmente acolhe pessoas de todas as origens” e que tem atacado Bolsonaro sem nem mesmo conhecê-lo.

Maia, também se manifestou em suas redes sociais, onde afirmou que discorda “em muitas coisas do presidente Bolsonaro na agenda de valores, mas não há saída para os nossos desafios sem diálogo e respeito”.

Fontes:
G1-Prefeito de Nova York comemora com ironia cancelamento de viagem de Bolsonaro

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

6 Opiniões

  1. Almanakut Brasil disse:

    Veado de zoológico de selva de pedra jamais encararia a ONÇA na floresta.

    EM TERRA ONDE NÃO HÁ ONÇA, VEADO ESCARAMUÇA – (Provérbio Português)

  2. jayme endebo disse:

    Esse prefeito deveria se preocupar com a policia que já mandou pra prisão 3 secretários seus, quem sabe ele poderá ser o próximo? corruptos são assim mesmo gostam de desviar atenção para a sua platéia.

  3. carlos alberto martins disse:

    desde quando o Brasil vai querer a opinião de um prefeito cuja cidade esconde do mundo a podridão dos guetos e o racismo intoleravel praticado pela sociedade e policiais contra os negros.nós brasileiros temos a honra de sermos um povo que aceita com muito orgulho todos os cidadões do mundo inteiro que procuram em nossas terras um lugar para viverem,como tambem nunca iremos construir um muro contra os povos vizinhos,os quais merecem respeito.se eu fosse o Bolsonaro declararia tal personagem como persona-não-grata,proibindo sua entrada em nosso territorio por ofensa a autoridade máxima da nação,legitimamente eleito pelo povo.

  4. Eliahun Feldman disse:

    Mas ao lado disso, e em paralelo, o dito prefeito está sendo acusado de CORRUPÇÃO, e em uma cerimonia os pliciais virarram as costas para ele quando entrou ou passou por eles. Onde está a verdade?

  5. Henrique Oswaldo Motta disse:

    Trata-se de um mal educado além de, ao que parece, corrupto. Com o nome que tem não me espantaria se fosse ligado a máfia local. A sua eleição para prefeito mostra apenas que os eleitores locais também não sabem escolher seus governantes.

  6. Aquiles Leonardo Pisanelli disse:

    Apenas mais um esquerdopata querendo chamar a atenção para si próprio. Vejam a história desse cara. O Presidente deveria mesmo deixar de ir para NY e enviar uma nota diplomática de censura a esse senhor.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *