Início » Brasil » Janot anula benefícios de Joesley e Saud
DELAÇÃO DA JBS

Janot anula benefícios de Joesley e Saud

Ministro Edson Fachin estaria disposto a determinar a prisão dos dois

Janot anula benefícios de Joesley e Saud
Joesley Batista (foto) e Ricardo Saud perderam os benefícios da delação premiada (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, resolveu anular os benefícios concedidos a Joesley Batista, um dos donos da JBS, e Ricardo Saud, ex-executivo da J&F. Desta forma, Janot deve pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão preventiva dos dois nos próximos dias. A decisão do procurador-geral ocorre depois da reviravolta na delação da JBS.

Caso haja um pedido de prisão, ele deve ser encaminhado junto com a rescisão do acordo de delação premiada. Afinal, o acordo previa imunidade total aos delatores.

Segundo o jornal Globo, o ministro Edson Fachin, relator do caso no STF, estaria disposto a determinar a prisão dos dois, mas a expectativa é que não haja nenhuma decisão antes da próxima segunda-feira, 11. No entanto, outros ministros do STF vêm tentando convencê-lo da necessidade de prender logo os dois.

Na última quinta-feira, 7, Joesley e Saud prestaram depoimento na sede da Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília. O ex-procurador Marcello Miller, suspeito de ter atuado para beneficiar a JBS na elaboração das cláusulas do acordo, deve ser ouvido nesta sexta-feira, 8.

No acordo de delação premiada de Joesley e Saud, há uma cláusula sobre a rescisão do contrato. “Em caso de rescisão do acordo por sua responsabilidade exclusiva, o colaborador perderá automaticamente direito aos benefícios que lhe forem concedidos em virtude da cooperação com o Ministério Público Federal, permanecendo rígidas e válidas todas as provas produzidas, inclusive depoimentos que houver prestado e documentos que houver apresentado, bem como válidos quaisquer valores pagos ou devidos a título de multa”, diz o texto.

Pelo menos seis dos 11 integrantes do STF são contra a anulação de todas as provas e indícios entregues por Joesley e Saud. Ou seja, esses ministros querem que as provas não sejam invalidadas, caso a imunidade dos colaboradores seja suspensa. Desta forma, os inquéritos abertos a partir das delações, como no caso da investigação contra o presidente Michel Temer, poderiam continuar tramitando normalmente.

Fontes:
O Globo-Janot decide anular benefícios e deve pedir prisão de Joesley

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. helo disse:

    Ouvindo as gravações, os irmãos Batista me pareceram fracos. Construíram um império não por eficiência mas por desonestidade e por comprarem diversas empresas de sucesso ao ganharem o maior empréstimo do BNDES. Tudo isso para propinas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *